Novembro 22 2012

Preso na Carregueira há cerca de uma semana para acabar de cumprir o resto da pena a que foi condenado por burla e falsificação de documentos em vários processos, o antigo presidente do Benfica Vale e Azevedo passou ontem pelo tribunal para ser ouvido siobre outro caso em que é acusado de ter ficado com mais de quatro milhões de euros do clube de futebol. Mas durou menos que um prolongamento de de jogo a sua primeira passagem pela sala de audiências desde que foi extraditado do Reino Unido: ao fim de 15 minutos decidiu ir-se embora, alegando que, apesar de se querer defender dos novos crimes que lhe imputa o Benfica, precisa de refletir sobre se esta é a altura certa para o fazer.

Fonte: A Bola/Público
publicado por Benfica 73 às 23:55

Novembro 12 2012
O antigo presidente do Benfica, João Vale e Azevedo, já chegou a Lisboa e, segundo a SIC Notícias, está já dentro das instalações do Estabelecimento Prisional de Lisboa.
Vale e Azevedo foi entregue esta manhã pelas autoridades inglesas a dois inspetores da Polícia Judiciaria, para que se cumprisse a extradição para Portugal exigida no mandado de detenção europeu, onde terá ainda de cumprir cinco anos e meio de prisão.
A pena poderá ser, no entanto, cumprida em liberdade condicional. Esta decisão só será conhecida nos próximos dias.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 20:10

Setembro 28 2012

Para conseguir a indemnização de 7,2 milhões de euros que pede a João Vale e Azevedo, o Benfica deverá pedir uma lista de bens do ex-presidente do clube.

Fonte: A Bola/CM
publicado por Benfica 73 às 11:41

Setembro 26 2012

O Tribunal Criminal de Lisboa indeferiu ontem o pedido de João Vale e Azevedo para adiar o início de julgamento. O antigo presidente do Benfica é acusado de se ter apropriado de forma indevida de 4 milhões de euros do clube, resultantes das transferências de quatro jogadores (Scott Minto, Gary Charles, Amaral e Tahar el Khalej).

O coletivo de juízes considerou que não é “absolutamente indispensável para a descoberta da verdade material a presença de Vale e Azevedo”, que se encontra no Reino Unido com o passaporte confiscado e proibido de se ausentar daquele país. O julgamento vai agora prosseguir no dia 16 de outubro, com a audição das duas primeiras testemunhas do processo. A Benfica SAD pede uma indemnização superior a 7 milhões de euros.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 01:49

Março 22 2011

As autoridades britânicas continuam a desconhecer o paradeiro de Vale e Azevedo em Londres, impossibilitando a notificação do ex-presidente do Benfica para o julgamento por peculato de 4 milhões de euros e outros crimes, disse a Procuradoria-Geral da República.

"As autoridades britânicas continuam a dizer que não localizam o arguido Vale e Azevedo", precisou fonte oficial da PGR, em resposta a uma questão colocada pela agência Lusa. Recentemente, o Estado português voltou a pedir ao Ministério do Interior britânico a informação da morada na capital inglesa do presidente do Benfica de 3 de novembro de 1997 a 31 de outubro de 2000 e, pela terceira vez, a resposta foi negativa.

Este novo pedido sucedeu as cartas remetidas pela PGR em 2010, a primeira das quais a 21 de abril, na qual o Ministério do Interior britânico observou que "a morada" que as autoridades portuguesas dispunham "está incompleta".

Na carta a que a Lusa teve acesso, o organismo britânico referiu que se "resultaram infrutíferas as relevantes pesquisas para encontrar o correto endereço" em Londres de João Vale e Azevedo.

Neste processo, cujos factos remontam de janeiro de 1999 a julho de 2000, Vale e Azevedo está acusado de três crimes de peculato, um de branqueamento de capitais, um de falsificação de documentos e um de abuso de confiança.

A acusação, documento a que a Lusa acedeu, refere-se a apropriação de verbas geradas pelas transferências dos futebolistas Scott Minto, Gary Charles, Amaral e Tahar el Khalej.

Com a alegação de que tinha uma conta corrente com o Benfica, Vale e Azevedo pediu a nulidade da acusação, além de ter impugnado as provas periciais e de ter invocado que as informações requeridas pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa a instituições bancárias foram realizadas com violação do sigilo bancário.

No entanto, o Ministério Público decidiu levar a julgamento Vale e Azevedo, considerando que "os factos descritos na acusação estão indiciariamente provados, quer pela vasta prova documental, quer pela prova testemunhal".

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 19:32

BENFICA 73
contador grátis
Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...