Novembro 10 2013
O Olympiakos defronta amanhã o PAOK (Miguel Vítor continua a recuperar de lesão no joelho direito), num jogo importante para o título (o campeão é líder com três pontos de vantagem sobre a equipa de Salónica), mas o técnico Michel González não esquece ainda as emoções que sentiu no jogo contra o Benfica. 

«Não o podia fazer, mas tive vontade de levar o Roberto em ombros. Muitos perguntaram se chorei no final. Não chorei, mas não me importaria de fazê-lo. Roberto venceu sozinho os 11 jogadores do Benfica e só isso seria razão para chorar de alegria. Há muito tempo que não via um guarda-redes a este nível. Em seis, sete oportunidades é quase certo sofrer um golo, mas ele defendeu tudo», frisou.

«Estou feliz pelos meus jogadores, que fizeram um grande esforço, mas sobretudo pelo Roberto porque a sua passagem pelo Benfica não correu de acordo com o seu valor, mas, olhando à sua exibição, ele merecia fazer história. Houve momentos em que o Benfica nos empurrou muito, mas senti-me sempre bem, porque pressenti que seria impossível sermos batidos naquela noite. Mas é claro que respirei de alívio depois do último apito», admitiu. 
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 23:51

Novembro 06 2013
O treinador do Olympiakos reconhece que a equipa não esteve bem no encontro com o Benfica mas acaba por merecer os setes pontos conquistados no Grupo C da Liga dos Campeões.

«Isto é justiça no futebol. Tivemos azar em Lisboa, hoje tivemos sorte. Foi uma grande noite, o nosso guarda-redes foi fantástico. Tem uma paixão imensa e estou muito feliz por ele mas tenho de felicitar todos os jogadores. Também estou satisfeito por marcarmos de bola parada», disse Michel, prosseguindo na análise à exibição do guardião espanhol:

«Foi mais que um santo. Podemos dizer que vingou o que aconteceu na sua passagem pelo Benfica já que não foi muito feliz lá. Hoje provou que tem valor e redimiu-se. Esta semana vou convidá-lo para jantar em minha casa.»

Sobre o jogo: «Não estivemos muito bem, não controlámos a posse de bola. Não estamos habituados a defender assim. O nosso objetivo é ter o controlo e posse de bola mas falhámos. Mas estamos com sete pontos, merecidos após quatro jogos. Precisamos de mais uma vitória para seguir em frente.»
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 17:18

Novembro 05 2013
O médio ofensivo Zeca ainda tinha a memória bem fresca do último jogo quando falou com A BOLA. O português de 25 anos, no Panathinaikos desde o verão de 2012, participou na derrota com o Olympiakos (0-1), sábado, no jogo grande do Campeonato grego, e lamentou-se das oportunidades desperdiçadas pela sua equipa e da eficácia do adversário. Sabe bem, por isso, quais são as fragilidades e principais armas do adversário que o Benfica enfrenta, hoje, na capital helénica. 

«O Benfica tem de pressionar o Olympiakos desde o início», começa por dizer, depois de convidado a apresentar uma fórmula para derrotar o campeão grego.

Para Zeca, os encarnados têm de saber aproveitar «as transições defensivas» do adversário, isto porque, esclarece, «os jogadores mais ofensivos não recuam depressa quando perdem a bola». O médio ofensivo vê, justamente, neste ponto a chave para o Benfica ter sucesso, mas a equipa de Jorge Jesus tem de mostrar que ainda «é muito forte nas saídas rápidas para o ataque, como acontecia na época passada». Por outro lado, salienta, as águias podem tirar proveito das «dificuldades que sentem os defesas-centrais» contra equipas mais fortes, naquilo que considera o «ponto mais fraco da equipa». 

De resto, o Olympiakos é aquilo que se viu em Lisboa: «Os laterais são fortes. Salino todos conhecem de Portugal, Holebas é melhor a atacar do que a defender, mas como é rápido também consegue compensar. O meio-campo posiciona-se bem no terreno e o ataque tem grandes jogadores, rápidos e bons tecnicamente. Na Grécia, como tem o maior orçamento, tem capacidade para contratar grandes jogadores que fazem a diferença.» 

O homem que mais estragos pode provocar, claro, é o avançado Mitroglou, autor do golo que derrotou o Panathinaikos no sábado e que também assinou golo empate dos gregos na Luz: «É um grande jogador, um belíssimo bom avançado, perigoso, forte fisicamente e tecnicamente bom.» 

«Se o Benfica deixar o Olympiakos jogar, vai ser difícil», alerta Zeca, que lembra o «moral em alta» do adversário dos encarnados depois do «empate e boa exibição na Luz e da vitória no derby com o Panathinaikos». Acrescenta que o Olympiakos «é mais forte em casa» e que os jogadores «galvanizam-se com o apoio dos adeptos». E reconhece que ficou «surpreendido» com a superioridade dos helénicos em Lisboa, com a facilidade com que «criaram iniciativas de ataque» e com a capacidade de «não deixar o Benfica sair a jogar». Mesmo assim, acredita que a história pode ser diferente e que a equipa de Jesus «pode ganhar desde que mostre em campo toda qualidade».
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 15:34

Outubro 21 2013
O treinador do Olympiakos, o espanhol Michel, está confiante para o jogo em Lisboa, frente ao Benfica, na quarta-feira, para a terceira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

O Olympiakos venceu no passado sábado, fora de casa, o Platanias por 4-1, liderando o campeonato grego com sete vitórias e um empate. Confiança reforçada para o confronto com o Benfica, segundo o treinador espanhol, que não deixou de mostrar algumas cautelas.

«Em primeiro lugar teremos de jogar como equipa. Depois, se tivermos estrelas como Roberto e Mitroglou estiveram em Bruxelas [vitória frente ao Anderlecht por 3-0], seria incrível. De qualquer forma, vamos jogar com confiança, pois são estes jogos que fazem os jogadores serem melhores», referiu.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 16:19

Outubro 17 2013

Aos 27 anos, Paulo Machado cumpre a segunda temporada ao serviço dos campeões gregos do Olympiacos. Longe do país que o viu nascer para o futebol, o médio formado no FC Porto regressará em breve a terras lusas, desta feita para assegurar que o Estádio da Luz voltará a reviver “uma tragédia grega”, após o solitário golo de Angelos Charisteas que deu aos helénicos o seu primeiro título de seleções, o Euro’2004.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 10:30

BENFICA 73
contador grátis
Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...