Outubro 30 2013
Trabalhou como treinador do Benfica B na época passada e aconselha o clube da Luz a seguir o exemplo do Sporting e a apostar na prata da casa. Luís Norton de Matos elogia João Cancelo e compara Ivan Cavaleiro a Ola John.

«São jogadores da mesma idade. A questão é que Ola John ganhou percurso competitivo muito mais cedo na Holanda. Em termos de rendimento, Ivan Cavaleiro tem potencial igual ou superior a Ola John», disse em declarações à Antena 1, onde destacou ainda a potencialidade do lateral João Cancelo:

«É um jogador extraordinário, um dos melhores do Mundo na sua posição. Se houver paciência, vai ser um caso extraordinário. É preciso apanhar estes jogadores, moldá-los e depois lançá-los (na equipa principal).»

E no que à formação diz respeito, Norton de Matos deixa, como é óbvio, o exemplo do rival que mora no outro lado da 2.ª Cicular: «Willam Carvalho, Wilson Eduardo, Cedric... são jovens portugueses da formação que jogam no clube, com um orçamento muitíssimo mais baixo e com resultados bastante melhores do que na época passada. Este é o grande desafio. O Benfica e o FC Porto, por mais dinheiro que gastem, nunca chegarão ao patamar das oito equipas milionárias que existem no futebol europeu.»
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 08:43

Dezembro 09 2012

Raphael Guzzo, João Teixeira e Bernardo Silva. Segundo anunciou Luís Norton de Matos, podem ser estes os próximos nomes dos juniores do Benfica a serem chamados à equipa B dos encarnados, no âmbito da aposta do clube nos jogadores portugueses.
«Tem havido o lançamento de vários jogadores numa experiência competitiva que tem existido. Já foram utilizados 19 jogadores portugueses, há outros que estão na calha para jogar, que estão nos juniores e que poderão vir para a equipa B, como são o Raphael Guzzo, o João Teixeira ou o Bernardo Silva. Vamos continuar nesta linha», indicou o treinador, em declarações à Benfica TV.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 09:12

Novembro 04 2012
O treinador do Benfica B projetou este sábado o derby de amanhã com o Sporting B, referente 12.ª jornada da Segunda Liga. 
Um jogo aliciante, de acordo com Luís Norton de Matos, quiçá a fazer lembrar os grandes jogos de outrora no campeonatos de reservas. 
«Um derby é sempre aliciante para os intérpretes e para o público. Por isso, estamos muito contentes por poder reeditar um Benfica–Sporting em equipas B. Ainda sou do tempo dos campeonatos de reservas com 20 ou 30 mil espectadores no Estádio da Luz», disse o treinador à televisão do clube encarnado.

Benfica B e Sporting B têm andado na primeira metade da classificação, algo que para Norton de Matos prova o bom trabalho desenvolvido pelos dois clubes, 
«Será um jogo interpretado por duas equipas com uma filosofia idêntica na formação. Penso que vão estar em campo as duas equipas B que mais jogadores juniores efetivos, ou seja, de 1994, apresentam. Isso tem sido uma constante no Benfica e no Sporting. Creio estarem reunidos todos os ingredientes para um bom espetáculo», sublinhou, garantido empenho máximo dos seus jogadores para derrotar o líder da Segunda Liga:
- Vamos para este jogo, no nosso estádio, com a vontade de ganhar o jogo a 300 por cento. Vamos fazer por isso!.
Luís Norton de Matos expressou também a sua satisfação por ver que os objetivos que a equipa B dos encarnados pressupõe estão a ser cumpridos.

«Cada equipa tem o seu projeto, o nosso está perfeitamente identificado e a estratégia que está a ser seguida é no sentido de valorizar ao máximo os jogadores das camadas jovens do clube ou jogadores que têm vindo para o clube dentro do escalão etário que é peculiar num projeto de uma equipa B», observou, com os casos de André Almeida e André Gomes no pensamento. 
Refira-se que o jogo está marcado para as 16 horas, no Estádio do Sport Lisboa e Benfica, com arbitragem de Hugo Pacheco, árbitro filiado na AF Porto.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 15:24

Outubro 28 2012
Apesar de reconhecer que a evolução da equipa B é condicionada pela chamada de jogadores ao plantel principal, Norton Matos vê nas apostas de Jorge Jesus em André Gomes e André Almeida o resultado do trabalho que está a ser desenvolvido na formação.

«O André Gomes é uma vitória de toda a formação do Benfica, assim como o André Almeida. São dois jogadores que nos ajudaram muito na fase inicial da temporada. Vamos continuar a formar jogadores. O nosso objetivo é esse e não subir de Divisão. Temos de ter orgulho em ver atletas na equipa A», salientou o treinador no final do jogo com o Penafiel, que os encarnados perderam por 1-2.

«Nos últimos tempos, por força do nosso projeto, que é de formação, treinamos muitas vezes sem alguns jogadores que vão à equipa A. Isso torna as coisas mais difíceis», notou Norton da Matos.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 15:41

Julho 05 2012

A equipa B do Sport Lisboa e Benfica ligou, esta quarta-feira, os motores tendo em vista a longa viagem que será a temporada 2012/13. O técnico do conjunto, Luís Norton de Matos, concedeu uma entrevista à Benfica TV onde falou dos objectivos para a nova época.

40 épocas depois, Luís Norton de Matos regressa ao Benfica. Jogou cá como Júnior, esteve na equipa de Reservas, foi também Sénior e vai agora treinar jogadores que estão a passar todos, ou grande parte deles, por esta situação…

Para mim é um privilégio ter esse conhecimento do Clube e ter vivenciado essa experiência porque vai ajudar-me muito na minha missão de formação, porque sei exactamente o que se passa na cabeça destes jogadores que obviamente têm ambições claras e objectivas de atingirem a primeira categoria do Benfica que é o grande sonho. Eu próprio, apesar de ter sido campeão nacional de Juniores no Benfica, e depois tive mais duas épocas no Futebol Sénior, o meu grande objectivo era ter jogado na primeira categoria do Benfica e é a minha grande pena também e mágoa porque estive numa final da Taça de Portugal no banco, estive num jogo de consagração do Benfica como Campeão Nacional no banco, na altura com o Pavic, treinei com o Jimmy Hagan mas tive uma experiência riquíssima que me formou como homem e como desportista. Quem passa pelo Benfica como eu passei, porque sempre fui benfiquista e adepto do Benfica, obviamente que me marcou imenso e hoje 40 anos depois está-me a falar de algo que eu tenho bem presente na minha memória como se tivesse sido ontem.

Que mensagem pode dar aos jogadores, tendo vivenciado também isto?

Vou tentar transmitir tudo aquilo que são os valores do Clube, tudo o que são as responsabilidades do que é estar neste Clube, as exigências e preparar estes jogadores e muitos deles têm potencial para chegar também a um patamar de primeira categoria do Benfica, tentar ajudá-los a que eles sejam mais fortes e que consigam pôr cá fora todas as suas qualidades.

Quais são as suas expectativas e se foi fácil chegar a um acordo e aceitar este convite da Direcção?

Quando se fala do Benfica e quando nós temos esta paixão pelo maior Clube português obviamente que quando me foi colocada a hipótese de vir para este desafio aliciante foi facílimo, nem hesitei. Confesso que só um projecto desta natureza, eu tive outros convites para treinar clubes, mas nada se equipara ao Benfica e nada se equipara à possibilidade de reentrar no Clube com um projecto aliciante. Venho com uma expectativa enorme, com uma vontade enorme de poder transmitir toda a minha experiência adquirida ao longo dos anos para a equipa B do Benfica. Tenho uma grande expectativa em relação a esta vinda.

Desportivamente, na equipa B, quais são os objectivos?

Quando se está numa equipa como o Benfica há sempre um objectivo claro de ganhar. Uma coisa que eu exijo sempre, na minha forma de pensar e no meu enquadramento competitivo, é que nós podemos não ganhar os jogos mas somos obrigados a jogar para ganhar sempre! E no Benfica isso é ainda mais uma obrigação. Obviamente que tenho consciência que o Campeonato da segunda Liga tem uma especificidade própria, é extremamente equilibrado, nós verificamos mesmo a nível, por exemplo, da Taça da Liga, as dificuldades enormes que os clubes de primeira divisão, com os seus plantéis profissionais têm jogando com estas equipas que vão jogar no Campeonato da segunda Liga. Fazer o melhor possível, com equipas que têm jogadores muito experientes, são jogadores que não tocam muitas vezes na bola, mas a sua experiência num canto, num livre, os pequenos detalhes que a experiência lhes deu são suficientes para resolver jogos. É isso que os nossos jogadores vão ter de aprender. Vão ter de termos competitivos e depois há outra competição, que é a competição das próprias equipas “Bês” que penso que vai ser uma competição dentro da competição. Será, também, outro motivo de atracção, quem será a melhor das seis equipas “Bês” que vão entrar no Campeonato. Temos que ver isto jogo a jogo e tentar sempre fazer o melhor possível, não se pode subir, mas era interessante, numa primeira análise, que a equipa pudesse situar-se numa primeira metade da tabela.

As condições que o Benfica coloca agora ao serviço das equipas, como, por exemplo, o Centro de Formação e Treino têm sido elogiadas. Daquilo que já pôde ver qual é o primeiro impacto?

O impacto é muito positivo, porque penso que o Benfica e toda a sua estrutura se adaptaram rapidamente àquilo que vão ser as exigências da competição, as exigências dos treinos. Foram feitas obras em tempo recorde para dar as melhores condições à equipa B. Nós já temos um plano bem determinado relativo ao local onde vamos jogar, vamos jogar no Estádio da luz, enquanto não tivermos o Campo do Bravo pronto. Portanto, é outro pólo extremamente positivo.

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 12:27

Junho 20 2011

Norton de Matos diz ter perdido um «excelente profissional» com a saída de António Carraça para o Benfica. Seleccionador da Guiné Bissau aposta no sucesso do novo director para o futebol profissional dos encarnados. 

«É um regresso a uma casa que conhece bem. Foi ele quem iniciou as bases do ressurgimento do futebol de formação no Benfica», refere Norton de Matos, em declarações à Antena 1.

«É um excelente profissional, com quem tive o prazer de trabalhar durante um curto período de tempo, na selecção da Guiné Bissau. Fez um trabalho notável», elogia o seleccionador da formação africana.

Para Norton de Matos, as funções de António Carraça serão «complementares» às de Rui Costa. «Já provou poder trabalhar bem em equipa. Vai conseguir levar a bom porto o seu trabalho», perspectiva, referindo que o cargo de director para o futebol profissional «é de grande exigência e implicará concentração e disponibilidades totais».

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 21:31

BENFICA 73
contador grátis
Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...