Janeiro 26 2012

Depois de ter sido operado na passada terça-feira à fratura na tíbia direita, que lhe vai custar a presença nos Jogos Olímpicos, Nélson Évora recebeu esta tarde alta do Hospital Garcia de Orta, em Almada.
«Correu tudo bem, a operação foi um sucesso. Saí pelo meu pé, o que mostra a evolução. Todo o processo foi muito bem acompanhado, fui muito bem tratado aqui, quer pelos enfermeiros quer pela equipa médica e auxiliares», afirmou o atleta, que ainda distribuiu alguns autógrafos à saída da unidade hospitalar.
O diretor do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do hospital, Nuno Craveiro Lopes, deixou elogios ao estado anímico de Nélson Évora, muito importante para enfrentar a recuperação.
«Uma cirurgia deste tipo deita abaixo uma pessoa, mas o Nelson é um super-homem, e a sua força de vontade faz com que ao segundo dia já estivesse a andar e com possibilidade de alta ao terceiro dia», explicou, mostrando-se otimista quanto à recuperação: «Não quero vaticinar nada, mas o Nelson vai dar-nos surpresas na sua recuperação funcional.»
O atleta, porém, diz não ter pressa em regressar às pistas, preferindo concentra-se na recuperação com calma. Ainda assim, dentro de três meses poderá iniciar os treinos.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 21:57

Janeiro 19 2012

O campeão olímpico do triplo salto em Pequim-2008 tem uma fratura na tíbia direita e será operado nos próximos dias. Falhará, assim, os Jogos Olímpicos de Londres, em agosto.

Esta manhã, o atleta foi observado no Hospital Garcia de Orta, em Almada, acompanhado do Dr. Ricardo Antunes, pertencente ao Departamento Médico do Benfica e também ao da Federação Portuguesa de Atletismo, na sequência da lesão contraída durante um dos saltos do aquecimento para as provas de observação que decorriam, ao final da tarde de ontem, na Nave do Jamor.

Pouco antes de saber que teria de ser operado, o atleta, através de um comunicado, fez saber que o tempo de recuperação o impedirá de marcar presença nos Jogos Olímpicos.

«Estou a ser observado e vou continuar a fazer exames para avaliarmos, eu, o meu treinador e o Departamento Médico do meu clube, quais as melhores opções para ultrapassar a situação. O estalo que se ouviu ontem no pavilhão foi uma reincidência da lesão que tinha contraído anteriormente, no entanto não é tão grave como se pensava. É verdade que, por uma questão de tempo de recuperação, está fora de questão participar nos próximos Jogos Olímpicos. Mas que ninguém conclua com isto que estou acabado», afirmou Nélson Évora, prometendo mais vitórias no futuro:

«Sou campeão olímpico e, aos 27 anos, sinto ter ainda muito por que competir pela frente. Estou forte mentalmente e, agora, a minha prioridade é tratar-me para voltar bem. Aproveito esta oportunidade para agradecer o apoio de todas as pessoas que têm demonstrado preocupação coma minha situação. O Sport Lisboa e Benfica e a Federação Portuguesa de Atletismo estão a prestar-me todo o apoio necessário para que, dentro de algum tempo, eu e o meu treinador, o Prof. João Ganço, possamos traçar objectivos para um novo ciclo olímpico. Quero dar mais alegrias aos portugueses. Obrigado a todos!»

Na unidade hospitalar está o presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, Fernando Mota, que deu conta do sentimento de amargura que quer o campeão olímpico do triplo salto, quer o seu treinador, João Ganço, estão a experienciar. 

«Muita amargura... É isso que nos preocupa e é por isso estamos aqui», afirmou Fernado Mota à Rádio Renascença.
Recorde-se que o atleta do Benfica esteve afastado das competições durante mais de um ano após uma cirurgia à tíbia da perna direita, realizada a 4 de fevereiro de 2010, devido a fratura de esforço.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 22:58

Janeiro 19 2012

O Departamento Médico do Benfica avaliará esta quinta-feira a gravidade da lesão do campeão olímpico do triplo salto, Nélson Évora, de forma a poderem tomar decisões quanto ao seu futuro.

O atleta tem uma lesão óssea na tíbia da perna direita, contraída durante um dos saltos do aquecimento para as provas de observação que decorriam, ao final da tarde, na Nave do Jamor, tendo sido assistido nas urgências do Hospital São Francisco Xavier.

Não terá havido desalinhamento ósseo, mas suspeita-se de lesão grave, que poderá colocar em risco a participação de Nélson nos Jogos Olímpicos de Londres, em agosto.

Recorde-se que o atleta do Benfica esteve afastado das competições durante mais de um ano após uma cirurgia à tíbia da perna direita, realizada a 4 de fevereiro de 2010, devido a fratura de esforço.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 13:45

Novembro 09 2011

A sala de conferências de imprensa do Estádio da Luz foi o cenário escolhido para a apresentação da equipa de atletismo do Sport Lisboa e Benfica e do Benfica Olímpico para a presente temporada. O evento teve lugar este sábado, dia 5 de Novembro e o capitão de equipa, Nelson Évora, mostrou-se optimista. 
“Já faço parte desta casa há muitos anos, vi a equipa crescer e julgo que está a ficar mais forte com o passar dos anos. Ganhámos títulos porque os merecemos e queremos continuar a ser a equipa n.º 1 em Portugal”, apontou.
Para atacar a nova temporada e os novos objectivos, o atleta deu a receita. “A equipa está mais madura, os novos reforços mostram que estamos mais fortes e com mais experiência”, sublinhou, não deixando de realçar: “Estou aqui para ajudar a equipa seja na pista coberta ou no ar livre, mas este último é o grande objectivo.”
Emanuel Rolim
O atleta júnior do Benfica, Emanuel Rolim, também apresentou as suas expectativas para 2011/12. “Tenho orgulho em pertencer a esta equipa com tantos valores da modalidade”, destacou.
Sobre a época perspectivou: “Como atleta júnior considero que temos boa equipa que poderá fazer bons resultados ao longo da época.”

publicado por Benfica 73 às 09:21

Setembro 04 2011

O português Nélson Évora considerou que o quinto lugar alcançado no triplo salto dos Mundiais de Daegu, na Coreia do Sul, foi um bom resultado tendo em conta as poucas provas em que marcou presença este ano. 

«Eu lá imaginava, há um mês e meio, que iria ficar em quinto lugar no campeonato do mundo», disse no final da prova, considerando que «foi uma participação espectacular» e que acabou por «cumprido os objectivos», tendo em conta as «pouquíssimas provas» em que participou.

«Comecei com 16,99 nos campeonatos de Portugal, 17,31 nas Universíadas e agora 17,35. Quantos saltos os outros não fizeram acima dos 17 metros para estarem aqui com esta consistência?», questionou, admitindo que a marca que alcançou em Daegu «deveria ter surgido em Maio/Junho» de modo a chegar aos Mundiais «bastante mais sólido para fazer bons resultados».

«Se eu estivesse bem, acho que seria capaz de tudo. Eu acho que há que tirar boas conclusões. Consegui fazer 17,35m e, embora não tenha sido o melhor salto, dá-me boas indicações para a próxima época», prosseguiu, frisando que este tipo de marcas lhe dá «boas perspectivas para atingir objectivos de carreira». 

«Estive bem. Não arrisquei tudo no primeiro salto. Foi um salto para marcar e entrar em competição. E depois foi arriscar tudo, não me saiu da melhor forma. Agora é trabalhar muito e treinar os pormenores para que no próximo ano possa defender o título [olímpico]», concluiu.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 19:04

Setembro 04 2011

Nélson Évora apurou-se «fácil» para a final do triplo salto. O que sentiu antes de entrar na pista e o que lhe pode acontecer agora... Português luta pela medalha este domingo, às 11 horas.

Da pista de aquecimento para a pista de competição os atletas são levados em micro-carros eléctricos (um pouquinho maiores do que aqueles que há nos campos de golfe) com placa à frente indicando a prova. (Garante a organização, com orgulho: «são o mais ecológico que poderia haver» - e foram fabricados especialmente para o Mundial. Que lançou outra inovação: o alisador mecânico da areia da caixa de saltos com controlo electrónico.)

A paragem dos micro-carros é à boca do túnel. Quando desceu do seu, antes da qualificação do triplo, o que é que Nélson Évora estava a sentir? «Mal comecei a ouvir o público a bater palmas, a gritar, ui... Passou por mim emoção forte, um arrepio, por estar, enfim, de volta ao meu mundo. Ver campeonatos pela televisão não é a minha realidade e nos dois últimos anos infelizmente foi. O que quero é estar lá dentro a lutar, a lutar pelo sonho, pelo momento...» 

Foi o terceiro do grupo B a saltar. Olhava-se para ele e o que se notava era uma tranquilidade quase zen. «Sim, viu bem. Era mesmo isso. Muito tranquilo, sem nenhum nervosismo, tudo em harmonia. Apenas a ansiedade normal destas coisas, um toque de adrenalina, mas isso é sempre assim.»

Primeiro ensaio: 17,06 m. «A sério?! Chamada a 29 centímetros da tábua?! Não me apercebi de que tivesse sido tão longe. O que me apercebi logo foi que me desequilibrei um bocadinho, só por isso o salto não foi tão largo.» Saiu da caixa, encostou-se ao varandim, trocando, em mímica, sinais com João Ganço. «Ando à procura de novas sensações e de uma técnica de salto diferente que possa dar vantagem à velocidade. Foram pormenores desses que falharam e estávamos a tentar acertar. O salto seguinte foi melhor, mas ainda não perfeito. Pode ser que na final já seja, acredito...» 

Segundo ensaio: 17,20 m. E a chamada voltou a ficar longe da tábua, a 10 cm. Mesmo assim, apuramento directo - e apenas o cubano Alexis Copello melhor. (Nélson deixou a areia erguendo o punho como se festejasse golo e, na bancada, João Ganço largou-lhe um sorriso.) «Sim, é verdade: se somarmos os 29 centímetros aos 17,06 dá 17.35. É bom, não é?! Pois então, digo-lhe: não estou em cima disso, dos 17,30, dos 17,35, sinto que estou um bocadinho mais além até. Tenho de admiti-lo, foi apuramento fácil. Quis fazer o segundo ensaio, percebi que não seria necessário, mas era melhor: é sempre menos arriscada a qualificação directa. Ainda bem, porque como competi tão pouco esta época, é mais uma referência para a final. E agora as medalhas? A pergunta tinha de ir por aí, não é?! Não penso em medalhas, mas se sentir que há medalha ao meu alcance é óbvio: lutarei por ela até ao último pingo...»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 08:37

Setembro 02 2011

O atleta Nélson Évora apurou-se directamente para a final do triplo salto nos Mundiais de Atletismo de Daegu, na Coreia do Sul.
O português conseguiu a segunda melhor marca, com um salto de 17,20 metros, ficando apenas atrás do atleta cubano Alexis Copello, com 17,31 metros.
No lançamento do martelo, a atleta portuguesa Vânia Silva não conseguiu o apuramento para a final, ficando em 13.º lugar na sua série de qualificação.
Com os lançamentos de 64,46 metros, 65,40 metros e 64,18 metros, a atleta não conseguiu atingir os 71 metros necessários para se apurar directamente para a final.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 09:51

Agosto 31 2011

Sexta-feira, Nélson Évora volta ao seu destino. Depois de dois anos no inferno. Saiu de lá, mas para poder voltar ao paraíso tiveram de lhe pôr um parafuso no pé. Claro, vai saltar com ele. Mas antes de se lançar às qualificações do triplo salto abriu o coração, falou do que dele se pode esperar e de várias outras coisas mais...
Foram quase dois anos de inferno e, de repente, saiu das Universíadas outra vez e voltou a voar, isso já se viu. O que ainda não se sabe é o que tem em Daegu na linha do horizonte: é o paraíso de novo?
Sinto-me bem, muito tranquilo, a fazer bons treinos e a subir de forma. E, neste momento, só quero uma coisa: passar à final. Nem que seja com marca a vento anti-regulamentar. Lá chegando não vou apontar para medalhas, vou apontar a melhores marcas de época, tentar fazer bom concurso, divertir-me, sentir outra vez ambiente que há dois anos não sinto.
Quando olhou para o placard em Shenzhen e viu 17,31 metros foi como se tivesse caído das nuvens?
Não, não foi surpresa, garanto-lhe. O meu treinador já tinha dito que eu estava bem fisicamente. Que era só uma questão psicológica e que quando desbloqueasse isso dentro da minha cabeça a marca chegava. Chegou nas Universíadas... 
Tal como lá, aqui vai ter de continuar a saltar com parafuso no pé?
Claro, ele está lá, o doutor achou que não valia a pena tirá-lo já, só quando eu quiser, no final da minha carreira talvez...

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 09:40

Agosto 01 2011

Com os nervos à flor da pele e bastante sensibilizado pelo apoio da família e amigos, Nelson Évora não conseguiu calar a revolta após ontem ter alcançado os mínimos para os Mundiais de Daegu, um dos grandes objectivos da temporada. 

«Esquecem-se que estive dois anos praticamente lesionado. Algumas pessoas já desconfiavam da minha condição e colocaram em causa o meu valor. Já me queriam enterrar...! E também já se tinham esquecido que sou campeão olímpico. Essas pessoas, quando lerem estas palavras, sabem ao que me estou a referir», desabafou, de forma algo enigmática, uma das maiores estrelas do triplo salto mundial.

Nelson Évora conseguiu o passaporte para os Mundiais de Daegu, na Coreia do Sul, ao sexto ensaio. Foi um pulo de 16,99 metros que superou claramente o mínimo estabelecido (16,85).

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 22:54

Junho 06 2011

Depois de cancelar a participação no «Meeting» de Roma devido a um problema num adutor, Nélson Évora está apto para regressar à competição estando inscrito nas provas de triplo-salto em Turim, agendadas para o próximo sábado. 

«O objectivo do Nelson é, após um pequeno interregno devido a lesão, testar a sua forma física e ganhar ritmo para os eventos futuros», referiu João Ganso, treinador do campeão olímpico, em declarações ao site do Benfica.

Com várias competições importantes até ao final da temporada, João Ganso considera prematuro avançar com uma previsão quanto a uma resultado no «Meeting» de Turim: «O Nelson sente-se bem, mas é difícil dizer que marca vai conseguir, porque não compete há algum tempo.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 23:17

Maio 27 2011

Nelson Évora, que tinha previsto regressar esta quinta-feira à competição no Meeting de Roma, não irá marcar presença na prova em virtude de, há dias, ter acusado uma pequena dor num adutor. 
O atleta do Benfica adia assim o seu regresso à competição, três meses depois de uma outra lesão, no calcanhar, no Meeting de pista coberta em Estocolmo, o ter obrigado a prescindir da presença nos Campeonatos da Europa, que decorreu em Paris, no início de Março.
O problema agora sentido por Nelson não o impede, no entanto, de já ter recomeçado os treinos e continua a perspectivar a participação nos Campeonatos do Mundo de Daegu, Coreia do Sul, que vai decorrer entre os meses de Agosto e Setembro.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:45

Fevereiro 23 2011

O português Nélson Évora regressou, esta terça-feira, aos palcos internacional, tendo, no entanto, prestação modesta na prova do triplo salto do meeting de pista coberta de Estocolmo, na Suécia.
Nélson Évora fez apenas dois saltos, registando 16,37 metros no primeiro e marcando nulo no segundo. Acabou por abdicar do terceiro, a que tinha direito, finalizando a prova na oitava e penúltima posição.
A prova foi ganha pelo britânico Phillips Idowu, com 17.48 metros, seguindo-se o romeno Marian Oprea, com 17.37 metros, e o cubano Alexis Copello, com 17.22 metros.

 Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 13:40

BENFICA 73
contador grátis
Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...