Fevereiro 19 2011

A minha crónica de hoje é feita de comparações. A primeira refere-se à Seleção – que está infinitamente melhor do que no tempo de Queiroz. De uma equipa receosa e pouco confiante, Paulo Bento fez uma seleção solta e exuberante, que tem futebol e força anímica para jogar cara a cara com qualquer adversário.

A segunda comparação tem a ver com o Benfica – que também está muito melhor do que no início da época e até melhor do que há um ano. No jogo contra o Guimarães foi empolgante: marcou 3 golos, atirou 2 bolas aos ferros, teve 2 golos (mal) anulados, falhou um penálti.

A terceira comparação respeita ao FC Porto – que está pior do que no início da época e até pior do que há um ano. Parece uma equipa sem alma.

Mas, dito isto, é preciso acrescentar o seguinte: embora encantando as bancadas, o Benfica talvez ainda não seja mais forte do que o FC Porto. Porquê? Porque tem um défice de eficácia. E eficácia não é só marcar golos. Eficácia tem a ver com o coletivo. É preciso haver eficácia a defender, eficácia a jogar a meio campo e eficácia a atacar. E isto significa capacidade de atingir os objetivos através de processos simples.

Ora o Benfica joga demasiado depressa, faz demasiados passes, é frenético – e muitas jogadas perdem-se. Contra o Guimarães, teve 73% de posse de bola na 1.ª parte e só marcou um golo! O Porto joga mais feio mas joga simples na defesa e simples no ataque: dois toques, a bola em Hulk – e este a correr e a metê-la na baliza.

Se o futebol fosse aos pontos, o Benfica estaria hoje a somar muitos e o FC Porto muito poucos. Como é aos golos, o Porto, com a sua simplicidade de processos, consegue equilibrar os pratos da balança.

Autor: JOSÉ ANTÓNIO SARAIVA
Fonte: Record
publicado por Benfica 73 às 00:15

Dezembro 09 2010

O jogo FC Porto-Vitória de Setúbal teve três grandes protagonistas: o treinador do Vitória, Manuel Fernandes, o treinador do Porto, André Villas-Boas, e o árbitro Elmano Santos.

Manuel Fernandes admitiu deixar o futebol e não é caso para menos: jogar no campo de um adversário muito mais poderoso e, depois de equilibrar o jogo, ser derrotado pelo árbitro, é muito triste.

Villas-Boas estava castigado e assistiu ao jogo na bancada. Mas passou todo o tempo a falar pelo walkie-talkie com o adjunto sentado no banco. Para que servem então os castigos aos treinadores? Para assistirmos a estas farsas?

Finalmente Elmano Santos. Com todo o respeito, creio que não estava na posse de todas as suas faculdades. Para lá de outros erros ridículos, marcou um penálti contra o Vitória por uma falta que ele próprio não viu e anulou um golo ao Vitória por razões que só ele conhece.

Se não tivesse marcado o penálti que deu a vitória ao FC Porto ninguém se queixava: nem a suposta “vítima” da falta. E se tivesse validado o golo que dava o empate ao Vitória também ninguém se queixava: todos os jogadores, guarda-redes incluído, se fizeram ao lance, ninguém dando por que ele não tinha apitado.

Aqui, julgo que se passou o seguinte: primeiro, ele precipitou-se e marcou o penálti; depois arrependeu-se de o ter feito; finalmente, quando viu a bola lá dentro, assustou-se e mandou-o repetir.

Pela sua cabeça passou um filme a 100 à hora. E respirou fundo quando, na repetição, viu a bola sair por cima.

Enfim, foi um jogo para esquecer. Mas por que razão, nestes jogos, o FC Porto será quase sempre o beneficiado?

Autor: JOSÉ ANTÓNIO SARAIVA
Fonte: Record
publicado por Benfica 73 às 02:53

Dezembro 02 2010

A meio da semana passada dizia-me um amigo: “É preciso correr com o Jesus. O Mourinho é que nunca falha!”. Ontem tivemos a resposta: de certa maneira, o Barça vingou Jesus, aplicando ao Real Madrid de Mourinho os mesmos 5-0 que o Benfica tinha sofrido do FC Porto.

Um dos grandes problemas do futebol português é a ansiedade das massas associativas e a limitada inteligência de alguns adeptos. Um treinador dispensa-se quando existe a convicção forte de que não poderá dar mais nada à equipa. Se o Benfica tivesse feito uma época passada cinzenta e este ano as coisas continuassem a correr mal, talvez se justificasse a mudança de treinador. Mas fará algum sentido fazê-lo em relação a um técnico que há um ano revolucionou o futebol do Benfica, que foi campeão nacional com algumas das exibições mais brilhantes das últimas décadas, e que agora ocupa o 2º lugar?

É verdade que a equipa tem feito alguns péssimos jogos. Mas a culpa será do treinador? Julgo que não: Jesus já mostrou capacidade para pôr a equipa a ganhar, a marcar e a dar espetáculo. Se há problemas, investigue-se onde eles estão e não se arranje um bode expiatório.

Até porque o despedimento de Jesus só complicaria ainda mais as coisas. O Benfica voltaria ao princípio, à estaca zero, à instabilidade que marcou um período negro. E além disso, quem o poderia substituir? Um estrangeiro de gabarito não viria meter-se num campeonato pouco competitivo. E algum português dá mais garantias do que Jesus para treinar o Benfica?

Dispensar o treinador seria a maior asneira que o Benfica poderia fazer. Terminaria o sonho que na época passada renasceu na Luz.

Autor: JOSÉ ANTÓNIO SARAIVA
Fonte: Record
publicado por Benfica 73 às 00:07

BENFICA 73
contador grátis
Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...