Março 01 2012
publicado por Benfica 73 às 00:58

Fevereiro 29 2012
Mário Wilson não se atemoriza com a igualdade pontual com o FC Porto e aposta que o Benfica vai festejar a conquista do título no final da época.
«O título? Está no papo!», atirou, no final da Gala do 108.º aniversário do clube, na qual foi distinguido com o troféu Cosme Damião 'Homenagem'.
«É bom receber um prémio do meu clube antes da minha morte. É uma sensação muito reconfortante receber um troféu do clube do meu coração, não há dinheiro que pague», realçou Mário Wilson, relembrando as várias passagens pelo comando técnico das águias.
«Ao longo da minha carreira fui várias vezes bombeiro no Benfica. E ainda ganhei algumas taças!», regozijou-se.
«Cinquenta anos ligado ao Benfica? Mais! É a minha vida toda. Em Moçambique já sofria pelo Benfica», contou, revelando: «Vim para o Sporting contrariado».
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 18:19

Fevereiro 29 2012
O Coliseu dos Recreios, em Lisboa, acolheu esta terça-feira a festa do 108.º aniversário do Benfica. 
Na antecâmara do clássico com o FC Porto, a equipa de Jorge Jesus prestigiou a cerimónia, que premiou os atletas que se destacaram nas mais diversas modalidades do clube.
Fonte: A Bola
Cardozo
Coliseu
Yannick
Paulo
Futre,
Javi
Mário
Boa
Gaitán,
Ricardo
Rui
Javier
Vanessa
Luís
publicado por Benfica 73 às 11:59

Fevereiro 29 2012
Luís Filipe Vieira manifesta-se otimista em relação ao futuro do Benfica e realça que «é nos momentos de tempestade que se vê o caráter dos campeões». Presidente dos encarnados quer demonstração de força e união no clássico com o FC Porto.

No discurso que abriu a Gala do 108.º aniversário do clube, em que prestou uma sentida homenagem a Jaime Graça, o presidente dos encarnados deixou claro que não se deixará «abater pelas dificuldades».

«Não sou daqueles que quando atravessamos tempestades começam logo a dizer que tudo está mal. O caráter dos campeões revela-se em momentos como este, em que não podemos permitir que o ruído dos pessimistas abafe a nossa vontade e determinação».

«Quando as dificuldades surgem só temos uma coisa a fazer: unir esforços para seguir frente», apontou.

«Celebrar a memória de um clube como o Sport Lisboa e Benfica é, acima de tudo, celebrar o nosso presente e aquilo que queremos seja o nosso futuro», referiu Luís Filipe Vieira, sublinhando que o clube não pode ficar preso ao passado. «A história, só por si, não nos garante o futuro. Este depende apenas do que fizermos no presente», justificou.

«Os benfiquistas sabem o que fizemos até hoje, que não foi pouco. Mas sabem também que estamos obrigados a fazer muito mais», realçou o presidente dos encarnados, definindo como objetivo «renovar os valores e os compromissos em que nasceu e se construiu a história» do clube, mantendo «o inconformismo» dos seus fundadores.

Clube pertence aos sócios
Luís Filipe Vieira diz que os tempos são «de mudança, de dificuldades e de grandes dúvidas em relação ao futuro», porém, também «um tempo de reafirmação e aposta naquela que é a força principal e a razão de ser do Sport Lisboa e Benfica: os seus sócios».

«Isolados nunca conseguiremos nada, juntos podemos aspirar a tudo», afiançou, relevando «a importância de valorizar e destacar o papel dos sócios, de apelar à sua participação em todos os momentos do clube, de lhes pedir que quando os outros desistem eles continuam, que quando outros abandonam nós seguimos juntos e já somos mais de 240 mil».

«Sempre disse e sempre defendi que o Sport Lisboa Benfica é dos seus sócios, essa é a nossa grandeza e a nossa força. Se algum dia os sócios do Benfica deixarem de ser os proprietários do clube, o Benfica passaria a ser uma realidade bem diferente. Mas tenho a certeza duma coisa: deixaria de ser o Benfica. Não contem comigo para tal, comigo o Benfica será sempre dos seus sócios», garantiu Vieira, observando que «o sucesso, seja ele no futebol ou nas modalidades, resulta sempre do trabalho duma equipa e da solidez da estrutura que entretanto foi construída».

A importância de Manuel Vilarinho
«Há um valor que todos reconhecem no atual estado do Sport Lisboa e Benfica: somos, hoje, um dos clubes mais respeitados do Mundo. Foi algo que conseguimos recuperar na última década», realçou, enaltecendo «a coragem» revelada por Manuel Vilarinho ao assumir a presidência do Benfica «perante um projeto esgotado», que ameaçou a sobrevivência do clube e o «condenou a muitos anos de sofrimento».

«Quando, a 28 de outubro do ano 2000 Manuel Vilarinho foi eleito presidente do Sport Lisboa e Benfica, a nossa história começou a mudar. É a Manuel Vilarinho que devemos uma parte do que somos hoje, foi ele o protagonista da mudança. Sem a sua disponibilidade no ano 2000, hoje, possivelmente, não haveria nada para celebrar. Foi Manuel Vilarinho que me permitiu servir o Benfica, foi ele que se lembrou de mim. Foi ele que, contra a opinião de alguns, me deu autonomia para começar a trabalhar da única maneira que eu sabia. Contei com a sua confiança e ele sabe que contou sempre com a minha total dedicação e lealdade. Ele foi e continua a ser o meu presidente», disse Luís Filipe Vieira.

«Com ele, e depois dele, temos vindo a mudar com coragem mas também com humildade e ousadia. Mudámos tendo consciência que a mudança é um processo contínuo e que o valor do Benfica corresponde ao tamanho da nossa ambição. Por isso é o que o Sport Lisboa e Benfica é enorme. O impossível nunca é o que não se realiza, mas apenas aquilo que temos medo de tentar. Nesta casa ninguém pode ter medo de tentar. Por isso, acreditem nas nossas capacidades e no valor dos nossos profissionais. Acreditem e sejam otimistas em relação ao futuro e o futuro é já na sexta-feira. Conto com todos no Estádio da Luz. Juntos seremos sempre muito fortes», terminou, convocando a família benfiquista para o clássico com o FC Porto.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 10:50

Fevereiro 29 2012
O argentino Pablo Aimar foi eleito esta noite futebolista do ano na gala de aniversário do Benfica. Rui Costa anunciou o galardão Cosme Damião que destacou ‘El Mago’.

«O Maxi [Pereira] e o Javi [Garcia] também o mereciam», disse Pablo Aimar. O argentino também agradeceu à equipa técnica e a todo o plantel dizendo que «é um grande prazer» trabalhar com todos no Seixal.
Agradeceu também a Luís Filipe Vieira e Rui Costa, pela oportunidade de poder jogar no Benfica: «Estou-lhes muito agradecido por isso».
O Benfica entregou também mais seis galardões Cosme Damião:
Modalidades – Atletismo
Treinador do Ano – Luís Sénica (Hóquei em Patins)
Atleta de Alta Competição – Luís Viana (Hóquei em Patins)
Formação – Formação do Atletismo, masculinos e femininos
Atleta revelação – Marcos Chuva (Atletismo)
Projeto do Ano – Um milhão de adeptos no Facebook
Inovação - Ecocentro do Benfica
Casa do Benfica - Casa do Benfica da Charneca da Caparica
Prémio Carreira - Chalana
Homenagem - Mário Wilson e Borges Coutinho (póstumo)
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 09:24

Março 01 2011

Embora tenha deixado recentemente o Benfica para rumar ao Chelsea, David Luiz não deixou passar o aniversário do Clube em claro e fez questão de se unir a uma Família da qual fará sempre parte: A Família Benfiquista! Leia a carta do central brasileiro na íntegra.

“Caros amigos,
Esta foi a forma que encontrei para, não podendo estar presente, poder, pelo menos, partilhar com vocês o que foram os últimos quatro anos da minha vida, o que representaram no meu crescimento e amadurecimento como homem e atleta.

Aprendi a amar o Benfica porque nesta caminhada vivi vitórias e derrotas, alegrias e tristezas, mas, fosse qual fosse o momento, nunca me senti sozinho. Sempre tive com quem partilhar todos os sentimentos, fosse dentro de campo ou fora dele, porque o Benfica entra no nosso coração e nunca mais sai. Por isso levei, levo e levarei sempre o Benfica no coração.

O Benfica é paixão, garra, cumplicidade, amizade, companheirismo, respeito, lealdade, conquista... Enfim, Benfica é parte da minha vida e nenhuma palavra consegue expressar a real grandeza deste Clube.

Quero, na pessoa do presidente, agradecer a todos os adeptos e funcionários do Clube o privilégio que me deram de poder fazer parte desta enorme Família Benfiquista. Agradecer, ainda, a todos os meus companheiros tudo o que partilharam comigo e dizer-lhes que continuo a acreditar que podem ganhar tudo!

Não era, aprendi a ser e sou um eterno Benfiquista; obrigado a todos do fundo do meu coração!
Parabéns pelos 107 anos de muito carácter! O Benfica é único e sempre será o nosso Glorioso.”

David Luiz 23

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 16:32

Março 01 2011

O presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, destacou esta segunda-feira a importância de celebrar a história e a identidade do Clube, na Gala do 107.º aniversário, que decorreu no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. Leia o discurso na íntegra.

“Este é o dia em que celebramos a nossa história, a nossa identidade, os nossos valores. O dia em que devemos homenagear o esforço e a memória daqueles que, sem o seu empenho e a sua dedicação, não estaríamos a celebrar o Clube que hoje somos.

Sem memória não existimos, por isso temos a responsabilidade de cuidar dessa memória. Somos o Maior Clube do Mundo porque uma das nossas principais riquezas é a nossa história.

É por isso que devemos ser gratos com aqueles que a escreveram. É por isso que tenho feito questão em homenagear, ao longo dos meus mandatos, as nossas referências, porque este é um Clube com memória e grato com todos aqueles que com o seu esforço construíram a grandeza do Benfica.

Permitam-me, por isso, a iniciar esta cerimónia que faça referência a um dos maiores símbolos do Clube, a um homem em cujo exemplo e acção me reconheço, a um homem que viu muito para além do seu tempo, a um homem que ousou sonhar há 107 anos atrás o maior Clube do Mundo.

Como sabem, estive esta manhã no Cemitério dos Prazeres, no jazigo de Cosme Damião, numa homenagem simples, a alguém cuja simplicidade o impediu – sendo o mais carismático dos nossos fundadores – de ocupar o lugar da presidência.

Este é um Clube grato e também, por isso, é que é um Clube diferente de outros.

Queria, a iniciar esta intervenção, dizer-vos que vou propor à Direcção do Sport Lisboa e Benfica que o futuro museu do Sport Lisboa e Benfica leve o nome de Cosme Damião.

Honrar o nosso passado dignifica o nosso presente, é por isso que este dia tem significado. Mas este é, igualmente, o dia em que temos de assumir os desafios e as dificuldades que estão para chegar e que exigem de nós uma enorme capacidade de resposta e uma grande unidade interna.

A melhor homenagem que podemos prestar à nossa história é continuá-la, com optimismo, com confiança e com a vontade de mudar o que tivermos de mudar.

Uma pessoa tem convicções, vive com elas. Eu tenho as minhas e foi com elas que cheguei até aqui. Sempre falei verdade aos benfiquistas, nunca iludi as dificuldades, nem prometi mais do que podia. Aliás, o único que sempre prometi foi trabalho, e foi assim que chegamos aqui.

É preciso rigor na preparação do futuro e realismo na gestão do presente. Nem tudo pode ser feito ao mesmo tempo e nem tudo sairá sempre bem.

É por isso que, neste dia, quero repetir algo que tenho dito ao longo dos últimos anos: Não é possível resolver todos os problemas ao mesmo tempo, nem podemos satisfazer todas as expectativas. Temos de ter paciência e não nos desviar do caminho proposto.

O Benfica da última década mudou profundamente. Durante anos lutámos por ideias, projectos, reformas desportivas. Continuamos a lutar contra certos comportamentos que ainda resistem no nosso futebol. E tudo isto só foi possível porque, pouco a pouco, o Sport Lisboa e Benfica recuperou a sua força e a sua credibilidade.

Houve debate, muitas vezes divergimos, mas sempre que foi necessário o Benfica uniu-se.

Foi de tudo isto, de debate, de consenso e de discussão que se construíram as bases deste novo Benfica, porque este Clube sempre foi democrático, é um Clube que vive bem na diferença, que não silencia aqueles que discordam ou pensam de forma diferente.

Olhando para trás, podemos dizer que perdemos alguns anos da nossa história. Anos em que, independentemente das razões, não conseguimos aumentar o nosso património desportivo, chegando mesmo a um ponto em que a nossa continuidade enquanto instituição esteve ameaçada.

Mesmo sem ganhar, desportivamente, nunca perdemos a noção dos nossos valores. Foi isso que fez a nossa mística.
A nossa mística fundou-se, e reforça-se a cada dia que passa, numa coisa simples: respeito.
Mesmo sem ganhar, desportivamente, nunca perdemos o país, porque sempre respeitámos o futebol, os adeptos e os adversários.

Sempre cumprimos as regras, nunca tivemos qualquer complexo e, principalmente, nunca precisámos de omitir o nome do adversário ou de não mostrar a sua bandeira. Isso são manobras de quem não tem ética, de que não percebe o futebol, mas, principalmente, de quem não percebe a dimensão da própria instituição que dirige.

Nós temos outra grandeza e outra alma. Temos outra forma de pensar e de agir e é por isso que somos o Maior Clube Português.

O Benfica tem a ver com pessoas. Tem a ver com determinação, com ambição! Tem a ver com trabalho, com empenho, mas tem, essencialmente, a ver com dignidade!
É esse o segredo do Benfica: é um clube que soma, que agrega, é um clube dos seus sócios e adeptos, mas é, sobretudo, um Clube de Portugal.

Uma das minhas principais preocupações quando cheguei ao Sport Lisboa e Benfica, pela mão do meu amigo e Presidente Manuel Vilarinho, foi delinear uma estratégia de recuperação e valorização do Clube.

Volvidos três anos, quando assumi a Presidência do Benfica, dei continuidade a esse pensamento estratégico, assumi a prioridade de profissionalizar toda a estrutura do Benfica, de crescer na sua base: os sócios. De avançar com o nosso Centro de Estágio, de apostar e reforçar o nosso investimento nas modalidades, de avançar para um projecto tão inovador e tão ousado em Portugal, como a Benfica TV. Enfim, é uma história longa que – vista hoje – parece fácil, parece simples, mas não foi.

Creio que hoje, sem falsas modéstias, posso assumir que parte do trajecto está cumprido. Mas como é próprio do Sport Lisboa e Benfica, este Clube aspira sempre a tudo, por muito difícil que pareça. Não somos – porque nunca fomos – de desistir, e assim continuaremos!

O que orienta a nossa acção nos dias de hoje são os mesmos valores de quem em 1904 iniciou esta caminhada. Temos o dever e a obrigação de honrar esse compromisso.
Temos a ambição e a ilusão de corresponder àquilo que Cosme Damião ambicionou.”

publicado por Benfica 73 às 12:01

Março 01 2011

O treinador da equipa de futebol sénior do Benfica, Jorge Jesus, venceu esta segunda-feira o troféu para a categoria de melhor treinador do ano. André Lima no Futsal e Henrique Vieira no Basquetebol eram os outros nomeados.

Depois de receber o galardão, Jesus fez questão de destacar os outros treinadores pelo sucesso alcançado, assim como, partilhar o prémio com a sua equipa de trabalho e jogadores.

«Quero destacar os outros nomeados, porque venceram nas outras modalidades e nesta casa todos os treinadores têm de perceber que temos de andar á frente, porque no Benfica só se tem um pensamento que é sermos vencedores. Por outro lado, queria partilhar este prémio com toda a estrutura que trabalha comigo, principalmente com os meus jogadores. Eles foram os obreiros da brilhante época que fizemos o ano passado, voltamos a dar ao Benfica um sentimento de paixão, e temos muita honra de todos os domingos proporcionarmos, aos nossos adeptos, os espectáculos que ultimamente temos vindo a apresentar, porque isso tem sido o lema do Benfica desde sempre», declarou Jorge Jesus.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 11:00

Março 01 2011

Rui Costa aceita o favoritismo atribuído ao Benfica para a meia-final da Taça da Liga com o Sporting, mas avisa que o «derby» não será um passeio para os encarnados.

«O Benfica para toda a gente é o favorito, atendendo àquilo que estão a fazer as duas equipas durante a temporada. Agora todos sabem da importância do derby. Num derby o favoritismo fica fora do relvado», alerta Rui Costa, destacando ainda que este tipo de jogos «serve também para as equipas que estão menos bem saírem dessas situações».

«Vamos respeitar isso, mas vamos fazer tudo para estarmos na final. Conquistámos as duas últimas taças da Liga, temos uma meia-final em casa e queremos chegar à final», afiança.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 10:28

Fevereiro 28 2011

Campeonato, Taça de Portugal, Taça da Liga e Liga Europa. Nuno Gomes diz que o objectivo do Benfica «é vencer as quatro competições».
«Celebramos mais um aniversário do Benfica, o nosso clube, num momento importante para a equipa. Estamos na luta pelas quatro competições em que estamos inseridos. O objectivo é vencer as quatro», afirmou o capitão, à chegada à gala do 107.º aniversário do clube da Luz.
O Sporting é o adversário que se segue na caminhada triunfal da águia. O leão está ferido, pelo que todo o cuidado é pouco.

«É a meia-final de uma Taça que já conquistámos e queremos voltar a conquistar. Um derby é sempre difícil. O Sporting está numa fase má, mas estes jogos às vezes servem para levantar o moral. As equipas mais fracas por vezes vencem os derbies, por isso digo que há 50 por cento para cada lado», argumentou Nuno Gomes.

«O favoritismo pode pender para o lado do Benfica, pois jogamos em casa, com o apoio de um público extraordinário, como se viu no jogo de ontem [com o Marítimo]. A equipa está numa série fantástica e tudo fará para ganhar para estar na terceira final consecutiva», afiançou.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 22:24

Fevereiro 28 2011

O director desportivo do Benfica, Rui Costa, desdramatiza os incidentes ocorridos no relvado da Luz após o Benfica-Marítimo. «Não se passou nada de especial», diz.
«Houve um golo anulado perto do fim e um golo verdadeiro marcado no último minuto. É natural que haja muita emoção de parte a parte», argumenta Rui Costa, defendendo: «Posto isto, não se passou nada de especial».

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 21:36

Fevereiro 28 2011

O Benfica dista oito pontos do primeiro lugar ocupado pelo FC Porto, mas na Luz o título não é uma miragem. «Não dependemos de nós. Compete-nos lutar e ganhar todos os jogos até final», diz Rui Costa.

«Os oito pontos são recuperáveis se o FC Porto perder pontos e nós ganharmos. Compete-nos lutar e ganhar os nossos jogos até ao final do campeonato», disse o director desportivo dos encarnados à chegada ao Casino do Estoril, onde decorre a gala do 107.º aniversário do Benfica.

Rui Costa reconhece que as águias atravessam «uma boa fase», mas prefere não atribuir especial importância à série de 17 vitórias.
«Não gosto de comentar a quantidade de vitórias, não gosto de contá-las mas sim pensar no que temos de fazer para somar a próxima», referiu.
«Temos de continuar a somar vitórias e pontos para ainda ir em busca do título», atirou.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 21:32

BENFICA 73
contador grátis
Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...