Dezembro 07 2010

Já por mais de uma vez, expressei nas páginas do nosso jornal, que o único laço que me une ao Benfica, é apenas e só, o próprio Benfica. Também não sou ingrato, para com os demais benfiquistas, que ajudaram ou ajudam a engrandecer o Clube, mas não alimento, nem alimentarei egos externos ou internos, sejam eles contínuos ou passageiros. E, afinal, passageiros somos todos. Eterno só o Benfica. Esta identidade, colectiva que está acima de caudilhos, heróis ou oportunistas. Acredito nos que se preocupam mais com o que podem dar ao Benfica, do que aquilo que o Benfica lhes pode dar.

Nunca fomos um clube “Sebastiânico”, preguiçoso, por isso, não vai ser agora num momento de grande sofrimento desportivo, apesar de várias adulterações já feitas à nossa história secular, que nos afastaremos da nobre tradição e divisa: E PLURIBUS UNUM.

Temos de estar unidos como nunca. Unidos como Cosme Damião, Ribeiro dos Reis, Bermudes, Bogalho, Borges Coutinho e tantos outros preconizaram. Com espírito de missão e não espírito de missiva. E quando digo, unidos como nunca, não é estarmos unidos à volta de um homem, de um D. Sebastião que nos vem salvar e redimir das nossas próprias culpas. A culpa não deve morrer solteira, mas todos temos obrigação de “casar” com ela e não de sacudir a “água do capote” e empurrar para cima dos outros uma culpa colectiva. É nas horas más, que se vê a grandeza. Das pessoas e dos clubes. E o nosso é o Maior. Façamos o culto dos valores do Benfica e não das pessoas. Pois se, o nosso fundador mais famoso era órfão de pai, o “Glorioso” SPORT LISBOA E BENFICA, ao contrário de outros, jamais será órfão de um caudilho.

publicado por Benfica 73 às 12:21

Novembro 19 2010

Sou ateu. Religião só o Benfica e religião crítica. Carneiro jamais. Cobarde nunca e medo só de perder os que amo.

Católico temente a Deus, como PC, terá de explicar, um dia ao Criador, porque enganou um Papa, após abandonar a legítima esposa, Filomena Morais, mas visitando João Paulo II com Carolina Salgado, sua concubina, fazendo-a passar por filha, que pouco tempo depois, não foi credora da veracidade dos seus depoimentos em tribunal. Quer dizer, serviu para a cama, para filha, mereceu estar na presença do Pontífice da Igreja que professa, mas não de ser ouvida, como qualquer cidadã, perante os juízes que julgavam tudo o que o Youtube já mostrou.

Quando a “coisa estava preta”, correu para a ex-mulher e, qual cachorro abandonado, pediu “perdão”, que tudo não tinha passado de um “devaneio”. Jurou novamente amor eterno, deu entrevistas: “Nunca deixei de amar Filomena”. A filha de ambos serviu, para justificar esta re-união.

Passado o perigo das penas efectivas, nova Carolina, agora de nome Fernanda. Novo abandono do lar e o devaneio (esse malandro) outra vez instalado na sua vida, impoluta, pia e santa. Tirando Filomena, a quem se reconhece um passado moralmente limpo, as outras sabe-se que faziam companhia a senhores solitários.

Mas… não é isto que espanta. O que espanta é o conivente silêncio, dos jornalistas, que ou omitem a notícia da presença ou chamam “namorada” à amante de um homem casado, aliás, re-casado com a esposa. O que espanta é o silêncio da Igreja e dos Bispos, que invoca, como D. Pedro Pitões (1134) e Armindo Lopes (97/07), ambos Bispos do Porto. E D. Manuel Clemente mantém o silêncio e abençoa, quem não teve vergonha de ludibriar um Papa.

Disse Jesus a propósito de M. Madalena: “Quem nunca pecou que atire a primeira bola de golfe.”

É por isso que este fim-de-semana iremos ver tanto pecador junto.

Shiu: - São filhos de umas amigas da “namorada”.

publicado por Benfica 73 às 00:12

Novembro 11 2010

Enquanto respirar e tiver todos os sentidos a funcionar, estarei sempre alerta na defesa do Benfica e principalmente dos valores que nortearam os nossos fundadores e todos os que nos honraram no passado. Honestidade, verdade e lisura nas vitórias.

ST algo Miguel, na sua habitual verborreia das terças, no Jornal “A Bola”, pergunta, porque se não publica a mais escandalosa e escondida escuta, em que aparece LFV, ST, fala, como sempre, do que não sabe ou não quer saber.

A escuta saiu no próprio Jornal do Benfica, pois até demonstra bem a diferença entre LFV e PC.

Mas as palavras traem sempre o rapaz ST. Se se tratasse da mais escandalosa, é porque admite, sem sombra de dúvida que as outras são ESCANDALOSAS. E as outras são 720, com a participação de PC, havendo apenas uma sido considerada inócua, pois é igual à de LFV e também de Sequeira Nunes, homem honrado e ex-presidente do Belenenses.

O que se passou é que Vieira respondeu a uma chamada que o Major lhe fez e diz que Pinto de Sousa o informou que Paulo Paraty não podia apitar o Benfica – Belenenses e sugere então a LF vários árbitros, o que, aliás, fez também com Sequeira Nunes, que confirmou em entrevista ao jornal Público. “O sr. Pinto Sousa pediu-me que sugerisse três ou quatro nomes, dizendo-me que a partir dos quartos-de-final é normal nomear árbitros de comum acordo”. Também a única escuta de Pinto da Costa, que foi para o lixo, é uma em que este acerta o árbitro Pedro Henriques para um jogo da Taça com o União de Leiria.

Os advogados da agremiação de ST têm acesso ao processo e às escutas. Ponham esta no Youtube. Nós agradecemos. Muito!

publicado por Benfica 73 às 12:20

Novembro 04 2010

Uma vez pateta, pateta até morrer. O penteadinho da Foz, veio (mais uma vez) muito ridiculamente falar. Como sempre do Benfica. Entre outros despautérios, a propósito do presidente ter feito um apelo à não comparência da massa adepta do Benfica aos estádios, que não ao Estádio Sport Lisboa e Benfica (é este o nome do nosso Estádio).

Há muito, que dependo tal medida. “Morram à fome.” Escrevi-o no nosso Jornal e disse-o na BTV, no programa “Em Defesa do Benfica” feito em parceria com o grande benfiquista e amigo Alberto Miguéns.

Os milhões de benfiquistas, que vivem longe de Lisboa, principalmente os do Norte, se fizerem as contas dos euros gastos nos campos dos adversários, sai-lhes mais caro que vir de 15 em 15 dias a Lisboa. Por exemplo no Leixões 50 euros para ver atrás da baliza. Em Braga mais 50, Guimarães, Paços, Naval, Beira-Mar, etc., etc., dá para virem em excursão e o dinheirinho fica todo no nosso Benfica.

Mas, voltando ao penteadinho da Foz, era bom lembrar-lhe que há uma entrevista do protagonista dos filmes de corrupção do Youtube, dada ao jornal “A Bola” em que ele diz: “O Benfica é o único clube que me enche o estádio”. Será por isso que está aflito? É que os adeptos, do agora amigo Braga, pagaram 10 euros há umas jornadas. Não dá para o petróleo, não é? E a mama Olivedesportos pode acabar-se de um momento para o outro.

Que nenhum adepto do Benfica compareça no estádio do Andrade!

Em 85 inventaram o dragão, só que o animal chama-se Andrade. É nome de família.

PS. Para a semana o Tavares leva com a escuta de Valentim com LFV. Porque não a põem eles no Youtube, se é a “mais grave”?

publicado por Benfica 73 às 01:16

Outubro 26 2010

Não é a Primeira vez que, publicamente enalteço atitudes e posições de cidadãos, não benfiquistas e crítico correligionários clubistas.

Quero, deixar aqui, a minha admiração pelo carácter e coragem com que o cidadão Jorge Gabriel, sportinguista, escreveu a sua crónica num dos jornais desportivos nacionais, diário, a propósito das famigeradas escutas.

Sem medo de escrever, “nojento” é o teor das escutas e não o acto das mesmas, ajudou a engrossar a coluna dos que fazem, da seriedade, da verdade e da verticalidade, não simples figuras de retórica, mas uma prática, da qual a sua defesa faz parte, seja em que circunstância for.

Ao contrário de outros, que lamentavelmente, fazem como Pilatos ou, em casos piores, fazem como o avestruz: - Não é nada comigo, não é nada comigo! Jorge Gabriel toma as rédeas da pena pelo seu pensamento e não pactua com a enxovia e a pocilga em que o futebol português e a vida nacional em geral se transformou nos últimos 30 anos. É vergonhoso que alguém discuta a forma como são descobertos crimes em vez do conteúdo e teor dos mesmos.

Triste País, onde uma verdade, ignóbil passa incólume e se defende a contravenção com o argumento “do respeito pela privacidade das pessoas”. Chegamos portanto à conclusão, que quem foge aos impostos tem direito à sua privacidade, tal como um ladrão ou um assassino, afinal de contas tudo isto são actividades íntimas, que não devem chegar ao conhecimento popular. Barroso, Ferreira, Costa, Moreira, Pôncio, Ernesto, Aguiar estão “chocados” por se escutar. Os portugueses a sério como Jorge Gabriel estão em estado de choque, com o que lá se houve e o país está perdido.

publicado por Benfica 73 às 17:20

Outubro 22 2010

- Está lá?

- Então amiguinho, está perdido? É sempre em frente, sempre em frente!

- É o Moreira.

- Ó carago, bocê sabe o caminho. Mas bocê num estaba no programa, “Trio ao Ataque”. O que é que aconteceu?

- Bim-me imbora do programa.

- Porquiê? Não conseguiu humilhar o Lampião, eh, eh?

- O gajo começou a fazer um auto de fé e a falar dum tal de Youtube, e de Escutas mas esse árbitro eu não conheço, nuncó bi, nem sei de nenhuns bandeirinhas com apelido Escutas, só me lembro dos Calheiros.

- Carago e queria bocê ser Presidente do clube.

O Youtube, um bigarista, Escutas uns bandidos.

Ouça, benha até aqui a casa que eu dou-lhe um conselho e uma lista actualizada dos árbitros que interessam.

- Mas, esses eu conheço, aliás, toda a gente conhece. Agora Youtubes.

- Ó pá não se preocupe, o Lampião estaba-lhe a atazanar o juízo por causa de umas Escutas onde eu falo com o “nosso” juiz, com o presidente do conselho de arbitragem, ameaço com a possibilidade de f… um árbitro mal comportado na Figueira, de não apitar durante um tempo, chamo paneleiro ao presidente da Assembleia da República, insulto uma data deles, mas tranquilo. Da outra vez isso não baleu, agora de bierem com mais merdas, até bamos dizer que aquelas bozes não são nossas.

- Bocê devia ter ficado, para probar que o penálti, a nosso favor que não foi, afinal foi e não foi marcado e que o que foi, que era contra nós, não foi marcado porque não era. Ó Moreira o costume. Mas pronto, bamos fazer disso mais uma coisa a nosso favor. Entendeu?

- … anh, anh…

- Está lá!? Porra, não fala? E queria este gajo ser Presidente. (toca outra vez o telefone)

- Está lá, Moreira? Ah Costa és tu. Tá tudo bem encaminhado, bais substituir o Pereira.

- O Bitor? Então o Bitor bai dar férias ao Gilberto.

- Olha Costa, Já sabes é sempre em frente. Se tiberes dúbidas liga ao Duarte, que eu agora bou tratar de mudar de telemóvel.

publicado por Benfica 73 às 00:23

Outubro 15 2010

Sousa Tavares algo Miguel, não tem vergonha, nem honestidade intelectual. Para este “arauto”(?) do Estado de Direito, a ambiguidade e incoerência vivem alegremente de mãos dadas, como o seu clube vive com o guarda Abel, a “fruta”, os “quinhentinhos”, as viagens pagas ao dissimulado José Amorim ou José Pratas, correndo à frente de impunes jogadores. Jornalistas agredidos nas Antas, um consultório matrimonial, para árbitros e familiares dos mesmos, “montado” em casa do presidente da agremiação, com o Kit GPS para árbitros e empresários, (sempre em frente), os tratamentos por “Engenheiro Máximo”, “Gerente de Caixa” à vista de todos no Youtube, menos para os imparciais tribunais, do Porto e Gondomar, e o ST algo Miguel.

Tribunais com gente como Lúcio Barbosa, a quem V. Loureiro congratulou por estar no lugar capaz de ilibar os arguidos do “Apito Dourado”, ou Mortágua o tal que disse: “Quinhentos contos é muito barato para corromper um árbitro”, mas faz parte do tribunal de recurso da UEFA, onde o FC Porto conseguiu evitar as sanções desportivas pela acção desta criatura. Todos do FCP, alguns fizeram parte da direcção. Isto, sim, gente impoluta.

Para este “arauto” as escutas não valem a não ser as do Freeport. Desonestidade intelectual.

A ex-putativa candidata a cônjuge de Pinto da Costa teve credibilidade para viver com o credível presidente, seis anos. Falta de inteligência deste, pois o “imparcial” tribunal, composto por amigos, conseguiu em muito menos tempo descobrir que se tratava, afinal, de uma ex-rameira.

E se a minha amiga, Filomena Morais resolver escrever um livro?

publicado por Benfica 73 às 00:18

Outubro 03 2010

O princípio monárquico continua vivo no nosso futebol. Não tenhamos dúvida que o polvo está de volta, agora com tentáculos mais fortes e métodos mais subtis, após o “susto” do “Apito Dourado”, que se transformou em mais um pagode, que coloca Portugal na latrina em matéria de justiça e decência. Voltando à monarquia. Benquerença. Como chegar a internacional ultrapassando outros, mais competentes e imparciais, tudo o que se pede a um árbitro, a um juiz. O pai de Benquerença é o presidente do Conselho de Arbitragem da AF Leiria. E quem é de Leiria? O ex-árbitro, vá vamos lá a pensar, está quente, quente, vá, vá… o ex-árbitro António Garrido. Esse mesmo, que trabalha há anos para quem? Para o FCP Youtube (sabor a fruta), e que está também nas escutas a levar um “arranque” do Major da semelha, que emigrou das Beiras para o Porto. Falando em beiras, chegamos a outro artista. Carlos Xistra. Que nomes. Mesmo assim tanto faz, podia ser Olegário Xistra ou Carlos Benquerença o resultado seria o mesmo. Têm tanta coisa em comum. Também o beirão é descendente de um ex-dirigente (já falecido) da AF Castelo Branco, Carlos Ramito Xistra. Ora cá está o princípio monárquico da arbitragem no futebol português. Soares Dias também é filho de um ex-árbitro, Paraty também era. Extraordinário!

Quanto ao polvo, volta a ocupar ainda a cadeira papal, à espera da altura para gritar “Habemos Papa”, o novo Salvador do “sistema” está só a vestir-se.

Como qualquer contraventor, sabemos, que após ser ilibado, reforça a força a sua veia criminosa. É o que vai acontecer. E se nova investigação voltar a acontecer, após as certas desconfianças de atitudes que aí vêm para inquinar a lisura desportiva, o argumento será: - Outra vez? Já no “Apito Dourado” diziam que éramos corruptos, mas “provou-se que não”. Agora voltam à carga? Isto é o centralismo de Lisboa.

Faço um apelo à união e vigilância. Cosme Machado, Proença, Duarte Gomes, Vasco Santos, J. Ferreira, B. Paixão, Elmano Santos, Gralha, Paulo Baptista e Jorge Sousa não sabemos de quem são filhos, mas há um princípio monárquico na arbitragem, ao qual não podem fugir.

O trabalho das 5 primeiras jornadas está à vista e é por isso que nenhum árbitro é órfão, disso tenho a certeza!

publicado por Benfica 73 às 18:14

Setembro 26 2010

E pronto, chegámos à 4ª jornada com a sensação (para mim certeza) do dejá-vù dos últimos 25 anos. Vantagem de 9 pontos, para o F.C.P. YouTube (sabor a fruta).

Esta jornada não fará mossa à relativamente nova (desde Salvador), sucursal Norte. A sucursal alfacinha sita ao Lumiar é que não aproveitou o “roubo” feito ao Olhanense. Portanto, a estratégia neste fim-de-semana, não correu totalmente bem. Vejamos. Domingo a sucursal betinha, eterna parceira pobre desta aliança (a norte o Braga substituiu o Boavista e Salvador os Loureiros) virá, não duvidem de arbitragem encomendada, mas, se tivesse marcado um golinho no sábado passado, tinha deixado o SLB a 6 pontos. Dentro de pouco tempo, jogamos também, com a sucursal norte, a quem tratarão de tentar repor os 3 pontos perdidos nas Antas à custa de mais uma arbitragem, de certeza igual à de Guimarães, à do Nacional e à da Académica, sabendo também desde já, que se preciso for, o F.C.P YouTube terá arbitragens iguais às da Figueira e Vila de Conde. Quem também irá sofrer este ano com as arbitragens será o Marítimo. Sabem porquê, não sabem? Então vão reparando.

É só o que eu faço, não é preciso ser vidente. Se for necessário consultem jornais do passado. Isto é, o mesmo texto, mudaram só alguns actores. É a renovação, lol.

Fernando Gomes é tão mau como Aguiar, Herculano Lima é tão mau como Mortágua, Salvador é igual a Valentim, mas mais discreto, talvez porque não coma batata e lhe falte a patente. Andreia Couto continua irmã de F. Couto, que está em Braga com Domingos e J. Costa trocou Olhão por Coimbra.

É a dança das cadeiras e o truque é sempre o mesmo. Fingem uma zanga, fazem um período de nojo e depois atacam em força, servindo-se da ingenuidade e bonomia das vítimas. É tudo limpinho e nem se conhecem. São é

todos do FCP YouTube.

Não me cansarei de dizer: apoiar alguém que passou ou está ligado àquele antro, abrirá sempre, de portas escancaradas, caminho ao resultado viciado, ao sub-reptício e à falta de vergonha.

Agora só falta Baía na Federação.

ACORDA BENFICA!

publicado por Benfica 73 às 18:37

Setembro 15 2010

De facto o nome do Benfica serve para tudo. Principalmente para sustentar os outros clubes e até a comunicação social. Toda.

Nas últimas semanas, o “Correio da Manhã”, não teve pejo, em publicar uma mentira e uma suspeição, à volta do Benfica num caso e de um novo profissional recentemente contratado, da segunda vez.

No primeiro caso, noticiou falsamente, que os prémios aos jogadores, referentes à brilhante, honesta e limpa época do ano passado, teriam sido acertados agora. Não é verdade. O presidente há muito que tem isso resolvido e no tempo e altura que estava estipulado e marcado com os profissionais do Clube.

No segundo, insinuando que não entendia a contratação e pior, pondo em causa a competência ou mais-valia de Paulo Sampaio (Rifa) para a equipa técnica do Benfica. Aqui cabe-me, como sempre por honestidade, esclarecer que Rifa é uma amigo, um grande amigo meu. Tal como Carvalhal é, com quem Rifa trabalhou 13 anos. Repito, 13 anos. Puseram a mesma questão quando ele acompanhou Carvalhal, para todos os clubes que treinaram? Não. Perguntaram a Carvalhal a opinião sobre a competência do seu adjunto mais antigo? Não. Perguntaram a Jorge Jesus, porque razão o quis na sua equipa técnica? Não. Puseram em causa a competência de Jorge Jesus? Puseram. E a de Carvalhal também.

Em todos os momentos que marcam a vida profissional do meu amigo Carlos Carvalhal, como treinador, Rifa esteve sempre junto, e deu o seu contributo, para o (muito) bom trabalho no Leixões, Setúbal e Sporting (aqui as facadas ficam com quem as cometeu) e para o menos bom, comum a todos os treinadores.

Pergunto: Jorge Jesus seria tolo e traria Rifa para a sua equipa técnica se ele não tivesse qualidade? Jesus, como qualquer outro treinador, quer trabalhar com os melhores, foi por isso que o trouxe para o Benfica. Carvalhal sofreu uma baixa, mas como amigo e não tendo de momento, perspectivas de treinar em Portugal um clube à sua altura, vê com certeza com bons olhos a promoção do seu amigo e ex-adjunto Rifa. Há jornais que teimam em tornar-se “pasquins”. Talvez devesse mudar de nome. Em vez de “Correio da Manhã”, devia chamar-se “CORREIO DA MANHA”.

publicado por Benfica 73 às 22:39

Setembro 09 2010

Não tenho, nem nunca tive vaidade, para pensar ser mais esperto ou inteligente que os outros, muito menos que tivesse uma visão sempre mais correcta ou clarividente sobre todo e qualquer assunto. Quanto ao Benfica, paixão das paixões também não. No entanto, há uma matéria em que terei tido a oportunidade de avisar com antecedência o que ia e está a acontecer. O FC Porto já vai ao colo e os velhos hábitos reinstalaram-se e estão de novo no poder. Três jornadas passaram e as arbitragens cumprem já o desígnio dos últimos 25 anos. São o 12º jogador, ao serviço daqueles que ardilosamente e com a conivência do poder politico e judicial, escaparam às sanções de crimes que ainda estão visíveis no Youtube, mesmo tendo sido pedido pelos seus protagonistas que fossem rapidamente retirados. Percebe-se. É que tribunais controlados servem de argumento à falsa inocência, o que se vê e ouve no Youtube, compromete e vaticina culpa. Faz até sentir vergonha à falta dela. Pois, o actual presidente da Liga, também lá está, combinando com o sinistro Araújo, em que lugar da “fruteira” pôr a “fruta”. Herculano Lima, não mentiu, quando disse que “a montanha vai parir um rato”, referindo-se ao “Apito Dourado”.

E se o ano passado o nosso acerto dentro de campo sobejou para “matar”a estratégia de então (FCP em 1º e Braga em 2º), este ano não chegará só isso. A 1ºparte da estratégia foi convencer os dirigentes do Benfica, que Gomes tinha uma visão empresarial para a Liga e estava desavindo com P.C. E nós apoiámo-lo. A 2º, foi iniciar as provas nacionais mais cedo que nunca, em ano Mundial, onde estiveram 7 titulares do Benfica, a 3º é a mesma de há muitos anos, criar a suficiente distancia para gerir e no final, com tudo resolvido,”prejudicar” o Lobo, “beneficiar” o SLB e vitimizar-se, com o lema, “contra tudo e contra todos”, contra o centralismo. Um clássico. Que sirva de lição. Nunca poderemos apoiar nada, que venha ou tenha sido parido naquele antro. Vamos na 3º Jornada. Se nos calarmos, dirigentes, técnicos e adeptos, seremos culpados por inteiro, porque de metade já somos.

publicado por Benfica 73 às 17:45

Agosto 31 2010

O único jogador português, suspenso pela UEFA (aí não houve Madaís ou FPF que o pudessem salvar, foi à vista de todos), durante um ano, por dar literalmente uma cacetada num fiscal de linha, foi Zé Beto, jogador do clube do patético Pinto da Costa, que juntou 300 num almoço em Caminha, disse umas palermices, que a subserviente Imprensa, chama de ironia. Acha que o Norte gosta dele, mais uma revista de Beja e que isso é o País. Falou de um país que se orgulha dele e do seu clube. Um país que como Guerra Junqueiro escreveu, pela existência de indivíduos como ele, anda a reboque de: “Uma burguesia, cívica e politicamente corrupta até à medula, não discriminando já o bem do mal, sem palavras, sem vergonha, sem carácter (…) de pantomineiros e sevandijas, capazes de toda a veniaga e toda a infâmia, da mentira à falsificação, da violência ao roubo (…), escândalos monstruosos (…) A Justiça ao árbitro da Política, torcendo-lhe a vara, ao ponto de fazer dela saca-rolhas.”

Atacou Pragal Colaço, por apelar às armas. Que apelo às armas? Se bem me lembro, deveria estar a referir-se a uma entrevista de António Oliveira à “falecida” “Gazeta dos Desportos”, quando na 1.ª página disse que além de ter estado metido no caso N’Dinga, iria a Lisboa de metralhadora, matar uns quantos. Como Luther King disse: - “O que mais me preocupa, não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos sem carácter, nem dos sem-ética. O que mais me preocupa é o silêncio dos Bons.” Obrigado Pragal Colaço, obrigado João Malheiro, Afonso Melo, Alberto Miguéns, Ricardo A. Pereira, Miguel Góis, Tiago Dores, Zé Diogo Quintela, L. Pinhão e a esmagadora maioria deste povo sério, que é o português.

Pinto da Costa uma vez provinciano, provinciano até morrer! E morrerá admirado por imbecis e lambe-botas. E morrerá sem saber o que significa honestamente.

Autor: António Melo

Fonte: Jornal O Benfica

publicado por Benfica 73 às 14:11

Agosto 25 2010

Já por quatro vezes, chamei a atenção nesta coluna semanal, para o que vai ser esta época futebolística. Começou o Campeonato e a razão que já julgava ter (viram a 1.ª entrevista do novo presidente da Liga), confirmou-se.

Lembrem-se, o “Apito Dourado” acabou e tal como vaticinava o “impoluto” Juiz Herculano Lima, a “montanha pariu um rato”. Todos ilibados, inocentes, ofendidos, perseguidos e ainda, esse será o próximo passo, com direito a indemnizações pagas pelo erário público. Nós!

Todos vimos como ganhou o clube do presidente da Liga, do Conselho de Justiça e da directora Executiva da Liga e não ganhou o nosso. Eles jogaram bem e nós mal, não foi? Pois, e quando foi preciso marcar um penálti (inexistente), Paulo Baptista ajudou à “goleada” de 1-0 e à meia-goleada de 1-1, não assinalando uma penalidade máxima a favor dos navalistas.

Quando digo inexistente é para poder aceitar como limpo o 2.º golo academista (alheio a esta polémica), já que o novo reforço “estudante” teve atitude idêntica do jogador da Naval, que viu ser apontada uma grande penalidade, contra a sua equipa e viu também outra, não ser assinalada a favor da sua.

Se dúvidas havia, sobre os alertas por mim feitos, nesta coluna, bastou a 1.ª jornada para tudo se começar a vislumbrar. Começou o primeiro capítulo da “novela” anunciada por Pôncio Monteiro, há menos de um mês: “Este ano, está outra vez tudo controlado”. Estas palavras foram proferidas, particularmente, num encontro de convivas, onde se encontrava um conhecido comum.

Também Cosme Machado, portista assumido e doente (negue-o se for capaz!), no dia seguinte ao jogo, proferiu a lapidar frase, num café de Famalicão: - “Comigo a apitar, o Benfica ganha se eu deixar.”

O recado está dado. Não “abram os olhos até ao branco”, como diz o meu amigo Pedro Coelho, sócio fundador, e no fim do ano estamos a mal-dizer a equipa e o treinador. Já todos assistimos a divórcios de casamentos que pareciam perfeitos…

Autor: António Melo

Fonte: Jornal O Benfica

publicado por Benfica 73 às 22:53

Julho 29 2010

Começo esta semana por pedir desculpa, pois na última coluna de opinião por mim assinada, saiu erradamente: “E os Benfiquistas são Eusebiosistas, Jesuístas, Quiquistas, Vieiristas, etc.”, quando deveria ter saído : E os Benfiquistas, não são, etc. Se uma simples palavra faz toda a diferença, imaginemos agora uma atitude.

Tenho vindo, há algumas semanas chamando a atenção, para que na época 2010/11 os benfiquistas em geral, e os dirigentes em particular, redobrem a atenção às manobras (que nunca pararam, nem na época passada, de quem foi a “invenção dos túneis”?) já preparadas pela “inteligência das escutas”, no sentido de impedir que o SLB possa retornar a um bicampeonato. É para eles desastroso que o Benfica ganhe, pois, isto já foi explicado pelo nosso Alberto Miguéns, Portugal, como País pobre, só tem possibilidade de ter um clube com capacidade de “bater o pé”, aos maiores clubes, que vêm dos países mais ricos da Europa.

Também todos sabemos, que receitas como o Benfica, nenhum outro é capaz de fazer, a não ser que acabe por estar sempre presente na Liga dos Campeões. Foi, portanto, inquinando a verdade do nosso campeonato (comprando árbitros, com viagens ao Brasil, ou com viagens do “Brasil”, aos quartos de hotel onde os mesmos árbitros pernoitavam, está tudo no Youtube, não venham com a história dos juízes e dos tribunais que ilibaram os arguidos que conhecemos), que se foram conseguindo aproximar de nós em títulos e presenças na mais importante competição europeia.

Eles têm a consciência de que se tivermos sucesso repetido muito tempo, cavaremos um fosso económico, com o qual formaremos sempre equipas muito melhores e que as suas manobras, cairão em “saco roto”, Teremos nós esta consciência?

Ninguém duvide: - O próximo campeonato vai ser jogado, por eles, fora do campo até ao limite. Se preciso for, vão pôr o país desportivo a “ferro-e-fogo”.

Não adormeçamos mais e ponhamos de lado o lirismo de acreditar na honestidade de nos odeia.

P.S. – Não sou obrigado a dizer que o novo guarda-redes Roberto é bom, mas fá-lo-ei se, de facto, me tiver enganado. Porque, também no BENFICA aprendi que: - Nunca serei a voz do dono, serei sempre o dono da minha voz!

Autor: António Melo

Fonte: Jornal O Benfica

publicado por Benfica 73 às 16:17

Julho 29 2010

Há muito, que no futebol português se instalou, uma ordem, uma lógica, em que a nota dissonante, mesmo que certa, deixou de ser ouvida e um objecto de reflexão, para ser apenas uma contrariedade a interesses e vaidades... “por isso há que calar ou domar essa nota”.

Já em 1942, o Benfica (diga-se, em boa hora) teve de fundar o seu próprio jornal, pois, minados e controlados que estavam os órgãos de comunicação, o Clube não tinha voz opinativa e, menos ainda, defesa pública, aos interesses dos rivais, que apenas tentavam aniquilar-nos. Passaram os anos e a sofisticada TV continuou, e continua, pejada de “inimigos”, que cruelmente vilipendiam a verdade, fazendo do “Glorioso” o repasto e chacota da vida desportiva portuguesa e do futebol em particular.

Avançou o Benfica para o nascimento do seu canal.

Como histórico clube de LIBERDADE, é nesse pressuposto que devemos funcionar.

Um BENFIQUISTA é dono da voz, não poderá ser nunca (a exemplo de outras paragens) a voz do dono, ou então, não é BENFIQUISTA.

É isso que espera os Benfiquistas. E os Benfiquistas, são Eusebiosistas, Jesuítas, Quiquistas, Vieiristas, Bogalhistas, Luisãosistas, Coutinhistas, Costistas e todos os “istas” que para aí houver. São apenas BENFIQUISTAS.

E os Benfiquistas pensam, reflectem, opinam com e onde estiverem. Os BENFIQUISTAS não têm de agradar nem ao “poder”, nem à “oposição”, porque elas não existem, a única coisa que existe é o SPORT LISBOA E BENFICA e esse, somos todos. Apaixonados, críticos, emotivos, sinceros e generosos em volta de um ideal de lealdade, liberdade e honra. Estejamos alertas, pois é bom começar a pensar ao contrário: Em vez de nos preocuparmos que BENFICA deixamos aos nossos filhos, pensar antes, que Benfiquistas deixaremos ao BENFICA.

Autor: António Melo

Fonte: Jornal O Benfica

publicado por Benfica 73 às 16:13

Junho 12 2010

Quando o despudor e a desonestidade intelectual se juntam, provocam uma libertação de gases, mais fétida que qualquer tipo de putrefacção biológica.

É o que normalmente Sousa Tavares algo Miguel, provoca todas as terças-feiras na coluna que ass(ass)ina, no jornal “A bola”. Tem, apenas, duas utilidades, aquela folha de jornal. Falarei apenas de uma: - Ajudar o “nosso” Ricardo Araújo Pereira a, com pouco esforço, executar o seu brilhante trabalho de “Arquivista”. A falta de humor de ST algo M, já se transformou na gargalhada nacional há muito. Pergunta ele, se alguém acredita, que Pinto da Costa tentou contratar Jorge Jesus? E que se fartou de rir. Ele ri? Terá sido a mesma gargalhada que deu, quando, Rui Águas e Dito rumaram às Antas? Ou terá sido igual à de quando Kulkov e Iuran seguiram o mesmo caminho? Ou quando Jankauskas foi reforçar a equipa de Mourinho?

Ou quando Deco via Salgueiros, assinou pelo FCP? Ou terá rido, sonora e fartamente, quando a época transacta, Álvaro Pereira e Falcão deram o dito por não dito e foram “desviados” da Luz para as novas Antas?

Sousa Tavares algo Miguel, pensa que somos todos papalvos.

Eu acho que este falhanço da contratação de JJ (o segundo com se sabe) por parte de Pinto da Costa lhe terá apenas provocado, uma forte azia e um esforçado sorriso amarelo, um pouco menos intenso, que a vitória do Spot Lisboa e Benfica no campeonato e menor ainda que o que quis dar, quando Kleber decidiu não assinar em três minutos.

Quanto à segunda escolha para treinador, de Pinto da Costa, André Villas-Boas, é de nos deixar, para já, muito felizes, pois os vaticínios de ST algo M, como um amigo nosso arquivista demonstrou este ano, são sempre desastrosos. Mas, desse arquivo trata ele. E bem.

O complexado, tal como o ignorante, é sempre arrogante e atrevido.

Autor: António Melo

Fonte: Jornal O Benfica

publicado por Benfica 73 às 15:42

BENFICA 73
contador grátis
Fevereiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...