Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

«No meu Benfica era impossível jogar bem»

17.09.15, Benfica 73

Saiu de Portugal em 2002. Entretanto, voltou a visitar o país?
«Sim, ainda em 2014 estive na Luz a comentar a final da Liga dos Campeões para a televisão romena. É fantástico perceber que ainda tantas pessoas se lembram de mim. Adoro o país, é sempre bom ir aí».

Chegou em 1995 e ficou sete anos. Lembra-se de como tudo começou?
«O Artur Jorge fez questão de me contratar, depois de um Steaua-Benfica. Fiz um golo ao grande Michel PreudHomme. O Benfica era um histórico, um grande clube e para mim a oportunidade pareceu-me irrecusável. O problema é que o FC Porto dominava por completo e o Benfica estava uma confusão».

O Artur Jorge durou três jogos…
«Foi logo despedido, depois de um empate em casa [1-1, V. Guimarães]. Saiu o treinador, algum tempo depois mudou o presidente [Damásio por Vale e Azevedo em outubro de 1997], os jogadores entravam e saíam… para mim o pior foi o Artur Jorge sair porque eu tinha ido para o clube a pedido dele. E os que entraram levaram sempre jogadores novos».

Mário Wilson, Autuori, Manuel José, Souness... teve problemas com algum?
«Problemas? Não. Aliás, o Paulo Autuori foi o que melhor me aproveitou. Metia-me a jogar no centro, como eu gostava. Mas certo dia cheguei à Luz e ele já não era o treinador. No meu Benfica era impossível jogar bem. Fiz alguns jogos bons, mas ninguém sabia o que ia acontecer no dia seguinte. E tínhamos bons jogadores!»

Fonte: Maisfutebol