Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Julgamento de Miguel arranca em Dezembro

30.11.10, Benfica 73

Miguel, atualmente no Valencia, vai começar a ser julgado a 13 de dezembro pela alegada rescisão unilateral do contrato que o ligava à Benfica SAD, que reclama 7 milhões de euros de indemnização, disse fonte judicial à Lusa.

A audiência de discussão e julgamento da ação interposta pela Benfica SAD contra Miguel está programada para se iniciar às 9 e meia, no 5.º Juízo -- 1.ª Secção do Tribunal do Trabalho de Lisboa, acrescentou à agência Lusa aquela fonte judicial.

Miguel rescindiu o contrato com o Benfica em agosto de 2005 para se transferir para os espanhóis do Valencia por 7,5 milhões de euros, mas a Benfica SAD considerou que o jogador quebrou o vínculo contratual.

Na salvaguarda dos seus interesses, a sociedade desportiva do Benfica recorreu para a Comissão Arbitral Paritária (CAP), órgão formado por elementos indicados pela Liga e pelo Sindicato dos Jogadores, destinado a dirimir conflitos laborais entre jogadores e clubes.

A 22 de agosto de 2005, a CAP reconheceu a razão à Benfica SAD, considerando que "não assistia justa causa" a Miguel "para rescindir unilateralmente o contrato".

Fora da esfera de jurisdição disciplinar do futebol, Miguel intentou uma ação de anulação da decisão da CAP junto do Tribunal Cível de Lisboa.

Na sentença proferida a 1 de março de 2006, o tribunal entendeu "não ter sido cumprido determinado requisito processual" e anulou a decisão da CAP.

A Benfica SAD avançou então com um processo no Tribunal do Trabalho contra Miguel e o empresário Paulo Barbosa, pedindo indemnizações aos dois pela quebra contratual.

Enquanto ao jogador se reclama na ação uma indemnização de 7 milhões de euros, a Benfica SAD pediu para ser ressarcida em cinco milhões de euros por Paulo Barbosa, "em regime de solidariedade".

"A decisão da CAP, ora anulada, revelou-se apenas para efeitos desportivos, pelo que em nada afeta a ação laboral que a Benfica SAD interp“s contra o jogador e o seu empresário", fundamentou a Benfica SAD.

Miguel, internacional português, esteve ligado ao Benfica de 2000 a 2005.

Fonte: Record

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.