Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

As promessas cumpridas de JJ

11.05.10, Benfica 73

O Campeão Nacional contou com jogadores a um nível altíssimo. Mas nenhum brilhou tanto como o treinador

 

Se fosse preciso eleger a maior figura na caminhada das águias rumo ao 32.º título de campeão, é difícil acreditar que algum sócio ou adepto dos encarnados, ou mesmo de algum clube rival, não pensasse imediatamente em Jorge Jesus. Brilhante a temporada de Di María, fantástica a de Cardozo, assombrosa a de David Luiz. Nada disto se discute. Mas quem conseguiria imaginar a que nível teriam estado estes jogadores sem o “arquitecto” do melhor Benfica dos últimos 20 anos?

Jesus revelou uma precisão cirúrgica, ao longo da época, sempre que decidiu arriscar previsões sobre o resultado do jogo seguinte ou, até, sobre a forma como esse desafio iria decorrer. Chegava a parecer premonitório. E nesse aspecto terá feito, a meio da temporada, a declaração mais ousada. “O Benfica vai fazer uma segunda volta ainda melhor do que a primeira”.

Ora, se a primeira metade da Liga já tinha sido “super” (36 pontos em 45 possíveis), como é que JJ poderia garantir eficácia ainda mais elevada? Voltou a cumprir, uma vez mais. O Benfica somou 40 pontos (!) entre a 16.ª e 30.ª jornada – correspondentes a 13 vitórias, um empate (Setúbal) e uma derrota (Dragão). Brilhante.

Cinco anos depois, as ruas, praças e avenidas (as tais que estavam sob “reserva” há algum tempo) voltaram a encher-se de adeptos encarnados, mas agora no culminar de um percurso que não tem comparação com o de 2005. O “outro” Benfica terá sido o campeão possível, enquanto este fez coisas que pareciam… impossíveis. Desta vez não faltaram bons motivos para festejar.

Foi pena que, na hora da derrota, Domingos Paciência tivesse sido traído pela desilusão que não conseguiu disfarçar. O tempo que ontem gastou a dizer que “o Benfica passou um terço do campeonato a jogar contra 10” teria sido melhor aproveitado se tivesse optado, antes, por elogiar o notável desempenho dos seus jogadores. O Braga foi muito bom, mas o Benfica foi ainda melhor. Justíssimo campeão.

Autor: Nuno Farinha

Fonte: Jornal Record

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.