Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Magia de Aimar precisa-se

02.11.10, Benfica 73

É justo que Jesus e os benfiquistas peçam, frente ao Lyon, um pouco do brilho que o argentino mostrou na Liga. Aimar até já conquistou a Europa em jogo com franceses. Amanhã o mágico da Luz completa 31 anos.

Pablo Aimar correu 60 metros com a bola, iludiu cinco jogadores do P. Ferreira e rematou, imparável, para o primeiro dos dois golos da vitória do Benfica na jornada de Liga do passado fim-de-semana. Golo de génio, um golo à Maradona.

É legítimo, por isso, esperar, de quem tem talento para marcar um golo daqueles, capacidade para hoje, na Liga dos Campeões, frente ao Lyon, pelo menos colocar o Benfica a jogar bem.

E ser decisivo se tiver oportunidade. Deverá ser esta a missão que lhe vai vai confiar o treinador, Jorge Jesus, e que os adeptos benfiquistas vão desejar que ele desempenhe, uma vez que tem demonstrado que está em boa forma.

Como o provam os cinco desafios consecutivos que fez a titular pela equipa da águia, nas várias competições.

No primeiro jogo com o Lyon, em França, Aimar surgiu encostado ao flanco direito, num desenho táctico que pareceu amarrar-lhe o talento.

Seja por isso, ou porque o jogo realmente não correu bem a quase ninguém na equipa (salvou-se Roberto e poucos mais na derrota por 0-2), a verdade é que Aimar quase não existiu em Lyon.

Espera-se, portanto, que o Benfica tenha finalmente hoje à noite um Aimar europeu, capaz de transmitir aos companheiros a sua experiência e dimensão. Sobretudo numa altura em que o Benfica precisa mesmo de somar pontos para continuar a sonhar em passar à fase seguinte da Champions.

Jogando a titular, como se presume que aconteça, Pablo Aimar deverá recuperar o lugar de 10 na zona de meio-campo.

O jogo está agendado para as 19.45 horas desta terça-feira, no Estádio da Luz.

Equipas prováveis:

BENFICA: Roberto; Maxi Pereira, Luisão, David Luís e César Peixoto; Javi Garvia, Carlos Martins, Fábio Coentrão e Pablo Aimar; Kardec e Cardozo.

LYON: Lloris; Réveillère, Cris, Diakité e Kolodizejcza; Gonalons, Gourcuff e Kallstrom; Briand, Michel Bastos e Gomis.

Fonte: A Bola

2 comentários

Comentar post