Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Todos os trunfos para manter a tradição

01.11.10, Benfica 73

O Benfica vai apresentar-se amanhã na máxima força diante do Lyon, representante de um país cujas equipas nunca venceram na Luz. O jogo, esse, assume foros de uma final para a formação da águia, que não pode perder pontos sob pena de falhar o apuramento para a fase seguinte da Champions.

Debelado que está o problema no adutor que obstou a que participasse no encontro com o Paços de Ferreira, Carlos Martins regressa ao lado direito do meio-campo, empurrando Gaitán novamente para o flanco oposto. E sobre o camisola 17 recai uma quota parte de responsabilidade em manter viva a tradição: nunca uma equipa gaulesa saiu do anfiteatro das águias com um triunfo no bolso.

Décima

O Lyon protagoniza amanhã a décima tentativa de acabar com o jejum: antes do Olympique já o Saint-Étiènne, o Nantes, o Bordéus, o Montpellier, o Marselha (em duas ocasiões), o Bastia, o Lille e o Paris Saint-Germain haviam tentado concretizar a façanha. O melhor que conseguiram foi empatar, resultado que se verificou em quatro ocasiões. A última vez que isso sucedeu foi na época transacta. O Marselha visitou a Luz nos oitavos-de-final da Liga Europa e de lá saiu com uma igualdade (1-1) que deixava entreaberta a porta da ronda seguinte. A verdade é que o Benfica acabou por dar a volta à eliminatória, regressando vitorioso (1-2) da deslocação a França.

Saviola

O jogo de amanhã serve para El Conejo tentar quebrar a malapata nos jogos com o Lyon. Saviola já defrontou três vezes o Olympique, duas no Monaco (2004/05) e uma com a camisola do Benfica. E em nenhuma conseguiu marcar ou sequer... vencer.

A saga teve início a 25 de Setembro de 2004, dia em que a formação do Principado empatou (0-0) em Lyon. O argentino foi titular, sendo substituído aos 63 minutos. A 18 de Fevereiro de 2005 a formação monegasca recebeu o Olympique mas também só conquistou 1 ponto (1-1). Saviola actuou durante os 90 minutos e voltou a não fazer o gosto ao pé. O derradeiro capítulo desta sequela teve lugar há duas semanas. Saviola formou dupla com Kardec, mas viu-se incapaz de resistir à forte maré (2-0) do Olympique.

Fonte: Record

1 comentário

Comentar post