Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Cuidado redobrado para Angola

27.10.10, Benfica 73

Normalmente os treinadores não morrem de amores pelos jogos particulares agendados durante a competição. No ano passado, Jorge Jesus lidou com esta situação quando a equipa se deslocou ao Canadá para disputar a CNE Cup; no próximo mês o destino é Luanda, onde os campeões nacionais vão disputar um particular frente à seleção de Angola, logo após a viagem ao Estádio do Dragão e antes da receção à Naval.

Esta situação está a causar alguma apreensão à equipa técnica, que procura já as melhores soluções para minimizar os efeitos desta curta digressão, na qual será feito um encontro no Estádio 11 de Novembro, que acolheu a final da CAN no início deste ano.

Márcio Sampaio, antigo colaborador do treinador das águias, não esconde que esta partida “pode ser um problema”, dadas as ambições do Benfica no campeonato e na Liga dos Campeões. O preparador físico de 31 anos lembra que “nenhum futebolista terá capacidade de recuperar, caso jogue mais de 60 minutos”, pelo que o mais certo é Jesus ter esse aspeto em atenção, pelo menos nos elementos considerados fundamentais para a equipa.

“Conhecendo Jorge Jesus, tenho a certeza que vai aproveitar esta deslocação para observar alguns jogadores menos utilizados. Se pudesse também levava juniores mas, por vezes, os cachets exigem que alinhem os titulares. Neste caso não há muita margem de manobra, é preciso rodar a equipa e os treinos têm de ser substituídos por exercícios de recuperação ativa. Hoje em dia existem novos métodos como a hidroterapia mas, mesmo assim, é muito difícil encurtar o período de recuperação”, explicou.

Numa altura em que na Europa as temperaturas começam a baixar, as águias vão encontrar na capital angolana um valor máximo que pode chegar aos 30 graus e uma humidade muito alta. Estas são dificuldades adicionais, pois, normalmente, os atletas de alta competição necessitam de 15 dias para se ambientarem a um novo local.

“Nas viagens os principais problemas passam pelos diferentes fusos horários e condições climatéricas. Felizmente para o Benfica, Luanda tem o mesmo horário. Já a temperatura é diferente e, para tentar suavizar esta alteração, é muito importante um cuidado ainda mais especial na alimentação. Em competição e nos treinos é primordial ter cuidado com a desidratação”, acrescenta Márcio Sampaio.

Resta sublinhar que é possível encontrar alguns aspetos positivos nestes desafios, além da vertente financeira. Os futebolistas que não integram as escolhas principais do treinador aproveitam estas oportunidades para mostrarem que podem ser opção.

Fonte: Record

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.