Janeiro 10 2014
Sangrento será a palavra adequada para definir o futebol argentino no ano passado. Com 14 mortes direta ou indiretamente ligadas à violência no desporto-rei, 2013 bateu recordes dos últimos dez anos, de acordo com os dados da Salvemos el Fútbol, uma organização não-governamental que combate este flagelo.

As últimas vítimas foram dois adeptos do Newell’s Old Boys, que, na noite de 16 de dezembro, após o empate com o Lanús, acabaram baleados por dois indivíduos não identificados numa moto, quando regressavam a Buenos Aires.

O problema não é novo e agrava-se à medida que o tempo passa. 

«Existem debilidades institucionais nas instâncias encarregadas de aplicar a justiça, desde a prevenção do delito até à execução de sanções», escreveu Mariano Bergés, em 2004, juiz que no ano anterior havia suspendido o futebol na Argentina durante duas semanas de setembro, face à intensificação da violência. Quase dez anos depois, a situação piorou.

Se no início da década passada os conflitos envolviam as barras bravas - a versão sul-americana, mais violenta, das claques que se veem em Portugal ou noutros países europeus - dos diferentes clubes, hoje há assassinatos fruto das divergências internas de cada grupo. É uma luta por poder e dinheiro. Muito dinheiro. A imprensa local há muito que relata a promiscuidade financeira entre os clubes e as respetivas barras bravas: cedem-se percentagens das receitas de bilheteira, de transferências de jogadores nalguns casos, fecham-se os olhos ao tráfico de droga nos estádios.

A teia de influências políticas não parece ficar-se pelas pequenas instâncias. A 23 de dezembro, o Olé desvendou conversa entre dois indivíduos, um deles líder da barra brava afeta ao River Plate, referindo que enquanto Cristina Kirchner, presidente da Argentina, continuasse no poder, «nada aconteceria» a nenhum dos líderes destes movimentos. Em causa estava a atividade da barra num esquema ilegal de revenda de bilhetes, com a devida aprovação do clube. Verdade ou não, a corrupção está tão espalhada pelo país que nem os mais altos responsáveis escapam à suspeita.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 10:47

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

BENFICA 73
contador grátis
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...