Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Anderlecht – Benfica, 2-3 - Rescaldo, Fotos, Ficha de Jogo, Resumo com Relato (Vídeo)

28.11.13, Benfica 73

O Benfica até começou a perder, mas Matic e Gaitán deram a volta ao resultado. Contra a corrente, o Anderlecht acabou por empatar a partida, mas Rodrigo, em lance individual, garante os três pontos. Com a vitória em Bruxelas o Glorioso garante, desde já, a Liga Europa… e o sonho da “Champions” está difícil mas vivo.

Foi com vários cenários em perspectiva e com todas as possibilidades em aberto na Europa que o Benfica viajou até à Bélgica para, em Bruxelas, defrontar o Anderlecht, em desafio relativo à 5.ª jornada do Grupo C da Liga dos Campeões.

 

Com quatro pontos acumulados, fruto de uma vitória, um empate e duas derrotas, o Benfica subiu ao relvado do estádio Constant Vanden Stock com ambições reforçadas… a derrota deitava tudo a perder, o empate garantia a Liga Europa, e a vitória permitiria sonhar com os oitavos da prova milionária… mas era sempre necessário “deitar um olho” ao resultado do Paris Saint-Germain - Olympiacos.

Cenários explicados, vamos à partida… Em casa, o último classificado do Grupo C entrou melhor, contudo, os “encarnados” rapidamente sacudiram a pressão, com André Almeida, aos 2’, e Lima, aos 11’, a tirarem as medidas da baliza de Proto.

Mas a iniciativa benfiquista foi sol de pouca dura, num primeiro quarto de hora marcado por um jogo de luta (o que não significou intensidade!) e com poucos lances de interesse.

 

Aos 17’, Massimo Bruno remata poderosamente para a primeira grande defesa da noite. Ainda se suspirava de alívio, quando, na sequência, canto, grande confusão nas zonas de marcação da linha da pequena área e eis que surge M'bemba, na cara de Artur, a fazer o tento inaugural.

Estava bem mais complicada a noite benfiquista em Bruxelas… mas Matic, tal como fizera frente ao SC Braga, descomplicou. 34 minutos, falta sobre Gaitán, livre marcado e, nas alturas, surge o sérvio a empatar a partida. O sonho nascia novamente!

Até ao intervalo o resultado não se alterou, mas nota para um Benfica que, galvanizado pelo golo, cresceu, subiu e encurtou as linhas, aumentou a intensidade e parecia decidido a fazer mais.

 

Equipa ambiciosa e solidária

E se assim parecia… assim o fez! Avalancha “encarnada” com as vozes dos muitos benfiquistas presentes a dar o mote, jogada inventada por

Gaitán, a bola sobrou para Enzo Perez que a endossou de novo ao camisola 20 que tira da cartola um lance de magia, um pouquinho de sorte à mistura, com a bola a tabelar em M'bemba e a acabar bem aninhada no fundo das redes de Potro. Ao minuto 52 estava feita a reviravolta… e agora sim, sonhava-se!

Com o golo sofrido, o Anderlecht desmoronou, abriu fendas enormes entre sectores e tardou em encontrar-se; do outro lado, em vantagem numérica e anímica, o Benfica tomou conta das operações para jogar como tanto gosta e foram várias as oportunidades de golo… como quem não marca, sofre, contra a corrente o Anderlecht empata à passagem do minuto 77’, através de Massimo Bruno.

Mas depois de tantas voltas e reviravoltas a história não ficaria por aqui. Num último suspiro, já mais com o coração do que com a cabeça, Rodrigo (89’), num remate certeiro, garante os três preciosos pontos.

Tudo é ainda possível! Dia 10 é dia de grandes decisões!

Nesta partida alinharam pelo Sport Lisboa e Benfica: Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão, Garay, André Almeida; Fejsa, Matic, Enzo Perez (Rodrigo, 87’); Gaitán (Sulejmani, 72’), Markovic (Ivan Cavaleiro, 89’) e Lima.

Fonte: SLB

Fotos: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10153532580465716&set=a.10153532580200716.1073741956.212504785715&type=1&theater

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.