Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

«No Benfica não há impossíveis»

07.07.13, Benfica 73
No discurso que encerrou o 3.º Congresso das Casas, Delegações e Filiais do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira fala na revolução que tem vindo a ocorrer no clube da Luz, e deu como exemplos a Benfica TV e o Museu Cosme Damião, que será inaugurado no dia 26 de julho. 

«O segredo para termos chegado até aqui é que ninguém no Benfica se acomodou, todos nos mantivemos atentos a novas soluções e a novas formas de fazer evoluir e avançar as Casas do Benfica. A imagem uniformizada, os parceiros que conseguimos reunir, a informatização e a ligação mais próxima ao clube, tudo isto foram passos que demos nos últimos anos», disse, destacando a «revolução» que a atual direção promoveu no clube:

«O que nos distingue em relação a outros é que fazemos coisas diferentes, mas acima de tudo fazemos bem e fazemos primeiro. É um desafio enorme concretizar projetos que alguns dizem ser “impossíveis. Creio que todos nós já provámos que no Benfica não há impossíveis.»

«Lembrar-me do que encontrei no Benfica quando cá cheguei é a ferramenta mais importante que tenho e o maior estímulo que encontro para continuar a fazer coisas novas, para continuar a inovar, para continuar a fazer crescer o Benfica», prosseguiu o líder dos encarnados, salientando que o clube «mudou muito» na última década: «O meu compromisso é que essa mudança vai continuar. Não estamos satisfeitos, queremos continuar a inovar, e as Casas vão continuar a estar no centro das nossas preocupações.»

Luís Filipe Vieira destacou ainda o caminho percorrido desde o último congresso, realizado em 2007, nos Açores: «São testemunhas dos muitos quilómetros que tenho percorrido desde que cheguei ao Benfica, visitando e inaugurando Casas. Faço-o com gosto, mas, acima de tudo, faço-o por um enorme sentido de responsabilidade, porque sei que as Casas do Benfica são fundamentais na estratégia de consolidação e expansão do Benfica, quer seja em Portugal, quer seja no estrangeiro.»

«Neste Congresso, houve sessões de formação, sugestões, discussão sobre formas de melhorar serviços. Houve, enfim, uma vontade coletiva de continuarmos a percorrer o caminho que nos trouxe até aqui. Mas houve também uma certeza: Todos os serviços que se podem encontrar no Clube vão estar à disposição dos sócios e adeptos nas Casas do Benfica. É mais um passo no sentido de garantir uma maior proximidade com os benfiquistas, estejam eles onde estiverem», atirou.
Fonte: A Bola