Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

FC Porto – Benfica, 2-1 - Rescaldo, Ficha de Jogo, Resumo com Relato (Vídeo)

12.05.13, Benfica 73

Sábado, 20h30, o estádio do Dragão estava pronto para o jogo do título. O clássico da 29.ª jornada ditou uma derrota do Sport Lisboa e Benfica por 2-1, com o tento benfiquista a ser apontado por Lima. 

Na antecâmara realçar o facto de o autocarro do Clube da Luz ter chegado ao local de jogo sem ter sofrido qualquer incidente. Regista-se esse facto, atendendo que é algo raro aquando da visita do Benfica à cidade do Porto ou mesmo a outras localidades do Norte do País.

 

O jogo propriamente dito começou numa toada morna, o que surpreende pelo facto de o FC Porto jogar em casa e precisar de vencer para ter esperanças na conquista do ceptro. O Benfica, por sua vez, povoou o “miolo” com três homens, num 4-2-3-1 bem definido.

Num jogo que parecia atado, a primeira equipa a “desatar o nó” foi o Benfica. Aos 18 minutos, lançamento de linha lateral de Salvio, a bola sobrou para Garay, cujo remate encontrou Lima. O camisola 11 finalizou na pequena área. Estava inaugurado o marcador no Dragão e os benfiquistas presentes nas bancadas faziam-se ouvir.

 

Os “dragões” mantiveram-se na mesma postura. Apesar de terem mais bola, trocavam a bola de forma algo lenta, afunilando o seu jogo em Lucho ou em João Moutinho. Foi num rasgo para o flanco esquerdo que surgiu o empate. Varela cruzou, o esférico embateu em Maxi Pereira e traiu Artur (25’).

O tento sofrido não pareceu fazer mossa na formação orientada por Jorge Jesus e volvidos dois minutos, Lima, num livre directo, atirou forte, mas Helton, por instinto, afastou.

 

Registo, ainda na primeira parte, para o critério demasiado largo de Pedro Proença às entradas à margem da lei por

parte de Danilo e por não ter mostrado cartão amarelo a James Rodríguez a duas simulações a faltas inexistentes.

Ao intervalo, o empate a uma bola ajustava-se. Na segunda parte, a equipa da casa voltou a ter muitíssimas dificuldades em conseguir colocar o seu jogo e o Benfica mostrou ter o melhor meio-campo e controlou as incidências e os espaços.

Aos 81 minutos, falta a favor do Benfica, livre marcado por Cardozo, rasteiro a surpreender a barreira e quase a fazer o mesmo com Helton que sacudiu para canto. Três minutos depois, James Rodríguez, isolado, quase marcou, mas vista grossa do árbitro assistente, pois o colombiano estava em claro fora-de-jogo.

O tento da vitória e da injustiça foi apontado por Kelvin aos 90’+1. Desta forma, o Benfica mantém-se com 74 pontos, mas perde a liderança a uma jornada do fim.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão, Garay, André Almeida, Matic, Enzo Perez, Salvio, Ola John (Aimar, 82’), Gaitán (Roderick, 66’) e Lima (Cardozo, 73’).

Fonte: SLB

Ficha de Jogo: http://www.abola.pt/jogodirecto/ficha.aspx?id=154103