Fevereiro 26 2013
O cronómetro do jogo entre Benfica e Paços de Ferreira registava seis minutos e 54 segundos quando a bola saiu das mãos de Luisinho, num lançamento lateral do lado esquerdo do ataque encarnado, sensivelmente entre a linha de meio-campo e a grande área dos castores
E 31 segundos depois a bola estava no fundo da baliza dos visitantes, rematada por Enzo Pérez. Uma jogada desenhada a régua e esquadro, com constantes movimentações dos jogadores, trocas de passes e mudanças de flanco, bem ao estilo do famoso tiki-taka que caracteriza o futebol do Barcelona e também da seleção espanhola.

A jogada, verdadeiro hino ao futebol, pela simplicidade mas ao mesmo tempo tremenda sintonia coletiva com que tudo é feito, envolveu por completo a defesa pacense. 
Desde o momento em que Luisinho executou o lançamento lateral, a bola passou por um total de oito jogadores, sendo que três deles intervieram duas vezes: Luisinho, Ola John e Salvio. 

Boa parte do mérito da jogada deve mesmo atribuir-se ao extremo argentino, pois é ele quem faz importante aceleração da direita para o centro, entregando a bola a Luisinho e avançando para a zona frontal da área, fora da sua posição habitual, onde, mais à frente, recebeu o passe de Lima e assistiu muito bem Enzo Pérez. 

Só Artur, Garay e Cardozo não tiveram intervenção direta em todo o desenho.
Analisando o lance do princípio ao fim, e contando obviamente com o lançamento lateral e o remate que bateu o guarda-redes Cássio, contam-se dez passes e 33 toques, sendo que a maioria dos jogadores respeitou um dos princípios básicos do tiki-taka, segundo o qual cada jogador deve dar o mínimo de toques possível na bola, de preferência não passando dos dois (receber e passar), pois quanto mais rápida for a circulação mais difícil se torna a tarefa de quem defende. 

Foi isso que fizeram Ola John, na primeira das duas intervenções que teve, Matic, Luisão, Luisinho (na segunda intervenção), Lima e Enzo Pérez. 
Quem mais vezes tocou no esférico foi Salvio, oito vezes, durante o transporte que faz na mudança de flanco. Na segunda vez em que participou no lance foi mais comedido, três toques. 

Também Maxi (5) e Ola John (4, na segunda intervenção) foram além dos dois toques, ainda que executando sempre com rapidez.
O terceiro golo do Benfica foi mais do mesmo: 26 segundos, seis jogadores, 11 passes e 20 toques até Lima finalizar (note-se que o árbitro acabaria por validar apenas a recarga de Salvio). 
A bola passa três vezes por Matic, duas por Maxi, Luisão, Carlos Martins e Aimar, uma por Lima, no momento da finalização.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 11:07

BENFICA 73
contador grátis
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


21
22
23

24


comentários recentes
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...
Tanto quanto narra a história a Cinderela saiu ven...