Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Consternação pela morte de Riera

24.09.10, Benfica 73

O Benfica considerou hoje um "momento de profunda tristeza" a morte do treinador chileno Fernando Riera, enquanto o Belenenses solicitou à Liga a "realização de um minuto de silêncio" no próximo domingo.

Riera, tricampeão português ao comando do Benfica (1962/63, 66/67 e iniciou a campanha da temporada 67/68), morreu na madrugada de quinta-feira, vítima de ataque cardíaco, aos 90 anos.

No site do Benfica, os encarnados recordam que o chileno se estreou a 21 de agosto de 1962 e, além dos títulos nacionais, levou "ainda a equipa da Luz à final da Taça dos Campeões Europeus na época de 1962/63", perdida para o AC Milan (1-2, em Wembley).

"Neste momento de profunda tristeza, o Sport Lisboa e Benfica endereça as mais sentidas condolências à família e amigos de Fernando Riera", refere o clube.

O chilleno, que antes já tinha orientado o Belenenses (1954/55 a 56/57), treinou ainda, em Portugal, as equipas do FC Porto (72/73) e do Sporting (74/75).

"Foi com enorme pesar que tomámos conhecimento do falecimento do antigo treinador do CF 'Os Belenenses", Fernando Riera", frisam o clube do Restelo, também através do seu site.

O Belenenses lembra ainda que o chileno "quase que levou os 'azuis' ao segundo título, perdido a quatro minutos do final da última jornada no dramático empate caseiro com o Sporting".

Um golo do "leão" Martins, aos 86 minutos, empatou o Belenenses (2-2), no Campo das Salésias, e ofereceu o título ao Benfica, então liderado por Otto Glória.

"A direção do clube solicitou já à Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) que autorizasse no próximo domingo a realização de um minuto de silêncio como forma de homenagearmos Fernando Riera", frisa o emblema lisboeta, que vai receber este fim de semana o Arouca, em jogo da terceira jornada da Liga de Honra.

Como jogador, Fernando Riera representou o Chile na fase final do Mundial de 1950, tendo marcado um golo aos Estados Unidos, e, já como técnico, levou o seu país ao terceiro lugar no Mundial de 1962, que organizou.

Numa longa carreira como técnico, Fernando Riera passou também por clubes como o Nacional, do Uruguai (1960), o Boca Juniors, da Argentina (71 e 72), ou o Deportivo da Corunha, de Espanha (73).

Fonte: Record

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.