Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

A nova vida de Gaitán

24.12.12, Benfica 73
À terceira… não está a ser de vez. A atravessar a pior fase da carreira desde que em 2010 foi contratado pelo Benfica, Nicolás Gaitán continua a gerar opiniões diversas sobre a forma como Jorge Jesus tem gerido a presença do argentino no onze encarnado ao longo desta temporada. Perdeu a corrida para Ola John, holandês que foi precisamente contratado para o substituir quando em cima da mesa estava a possibilidade de ser vendido, mas Gaitán acabou por ficar e Ola John apresenta agora argumentos mais positivos.

Jesus ficou, por isso, com a batata quente na mão: deixar um ativo com as características de Nico Gaitán fora do onze implica automática desvalorização de um dos jogadores mais cotados do plantel benfiquista.
A solução para o problema (caso o argentino não deixe a Luz na janela do mercado de inverno) pode passar pelo desenho tático apresentado pelo treinador do Benfica no último jogo antes das férias, em Olhão para a Taça da Liga: Gaitán jogou solto atrás do avançado, sem necessidade de grandes preocupações defensivas, atendendo a que tinha atrás de si os médios Enzo Pérez e André Gomes. O resultado foi um regalo para os olhos. O argentino de 24 anos assumiu a batuta, o controlo do jogo, voltou a ser fantasista, a fintar e driblar como tanto gosta. E desta vez na posição que há muito se reclamava para ele, mas nunca antes experimentada pelo treinador. 

Há na Luz quem defenda que a seguir a Pablo Aimar, Nico Gaitán é o jogador mais tecnicista, pensador e com melhor visão de jogo que o Benfica tem. E também há muito tempo que são vários os elementos próximos de Jorge Jesus que apontam o ex-Boca Juniores como o melhor substituto para Aimar. 
Ora, em Olhão foi um pouco isso a que se assistiu: Gaitán finalmente a vestir a pele de Aimar. O povo que estava na bancada viu e gostou. O argentino, pelo que se percebeu, também gostou. Jorge Jesus não deve ter gostado menos. E assim, pode estar a nascer uma nova vida para Nico Gaitán.

Três anos depois de ter chegado ao emblema da águia, e quando muitos pensavam que já por lá não estaria, pode estar a receber do treinador do Benfica sinal de que, afinal, ainda tem papel importante para desempenhar. 
Como encaixar Gaitán numa equipa que do meio campo para a frente já tem Enzo Pérez, Salvio, Ola John, Lima e Cardozo pode bem ser o próximo grande desafio de Jorge Jesus. Mas lá que o futebol agradece o esforço...
Fonte: A Bola