Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

«Quero seguir os passos de Fábio Coentrão» - Entrevista

22.12.12, Benfica 73
Era um desconhecido quando chegou a Portugal, em 2011, mas a excelente época no P. Ferreira, por empréstimo, abriu-lhe as portas da Luz. Chegou como extremo, mas, surpresa, tornou-se no novo lateral-esquerdo. A adaptação não foi fácil, mas hoje ninguém o questiona. O jovem paraguaio de 22 anos abriu o coração em entrevista a A BOLA e A BOLA TV.
Imagine que há um ano, quando brilhava no P. Ferreira como extremo, alguém lhe dizia que seria o futuro lateral-esquerdo do Benfica. Acreditava?
Confesso que não. Quando vim para o Benfica não imaginava que iria ocupar a posição de lateral-esquerdo, mas o técnico optou por me colocar nesse lugar e penso que tenho feito bem o meu trabalho. O treinador tem-me ensinado muito bem, e é por isso que tenho aprendido rápido. Os ensinamentos dele têm sido fundamentais para mim e penso que tenho evoluído. Só espero que as coisas continuem a correr da melhor forma.
Alguma vez tinha jogado como lateral-esquerdo, na sua carreira, ou foi sempre avançado?
Quando tinha 15 anos acho que joguei dois ou três jogos nessa posição, nada mais. Sinceramente nunca pensei que um dia acabasse por ser esse o meu lugar, pois sempre joguei a avançado, mas tenho procurado dar o meu melhor.
«Passo mais tempo 
no outro meio-campo»
Tem saudades de jogar a avançado?
A verdade é que, enquanto lateral-esquerdo do Benfica, ataco sempre muito, às vezes passo mais tempo no meio-campo adversário do que no nosso, por isso é quase igual para mim.
O que sentiu quando Jorge Jesus lhe disse que o queria testar a lateral-esquerdo?
Ele disse-me que queria testar-me nessa posição e eu disse-lhe para contar comigo porque estava no Benfica para jogar. Na pré-época trabalhámos de forma muito intensa, ensinou-me muitas coisas, e com o tempo, os treinos e as indicações dele fui melhorando e progredindo.
Quais as principais dificuldades que sentiu no início e que aspetos pode ainda melhorar?
No início senti algumas dificuldades na parte defensiva. Foi esse o principal foco do trabalho inicial, tive de aprender a defender melhor, mas também tenho procurado atacar melhor. O objetivo é fazer as duas coisas bem, mas não é fácil e é a jogar que se aprende. Espero continuar a melhorar e a crescer a cada dia.
Inspirou-se em algum modelo de lateral-esquerdo? Há quem lhe chame o novo Fábio Coentrão...
Quero seguir os passos de Fábio Coentrão, que fez grandes épocas aqui no Benfica e é um lateral-esquerdo espetacular. Um dia espero ser como ele aqui no Benfica, mas para isso tenho de trabalhar muito. Oxalá que tudo corra bem e consiga alcançar tudo o que ele alcançou.
Então acredita mesmo que pode ser o novo Coentrão?
[risos] Era bom, mas só o tempo e os jogos poderão responder a isso. Para já estou preocupado em melhorar e aprender em cada dia.
Viu vídeos dele ou de outro lateral-esquerdo, como base de trabalho?
Sim, vi alguns vídeos do Fábio Coentrão na época em que o Benfica foi campeão nacional [2009/10]. Queria ver a sua forma de jogar, defendia bem e atacava muito. Como já disse, oxalá possa seguir os passos dele e, um dia, alcançar o mesmo nível. Trabalho para isso.
Fonte: A Bola

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.