Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Aimar mantém a batuta

24.09.10, Benfica 73

Nos Barreiros será Aimar e mais dez. A imagem pode ser exagerada, mas não andará longe da realidade, se tivermos em conta a recuperação do médio argentino e a sua influência no onze comandado por Jorge Jesus.

Contrariando todas as previsões, o camisola 10 recuperou da entorse no joelho esquerdo e vai manter a batuta no encontro de amanhã à noite, diante do Marítimo. Uma boa nova para Jorge Jesus, numa fase em que os encarnados procuram recuperar no campeonato, sem esquecer a visita ao reduto do Schalke 04, para a Liga dos Campeões.

Aimar jogou a primeira parte do dérbi do último domingo e, ao intervalo, ficou no balneário. No dia seguinte, os encarnados informaram que o internacional argentino, de 30 anos, e um dos elementos da equipa em melhor forma neste início de época, havia sofrido uma entorse no joelho esquerdo.

Inicialmente, tudo apontava para que falhasse a deslocação ao Funchal. No entanto, o médio sul-americano já debelou a mazela e ontem de manhã integrou o treino realizado pelos campeões nacionais no Centro de Estágio do Seixal, à porta fechada.

Desde que assumiu o comando técnico do Benfica, Jesus tem gerido a utilização de Aimar com cuidado. A última vez que ficou fora de um jogo foi a 7 de março, diante do Paços de Ferreira, apesar de ter sido convocado e depois de já nem ter alinhado na partida anterior, com o Leixões.

Depois de ter deixado o centro-campista fora dos 18, Jesus justificou-se: “É um atleta que está a ser muito utilizado este ano e que quando revela sinais de fadiga temos de dar-lhe algum descanso, para que possa atuar em pleno, sem correr o risco de contrair lesões.”

No encontro seguinte, com o Ol. Marselha, em casa, recuperou o lugar no onze. Até final da temporada não mais deixou de ser utilizado, até mesmo quando começou no banco. Esta temporada foi sempre titular, estando entre os mais utilizados (7 jogos, 522 minutos). Não parece ser desta que Jesus prescinda do seu maestro.

Fonte: Record