Novembro 07 2012
O Nacional da Madeira e o Marítimo apresentaram uma reclamação no Plenário do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol contra o arquivamento do processo que envolve o ex-vice-presidente do Sporting Paulo Pereira Cristóvão e o árbitro assistente José Cardinal.
Um caso que remete para a época passada e para o que se passou antes do jogo da Taça de Portugal entre o Sporting e o Marítimo, quando foi depositada, num balcão bancário do Funchal, uma verba de dois mil euros na conta de José Cardinal, designado para essa partida. A verba terá sido depositada por um colaborador de Paulo Pereira Cristóvão, que passou a estar entre os arguidos de um caso que continua em fase de investigação por parte da justiça comum.

No final da semana passada a secção não profissional do Conselho de Disciplina da Federação (CD) decidiu-se pelo arquivamento do processo de averiguações deste caso, colocando um ponto final num dossier aberto a 20 de abril de 2012 para «apuramento de eventuais anomalias disciplinares no jogo Sporting-Marítimo».
Com o arquivamento, o processo só poderia ser reaberto mediante conhecimento por parte da Federação de decisão judicial condenatória, transitada em julgado, de relevância desportiva e que obrigue à instauração de procedimento disciplinar, exceto se o mesmo já estiver prescrito. Para efeitos de justiça desportiva, o prazo de prescrição data da abertura do inquérito (começou a ser contado a partir de 19 de outubro) e pode ser de três ou cinco anos.
Na prática, e tendo em conta o tempo médio de trânsito em julgado, depois de esgotados todos os mecanismos de recurso, o Sporting ficaria, no plano desportivo, a salvo de qualquer condenação de Paulo Pereira Cristóvão se o caso, ainda em investigação, chegar à barra dos tribunais.

Nacional e Marítimo querem agora revogar o arquivamento do processo de averiguações no plano desportivo, pretendem que ele se mantenha em aberto, que sejam realizadas as diligências de prova e aguarde prova de processo-crime. Quer isto dizer, na prática, se o Plenário do Conselho de Disciplina assim o entender, que a justiça desportiva ficará à espera dos resultados da investigação a decorrer na justiça, sem prazo de prescrição, e que o CD vá recebendo eventual prova judicial de forma a agir em conformidade na justiça desportiva e contra o Sporting, por eventuais responsabilidades que lhe possam vir a 
ser atribuídas pelos atos do seu vice-presidente.
Se a deliberação do CD for favorável às intenções de Nacional e Marítimo, o Sporting volta a correr risco de punição desportiva.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 12:22

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

BENFICA 73
contador grátis
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



27
28
29


subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...