Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

P. Ferreira – Benfica, 1-2: Triunfo com sabor a Lima - Rescaldo e Resumo com Relato

29.09.12, Benfica 73

A equipa de Futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica enfrentou, esta sexta-feira, o Paços de Ferreira em jogo a contar para a 5.ª ronda do Campeonato Nacional. Na Mata Real, as “águias” foram superiores, venceram por 1-2 e assumiram a liderança provisória da classificação.

O técnico Jorge Jesus optou por iniciar a partida utilizando a táctica 4-4-2 em losango, estratégia sobre a qual o treinador não escolhe a preferência pelo cariz ofensivo que emprega na equipa.

 

À passagem do minuto três faltou a totalidade da iluminação no estádio da Mata Real, voltando volvidos cerca de dez minutos. Poucos minutos depois, a equipa da casa apontou o seu golo poucos minutos depois da luz ter regressado (6´).

O Benfica respondeu a preceito e aos oito minutos empatou. Enzo Perez marcou o livre, Jardel cabeceou na pequena área e Lima, oportuno, aproveitou uma defesa incompleta de Cássio e facturou.

 

A um minuto do intervalo, Lima e Salvio tiveram nos pés a reviravolta no marcador. Ataque rápido com Rodrigo a centrar para a área, Lima tocou no esférico que é defendido por instinto. A sobra foi para Salvio que, com a baliza à mercê, rematou ao lado.

A segunda parte começou como terminou a primeira. Três minutos após ter entrado, Gaitán quase marcava. Pressão alta das “águias”, recuperação de bola, o argentino trabalhou muito bem dentro da área, rematou e a dois tempos, Cássio defendeu com a bola ainda em embater na barra da baliza.

 

O minuto 62 mostrou uma excelente jogada de Enzo Perez e que só por manifesto azar não deu em golo. O argentino recupera o esférico, progrediu, tabelou com Rodrigo à entrada da área e à saída de Cássio fez-lhe um “chapéu”, mas o esférico saiu um tanto nada ao lado. Que ocasião!

Não foi ali, foi aos 70´. Lima bisou depois de uma jogada de insistência dos “encarnados”. Rodrigo lutou com a defensiva pacense, Maxi Pereira assistiu Gaitán que deixou a bola rolar até ao brasileiro. Ninguém segurava Lima que, lançado por Carlos Martins, tentou fazer um “chapéu” a Cássio, mas este saiu com aba larga.

 

A pressão benfiquista era enorme e aos 82 minutos, Gaitán tem no pé esquerdo a possibilidade de marcar, mas permitiu a defesa do guarda-redes da casa. Dois minutos volvidos foi Salvio quem esteve perto do golo, mas o disparo saiu a centímetros do poste da baliza do Paços de Ferreira.

O Benfica venceu de forma inteiramente justa e cujos números só pecam por escassos, tal foi o elevado número de oportunidades desperdiçadas.

O onze inicial do Sport Lisboa e Benfica foi o seguinte: Artur Moraes; Maxi Pereira, Garay, Jardel e Melgarejo; Matic (Carlos Martins, 67´), Enzo Perez, Salvio, Nolito (Gaitán, 46´); Rodrigo (André Almeida, 80´) e Lima.

Fonte: SLB/ A Bola

Outro rescaldo aqui: http://www.abola.pt/jogodirecto/ficha.aspx?id=153912

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.