Setembro 25 2012

O futebol tem a sua linguagem, o seu léxico próprio, colorido, sugestivo, popular, frequentemente impenetrável para quem não pertence à seita.
Certa ocasião, conversando-se numa roda de amigos sobre um determinado jogador, houve um deles que disse e com razão:
- É um bom jogador, só é pena não ter pé direito.
Ao que um dos convivas, estruturalmente alheio a estas jurisprudências da bola e que seguia distraidamente a conversa, de súbito despertou alarmado, interrompeu tudo e todos com uma questão, para ele, muito pertinente.
- Mas se não tem pé direito como é que ele consegue jogar futebol?
Na nossa língua de especialistas a questão de haver jogadores “sem pé esquerdo” ou “sem pé direito” não os impede de se equilibrarem na perfeição e de correrem pelo campo todo. Explicar isto a leigos é o cabo dos trabalhos.
Neste final de Verão, com o fecho do mercado que sugou Álvaro Pereira e Hulk para longe do Dragão e Javi Garcia e Axel Witsel para longe ao Benfica, os dois grandes rivais e candidatos ao título português ficaram bastante azamboados estruturalmente, o que se compreende e aceita. 
As duas equipas, por muito que se queira dourar a pílula, ficaram enfraquecidas em função dos altos objectivos a que, por estatuto, se propõem. Por muitas que sejam as boas surpresas a irromper dos respectivos planteis e as vitórias que se venham a somar, a verdade é que aqueles quatro jogadores que se foram embora eram de altíssima qualidade e só podem fazer falta a Vítor Pereira, a Jorge Jesus e ao resto da malta.
Perante o golpe, o treinador do FC Porto lamentou-se mais em público do que o do Benfica, não se escusando a dizer que Hulk era insubstituível. Já o treinador do Benfica, perante o golpe, evidenciou solidariedade com a instituição vendedora, não se chorou, prontificou-se a fazer milagres com os miúdos portugueses da equipa B e com algumas adaptações entre os remanescentes da equipa A.
Como adaptador de jogadores a posições que não são suas, os créditos de Jesus são muito superiores aos de Vítor Pereira. Foi ele quem pôs Fábio Coentrão “a fazer de” defesa-esquerdo e só isso rendeu 30 milhões de euros ao Benfica.
Com a saída do referido lote de jogadores no último dia do mercado, o Benfica e o FC Porto ficaram de mãos atadas e sem tempo nem inspiração para encontrar soluções onde não as havia. Agora é tempo de inventar soluções abrangentes. 
E é aqui que nasce com autoridade assertiva uma nova expressão para o léxico do nosso futebol. O “fazer de” chegou e está para durar, pelo menos enquanto durar a crise.
Lendo a imprensa nos dias que antecederam a primeira jornada dupla da Liga dos Campeões ficámos a saber que nas cogitações dos dois treinadores, forçados pela sangria e pela falta de soluções imediatas, há jogadores que podem “fazer de” outros jogadores em campo tal como os actores representam papéis de personagens mais diversas nos palcos dos teatros.
E temos já um sortido variado dentro dessa inaudita especialidade: Matic faz de Javi Garcia, Varela faz de Hulk, Enzo Perez faz de Witsel, Defour faz de Fernando, Lima pode fazer de Cardozo, James pode fazer de Lucho, Melgarejo faz de defesa-esquerdo, Atsu faz de Messi, Jardel faz de Luisão e Iturbe também faz de Messi.
Vai ser um campeonato muito animado.
Por sinal, o campeonato inglês da II divisão também está muito animado. O Nuno Gomes está a fazer de Nuno Gomes, tem marcado os seus golitos, e o Blackburn segue Rovers na frente. Boa!

A derrota do Real Madrid em Sevilha, no Sánchez Pizjuán, colocou os campeões espanhóis a uma distância obscena do Barcelona à quarta jornada da Liga. Está instalada, portanto, a expectativa entre as legiões de fãs e as legiões de detractores de José Mourinho. E nem o triunfo suado sobre o Manchester City, na terça-feira, vai servir de atenuante ao treinador.
Como é que o “special one” se vai safar desta? Dá a volta ou não dá a volta? Fazem-se apostas, esgrimem-se argumentos, as pessoas que gostam de futebol vibram muito com estas coisas.
Para Mourinho, que leva uma carreira de pouco mais de uma década – e que década! -, a situação é toda ela nova. Nunca o treinador português passou por um mau momento igual ou sequer parecido como este que está a viver em Madrid. E por ser quem é um, um vencedor e uma celebridade mundial, tem agora todas as atenções focadas em si. 
O mundo quer saber com urgência que tipo de jogos mentais inventará no seu laboratório José Mourinho quando a equipa que comanda, a mais poderosa do mundo, se apanha com 8 pontos de atraso em relação ao arquirrival da Catalunha.
É que “mind games” para 8 pontos de atraso não será bem a mesma coisa do que “mind games” para quando se anda na frente das tabelas ou na luta pela vitória em todas as competições.
Acredito que José Mourinho nos possa surpreender com uns quantos passes de magia retórica e, de um momento para o outro, reinventar um Real Madrid imparável que até se deu ao luxo de dar avanço à concorrência. Isto é desejar-lhe, sinceramente, o melhor.
A imprensa de Madrid está em brasa com o nosso compatriota. É verdade que ainda não chegou à fase, a evitar, do insulto mas para lá caminha com toda a certeza se o Madrid continuar a perder terreno na Liga espanhola. Para já, não vão mais longe do que chamar-lhe “luso” com veemência porque as coisas, definitivamente, não andam bem e convirá recordar que Mourinho não só é estrangeiro como é português.
Boulharoz, o internacional holandês que o Sporting contratou esta temporada para substituir o caído em desgraça Onyewo, disse há coisa de semanas que Sá Pinto, o seu treinador, tinha “umas coisas de Mourinho”. Acabado de chegar ao nosso país e evidenciando respeito pelo nosso futebol, Boulharoz estava a elogiar os dois, como se facilmente se depreende.
Felizmente que a imprensa espanhola não liga nenhuma às ocorrências internas do futebol português. Com a má-vontade contra o treinador do Real Madrid em alta, se os jornalistas espanhóis tivessem dado conta da entrevista de Boulharoz a “A Bola” bem capazes seriam de escrever, só para mandar mais abaixo “el luso”, que Mourinho tinha umas coisas de Sá Pinto que saltavam à vista.

Conta a imprensa espanhola que no fim do jogo de Sevilha, Aitor Karanka, o adjunto de Mourtinho, repreendeu os jogadores Higuaín e Benzema quando se encaminhavam para o autocarro que os haveria de levar ao aeroporto. O argentino e o francês, pese embora a derrota que vinham de sofrer, terão saído do balneário aparentando uma excelente disposição, conversando e sorrindo, como se nada de aborrecido se tivesse passado no relvado.
O adjunto Karanka, certamente muito atento aos pormenores, pôs cobro à animação, dizendo-lhes: “Caminhem separados e em silêncio, calados ou toda a gente vai cair em cima de nós.” Esteve bem Karanka, não esteve?
Faltou um Karanka qualquer ao Benfica em Dusseldorf quando a equipa desatou na grande risota depois de Luisão, no fim de uma corrida disparatada, ter mandado com o árbitro ao chão. O castigo chegou esta semana e fez bem o Benfica em não se pôr com alaridos contra a decisão. Nestes casos, acatar é o melhor remédio. A justiça desportiva em Portugal nem sempre é lenta, essa é uma boa notícia.
Outra boa notícia, em prol do bom nome da modalidade e de quem a dirige, seria conhecerem-se os castigos aos autores morais e materiais do incêndio de uma bancada do Estádio da Luz por ocasião do último “derby”. É que já lá vão 10 meses…

Lucho González. 
Respect.

Ontem em Glasgow, considerando que o Celtic é o adversário do pote 4, foi caso para se dizer que o resultado foi pior do que a exibição. Assinale-se também que Jardel fez bem de Luisão, que André Almeida fez bem de Maxi Pereira, que Matic fez bem de Javi e que Salvio só fez bem de Sálvio nos últimos 15 minutos, o que foi pena.

Autor: Leonor Pinhão

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 02:03

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

BENFICA 73
contador grátis
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...