Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Benfica – Bétis, 1-1 - Rescaldo, Resumo (Vídeo) e Fotos

13.09.12, Benfica 73

A equipa de Futebol profissional empatou, esta quarta-feira, a um golo com o Bétis de Sevilha. O jogo de carácter particular foi um bom teste, isto quando falta precisamente uma semana para o primeiro encontro do Benfica na edição 2012/2013 da Liga dos Campeões.

Sem competir oficialmente desde o dia 2 de Setembro, o Benfica aproveitou a paragem competitiva a nível de clubes para realizar um particular na região do Algarve. O Bétis de Sevilha foi o adversário escolhido para preparar o regresso à competição, algo que vai acontecer já na próxima quarta-feira, dia 19 de Setembro, para a Fase de Grupos da Liga dos Campeões, com a deslocação ao recinto do Celtic.

 

Com vista a estreia na Champions, o treinador Jorge Jesus apresentou um onze não muito longe daquele que irá entrar no Celtic Park. Com a ausência de Maxi Pereira para esse jogo devido a castigo, Miguel Vítor foi o eleito para o lado direito da defesa. Jardel, no lugar do internacional argentino Garay, foi a outra novidade em termos defensivos. Outra diferença que saltou à vista foi a inclusão de Lima na frente de ataque. 

O avançado brasileiro estreou-se com a camisola benfiquista e quase marcou logo aos nove minutos, mas o remate não levou a melhor direcção.
O Benfica começou a imprimir uma velocidade estonteante ao seu jogo, deixando “água na boca” ao público presente no Estádio Municipal de Portimão, mas também aos adeptos que assistiram ao encontro através da transmissão em directo da Benfica TV.  

Uma das oportunidades flagrantes surgiu aos 22 minutos. Rodrigo entrou pelo lado direito e cruzou para Aimar, que rematou, de primeira, para defesa complicada do guardião do Bétis, Casto.


Um dos responsáveis pela rapidez do futebol benfiquista foi Gaitán. Num dos desequilíbrios realizados pelo lado esquerdo do ataque, o número 20 cruzou para o interior da área, no entanto, os avançados não conseguiram chegar a tempo para facturar (29’).
O brilhantismo da equipa continuou a crescer a olhos vistos, com Rodrigo a fazer quase um golo de bandeira aos 35 minutos. O espanhol tentou fazer um chapéu ao guarda-redes do emblema de Sevilha, mas este segurou o esférico junto da linha de golo.

 

Um golo “à Gaitán”

A vantagem não chegou ao intervalo, mas tudo mudou no início do segundo tempo. Com André Almeida e Nolito em campo, o Benfica marcou num

remate de primeira de Gaitán, isto quando ainda não estavam decorridos 30 segundos da etapa complementar.
Num lance muito parecido ao de Rodrigo na primeira parte, os espanhóis conseguiram chegar à igualdade aos 68 minutos, através de um chapéu de Pereira.

O Benfica não demorou a responder e Nolito, em boa situação para alvejar a baliza contrária, rematou para defesa do guarda-redes (71’). André Gomes, aos 78’, também tentou a sua sorte.

Final da partida marcada pela intensa luta a meio-campo, mas sem quaisquer resultados práticos, ou seja, sem golos!

Empate a uma bola, num teste positivo já com os olhos postos em Glasgow.

 

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com a seguinte equipa: Artur Moraes; Miguel Vítor (André Almeida, 45’), Luisão, Jardel e Melgarejo (Luisinho, 56’); Matic, Aimar (André Gomes, 56’), Gaitán (Ola John, 61’) e Salvio (Nolito, 45’); Rodrigo (Bruno César, 61’) e Lima.

Fonte: SLB / A Bola


Veja aqui a ficha do jogo