Setembro 09 2010

De seis pontos, possíveis à partida e prováveis ainda não há muito tempo, de quatro pontos que serviriam como resguardo mínimo face ao futuro próximo, ficou-nos um, variante triste de prémio de consolação. Os “erros defensivos” cometidos em Guimarães deram lugar, quatro dias depois, a um bode expiatório – por sinal, o herói da África do Sul, Eduardo. Portugal nunca tinha conhecido, nos jogos com Chipre, outro resultado que não fosse a vitória. Já conhece. Portugal nunca tinha sido derrotado pela Noruega. Já foi. Ora o mais espantoso, diante desta entrada altamente comprometedora do futuro da Seleção Nacional, é não haver ninguém, dos responsáveis aos jogadores, capaz de reconhecer que há crise e que os pontos foram desperdiçados por culpa própria.

Contra Chipre, em casa, para “compensar os laterais ofensivos” (Miguel?!), jogámos com um duplo pivô defensivo, entregue a dois homens quase sem rodagem prévia, Raul Meireles e Manuel Fernandes. Na Noruega, onde era preciso ganhar, a ideia peregrina foi retirar Danny e acrescentar Tiago, também sem quilometragem esta época, que saltou da bancada para a condição de titular. Dos dois alas, Ricardo Quaresma e Nani, só este apareceu no jogo da Noruega, mas tarde e a más horas. O “mágico” voltou a deixar clara a fronteira entre o exibicionismo e a utilidade – e nem vale a pena referir a sua inaptidão total como rematador. Hugo Almeida lutou sozinho até à entrada de Liedson… a dez minutos do fim. Moutinho, inexplicavelmente, voltou ao banco e, desta vez, nem sequer foi chamado à partida.

Mais uma vez, fica a sensação de que as substituições já estavam programadas, tanto nos protagonistas como no cronómetro. Ou seja, Agostinho Oliveira – selecionador nacional “por procuração” – confirmou que, furada a estratégia inicial, não há um plano alternativo, não há um rasgo nem uma ideia para mudar o curso dos acontecimentos.

A dúvida que fica é esta: alguma coisa seria diferente com Carlos Queiroz em funções plenas? Não vale a pena buscar a resposta. Importa é que, decorrido um quarto das etapas na classificação e ainda antes de enfrentar o mais poderoso dos adversários (a Dinamarca), Portugal já está sem margem de erro, a fazer contas e dependente de terceiros. Pode acabar bem. Mas, ainda que aconteça, será por linhas tortas. E talvez valha a oportunidade para mudar todo, do selecionador ao elenco federativo, que se eterniza e passa uma triste imagem de apego aos lugares. Já chega.

Sem margem de erro vai o Benfica a Guimarães – a hipótese de ficar a nove pontos da liderança, no início de um ciclo “infernal” e quando setembro ainda está a começar, faz pensar que o campeão vai precisar de algo mais do que a “estrelinha”.

Autor: JOÃO GOBERN
publicado por Benfica 73 às 02:29

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

BENFICA 73
contador grátis
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...