Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Objectivamente (João Diogo)

26.06.12, Benfica 73

Os ratos de repente saíram todos do buraco em defesa do maior árbitro do Mundo: Pedro Proença! E veja-se quem o defende. Primeiro foi Miguel Sousa Tavares na sua crónica d'A Bola. Agora é Pinto da Costa que representa todos os seus correligionários! Afinal nunca pensei que esta paixão (não é o Bruno, 'Another Story' ...)  pelos árbitros, dominasse por completo as cores da cidade do Porto. Que amor tão intenso e tão fiel. É dos nossos! Gritam os azuis e brancos defendendo a sua dama que teve comportamento exemplar nos últimos tempos antes do acesso às plataformas internacionais que dão direito a finais da UEFA e da FIFA. 

Quem melhor que os actuais chefes da bola em Portugal para dar umas «goelas» a estes árbitros portugueses que só têm estilo e gel na cabeça!
É assustadora e intrigante e gritaria que têm feito todos os dias os simpatizantes e adeptos do Porto desde que o homem do apito cinzento foi nomeado para ir a Munique! Não fizeram tanto alarido quando foi nomeado para ir à fase final do Europeu... É que ainda não tinha acabado competição e «segredo é a alma do Campeonato»!
Diz P. da Costa que «vozes de burro não chegam à UEFA» e o seu confrade MSTavares que a exibição de Proença foi «rigorosa, incontroversa, elegante e sem exibicionismo». Tirando aquele penalti de David Luiz, tão claro como o fora de jogo do Maicon na Luz, e a falta de punição a muitas fitas que houve durante o jogo (que poderiam ter influenciado o resultado se houvesse concretização do penalti e expulsões) praticamente nada aconteceu... Desde que seja a favor do «nosso Porto», claro, como dizia um amigo meu com certa graça: «com Pedro Proença os azuis ganham sempre...».
Pelos vistos vamos ter Proença em alta mais umas épocas, cotando-se como o melhor e mais natural sucessor de António Garrido nas preferências dos portistas. De Garrido já nós todos conhecemos o longo curriculum depois de terminadas as artes de bem apitar. De Proença só mais tarde saberemos qual vai ser o seu futuro.
Com essa «elegância e rigor» garanto-vos que vai longe!
Se Deus quiser cá estaremos para ver daqui a uns anos onde este artista do apito vai acabar.
Fonte: Jornal O Benfica