Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Benfica – Marítimo, 4-1 - Rescaldo e Resumo (Vídeo)

22.04.12, Benfica 73

A equipa de Futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica recebeu e venceu o Marítimo por 4-1, este sábado, no Estádio da Luz, em jogo referente à 27.ª jornada do Campeonato Nacional.

 

O treinador Jorge Jesus fez algumas alterações na equipa titular, abrangendo todos os sectores. Na defesa, Capdevila ocupou o lado esquerdo, no meio-campo, Matic e Nolito entraram para os lugares de Javi García e de Gaitán, respectivamente, e no ataque, Saviola do voltou a entrar de início depois de ter resolvido a Final da Taça da Liga.

Foi, aliás, o argentino que teve no pé esquerdo a primeira oportunidade de golo. Aos 3´, Saviola foi lançado por Aimar, rematou cruzado, mas Pessanha defendeu, tendo o esférico resvalado para o poste. Bruno César, na recarga, atirou por cima.

O Benfica estava endiabrado e foi criando várias oportunidades como são exemplo aos 7´ e aos 10´, quando Luisão e Cardozo, só com Pessanha pela frente, permitiram a intervenção deste.

 

Vislumbrava-se o golo na Luz, algo que aconteceu à passagem do minuto 14 por intermédio de Nolito. Excelente jogada de Maxi Pereira pela direita, deixou o esférico para Aimar, este, dentro da área, viu o espanhol em melhor posição para marcar, endossou-lhe a bola e Nolito não se fez rogado. Estava inaugurado o marcador na Luz.

 

Volvidos cinco minutos, houve nova festa na Luz com Nolito a ser de novo protagonista. Após receber um passe “açucarado” de Saviola, o número 9 fez um “chapéu” de belo efeito não dando hipóteses a Pessanha.

 

A equipa da casa continuou a carburar e muito perto do intervalo, Capdevila poderia ter aumentado a vantagem após ter recebido um passe (mais outro) de Saviola (44´).

 

Rodrigo trouxe a tranquilidade

A segunda metade começou com um Marítimo mais afoito acabando por materializar em golo aos 52´ por Sami. Os “encarnados” não sentiram o golo e foram, desde logo, em busca do tento da tranquilidade.

 

Aos 63 minutos, Aimar combinou bem com Cardozo e o argentino a rematar muito perto da baliza insular. Não foi aí, foi um minuto depois. O técnico Jorge Jesus operou uma dupla substituição e Rodrigo (um dos recém-entrados) marcou o 3-1 trinta segundos depois de estar em campo, após magistral assistência de Nolito.

 

Era a equipa da casa quem mais procurava alvejar a baliza e aos 69´, o brasileiro Bruno César foi brindado com o seu golo na partida após mais um excelente passe de um Nolito endiabrado.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze: Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão, Garay, Capdevila; Matic, Bruno César, Aimar (Javi García, 63´), Nolito; Saviola (Rodrigo, 63´) e Cardozo (75´).

Texto: Marco Rebelo