Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

E a Besta a dar-lhe...

17.02.12, Benfica 73

Bruno Alves está confiante nas possibilidades do Zenit de São Petersburgo em seguir em frente na Champions, depois da vitória sobre Benfica (3-2(, na primeira mão dos oitavos de final da prova, na quarta-feira, na Rússia.

O defesa-central, que ontem esteve no Dragão a ver o FC Porto-Man. City, é porta-voz do otimismo do campeão russo para a segunda mão da eliminatória com o Benfica, que se joga a 6 de Março, na Luz. «No primeiro jogo demonstrámos que estávamos bem preparados para defrontar o Benfica e conseguimos um resultado muito bom. Foi um jogo intenso e emocionante. Nenhuma das equipas se remeteu à defesa, por isso os adeptos viram cinco golos. Não foi uma vitória fácil para nós, mas o importante é que a conseguimos. Agora, temos duas semanas para nos prepararmos e jogarmos tão bem em Lisboa quanto o fizemos em São Petersburgo. Queremos ganhar novamente! Benfica e Zenit são duas equipas que praticam um futebol muito tecnicista e ofensivo. Quem for à Luz não se irá arrepender», disse o internacional português ao site do campeão russo.

Oportunidade para vincar não ter pretendido magoar Rodrigo, que se lesionou após uma carga do jogador português. «Não tive qualquer intencionalidade de o magoar ou maldade. Não o queria lesionar. Tentei jogar a bola. É óbvio que não quis, propositadamente, lesionar algum dos jogadores do Benfica só porque sou do Porto. Joguei exatamente da mesma maneira que o faria contra qualquer outra equipa», justificou-se o defesa luso, que lamenta a ausência de Aimar (suspenso) no jogo da Luz.

«É um infortúnio para o Benfica. É um jogador magnífico e uma referência importante do ataque do Benfica. Mas tenho a certeza de que vão encontrar alguém para o substituir e que não teremos tarefa fácil na segunda mão, em especial por o Benfica jogar em casa. Mas não temos medo de ir lá jogar! O Zenit tem classe suficiente para jogar aberto em qualquer estádio e perante qualquer adversário», concluiu Bruno Alves.

Fonte: A Bola