Agosto 23 2010

Nas primeiras jornadas, o Benfica está longe de mostrar os indicadores positivos revelados no início da temporada passada. É certo que os campeões nacionais começaram o último campeonato com um empate caseiro, frente ao Marítimo, num desafio que trouxe à ribalta a expressão autocarro à frente da baliza. Mas em 2010/11, diante de Académica e Nacional, a equipa nunca conseguiu repetir o claro domínio que exerceu na maioria dos jogos da época transata, e evidencia claros sinais de nervosismo que não são normais. Um indicador claro desta realidade é o número de cartões amarelos exibidos que duplicaram, se compararmos as duas primeiras rondas no ano passado.

No mesmo número de partidas, a amostragem de amarelos dobrou sendo notória a intranquilidade que os futebolistas demonstram quando se encontram em desvantagem no marcador. Anteontem, com o Nacional, o conjunto lisboeta só tinha sido admoestado em duas ocasiões até ao primeiro golo dos madeirenses. Após o lance de Luís Alberto vislumbrou-se um descontrolo emocional provocado pela ansiedade, que levou o árbitro Pedro Proença a mostrar a cartolina amarela em mais quatro ocasiões. Este cenário já se havia verificado frente à Académica, quando o golo de Miguel Fidalgo originou alguma rispidez entre os atletas. Na altura, David Luiz. César Peixoto, Ruben Amorim, Aimar e Carlos Martins não se livraram da penalização num confronto que também ficou marcado pela expulsão de Addy.

Jesus reconheceu, no final do encontro com os insulares, que a sua formação acabou por ser traída pela necessidade de vencer. A situação não é nova, pois na estreia do Benfica em 2009/10, contra o Marítimo, os encarnados também foram visados pela equipa de arbitragem em quatro ocasiões, quando procuravam reagir à desvantagem no marcador. Na semana seguinte, em Guimarães, o número de cartões desceu para metade, num confronto que os lisboetas nunca estiveram a perder e venceram nos instantes finais. Convém registar que, na última época, ficou determinado que só o capitão poderia discutir as decisões do árbitro, algo que não tem acontecido até ao momento.

Na Choupana também foi possível assistir a alguns desentendimentos no seio do conjunto. David Luiz, após o primeiro golo, não deixou de trocar algumas palavras mais quentes com Roberto e episódios semelhantes a este repetiram-se até ao apito final.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 12:20

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

BENFICA 73
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...