Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

«O Benfica pode ser um protagonista desta Liga dos Campeões» - Nélson

21.11.11, Benfica 73

O lateral Nélson foi o último jogador a marcar pelo Benfica em Old Trafford, em Dezembro de 2006. Os encarnados saíram derrotados, mas o actual jogador do Bétis não esquece o momento.

«Foi o melhor golo da minha carreira. Um grande golo, um grande pontapé. Infelizmente perdemos o jogo, mas foi um dos grandes momentos da minha carreira. Ainda hoje, por vezes, revejo mentalmente esse lance. Gostaria que tivesse ajudado o meu clube do coração a vencer mas a reacção deles foi muito forte», lembrou Nélson, através da sua assessoria de comunicação e imagem.

O lateral, desta vez, vai ficar a torcer através da televisão, acreditando que o Benfica pode fechar já a qualificação para os oitavos-de-final. Aliás, para Nélson, «o Benfica está agora mais forte do que estava na altura em que marcou em Manchester. 

«Tem uma grande equipa, jogadores muito talentosos, como Gaitán e Rodrigo. É uma equipa que está preparada para vencer o Manchester United e que pode ser protagonista da Liga dos Campeões, esta época. Tem um guarda-redes muito bom, muito sereno, eu sou defesa, sei bem a tranquilidade que um guarda-redes como o Artur Moraes dá aos seus companheiros. E, claro, os jogadores que estão à sua frente, como Luisão e Garay, formam uma dupla muito segura e competente. Toda a equipa é boa, tem classe, como Aimar, um jogador com o qual gostaria de ter jogado. É daqueles jogadores que apetece ficar a olhar, vendo-o jogar. Acredito que o Benfica pode vencer o Manchester United, mas, claro, toda a gente naquele clube está ciente de que vai ser o jogo mais difícil, até ao momento, desta época. O Manchester tem um ataque muito forte, tem uma equipa que está a crescer, mas sinceramente, acho este Benfica mais forte do que no meu tempo e o Manchester não estará tão completo como estava quando o defrontei», considerou.

Fonte: A Bola