Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

O exemplo da Selecção

18.11.11, Benfica 73

PAULO BENTO foi o principal vencedor no apuramento Nacional para o Euro 2012. Primeiro, porque herdou uma situação paredes meias com o descalabro, e, depois, porque nunca cedeu ao nacional porreirismo reinante. Implacável com a mentira e a indisciplina, exige rigor e solidariedade. É competente e foi valente. Se não o quiserem a seleccionador seria bom como governante.

Discordo, como qualquer treinador de bancada, de várias escolhas e até de alguns esquecimentos das suas convocatórias, mas confesso que lhe admiro a determinação e o carácter.

Ronaldo é fantástico, há ainda três ou quatro jogadores muito bons, mas não temos uma Selecção repleta da qualidade individual que muitos outros países têm.

Em compensação tivemos uma Selecção, na passada terça-feira, verdadeiramente unida e motivada, verdadeiramente nacional.

Sendo assim, ficam ainda mais sublinhados os méritos de Paulo Bento. Exige como treinador o mesmo que dava como jogador, ou seja, tudo.

É isso que quem entrar hoje na Figueira com a camisola do Benfica tem que fazer, dar tudo, jogar no limite.

Vejo que há vários titulares não convocados, mas desejo que hoje não seja o jogo que antecede Old Trafford mas sim um dos que antecede o Jamor. Não me esqueço que Varzim e Gondomar são, nos últimos 30 anos, duas das mais difíceis derrotas de digerir, julgo mesmo que ainda não estou completamente refeito desses resultados tão antigos.

Por essa razão e porque ganhar a Taça de Portugal é prioridade hoje vou à Figueira da foz para ganhar o jogo.

Terça-feira, em Manchester, só exijo um bom jogo. Com os romenos, em casa, o último jogo deverá ser suficiente para carimbar o passaporte para os oitavos-de-final, mas se puder ser mais cedo… óptimo.

O Benfica gosta de realizar proezas em terras de Sua Majestade, e os adeptos agradecem.

Autor: Sílvio Cervan

Fonte: A Bola