Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

«Para este prémio não dependi dos votos de ninguém» - Cristiano Ronaldo (com fotos)

04.11.11, Benfica 73
Cristiano Ronaldo diz que receber a Bota de Ouro pela segunda vez constitui «um momento muito importante» na sua carreira. Internacional português, que fez questão de iniciar o discurso na língua de Camões, destaca o facto de a distinção não resultar de uma votação, ao contrário do que sucede com a Bola de Ouro.
«É um orgulho estar sentado com estas lendas vivas do futebol, é um prazer enorme ter ganho a Bota de Ouro pelo segundo ano consecutivo. Quero desfrutar deste momento, pois não sei se algum dia irei receber a terceira Bota de Ouro. Não penso nisso. É um momento muito importante na minha carreira. Dedico este troféu aos adeptos do Real Madrid, aos meus companheiros, família e todas as pessoas que gostam de mim e fazem parte do meu êxito», disse Cristiano Ronaldo, ladeado na conferência de Imprensa por Eusébio e Alfredo Di Stéfano.
«Os prémios individuais só se ganham quando se vence algo colectivamente. Gostaria de ganhar títulos pelo Real Madrid, trocava já esta Bota de Ouro pela Liga dos Campeões ou pelo campeonato», afiançou, congratulando-se com «o bom momento» da equipa merengue. «Tenho muita confiança que vai ser um ano à Real Madrid», vaticinou.
Questionado se pensa superar o registo de 40 golos que lhe valeu a conquista da segunda Bota de Ouro da carreira, Ronaldo foi peremptório: «Não penso a nível individual nem em bater recordes. O que quero é ganhar pelo Real Madrid. Pela história que tem, este clube não pode ficar tantos anos sem conquistar algo importante».
Ainda assim, CR7 não escondeu o desejo de figurar «entre os míticos jogadores da história do futebol».
Indirecta a Messi
A rivalidade com Lionel Messi fomentada pela Imprensa internacional não foi esquecida.
«Quando se compete com os melhores é que se vê quem é o melhor. Gosto de competir não só com Leo, como com todos os grandes jogadores que actuam na Europa», respondeu Cristiano Ronaldo, sublinhando, porém, que prefere «competir a nível colectivo».
Não obstante, o português deixou uma indirecta ao internacional argentino do Barcelona, com quem volta a rivalizar pela conquista da Bola de Ouro: «Para este prémio não dependi dos votos de ninguém».
Amado por uns e odiado por outros, Cristiano Ronaldo mostra-se despreocupado por não ser uma figura consensual no desporto-rei. «Se Deus não agradou a toda a gente, sou eu que vou agradar?», interrogou.
Mourinho também seleccionador?
A possibilidade de José Mourinho assumir o cargo de seleccionador nacional foi cenário equacionado no passado que não se concretizou. No presente, Cristiano Ronaldo prefere ter o treinador exclusivamente no Real Madrid.
«José Mourinho está perfeito no Real Madrid. Oxalá possa ficar connosco por muitos anos», desejou, mostrando-se optimista no apuramento da equipa das quinas para a fase final do Euro-2012: «Procuramos há algum tempo vencer algo pela Selecção. Estou confiante. Portugal tem uma grande equipa e deve pensar que pode ganhar algo. Estou confiante que vamos estar no Europeu».
Atento à realidade que o rodeia, Cristiano Ronaldo espera contribuir de alguma forma para melhorar a auto-estima dos portugueses.
«Tento deixar as pessoas mais felizes fazendo o que sei fazer melhor. Nada se consegue sem muito trabalho e é isso que procuro fazer na minha carreira», notou.
Queiroz suscita... indiferença
Carlos Queiroz vai votar em Lionel Messi para melhor jogador do Mundo de 2011. Cristiano Ronaldo mostra-se indiferente às escolhas do antigo seleccionador nacional.
«Grande nomeação! Não me diz respeito. Tenho que lidar com todas as opiniões, sejam controversas ou não. Estou concentrado na minha vida e carreira, o que os outros opinam passa-me ao lado», atirou.
A importância de Ferguson
Quis o destino que Cristiano Ronaldo recebesse a sua segunda Bota de Ouro no dia em que SirAlex Ferguson assinala 25 anos de carreira.
CR7 não esquece o escocês que o levou para o Manchester United quando tinha apenas 18 anos.
«É uma pessoa muito importante na minha carreira. Faz parte do meu sucesso, estou-lhe grato por tudo o que me ajudou a crescer, como jogador e como pessoa», destacou.
«Quero felicitá-lo pelos seus 25 anos de carreira, ele merece. É um grande treinador e uma grande pessoa, desejo-lhe grandes êxitos. Está no lote das pessoas mais importantes da minha carreira», salientou.
Fonte: A Bola
Eusébio com CR7 na cerimónia de atribuição da Bota de Ouro
Di Stéfano, simbolo do Real Madrid, não podia faltar
Ronaldo concentrou o Mundo em Madrid
Florentino Pérez, ao centro, levou CR7 para o Santiago Bernabéu

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.