Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Vieira recusou proposta de 7,5 milhões por Rui Vitória

23.05.16, Benfica 73

Luís Filipe Vieira recusou uma oferta de um clube chinês por Rui Vitória, no valor de 7,5 milhões de euros. O presidente do clube da Luz foi à China tratar das transferências de Anderson Talisca e de Jonas, e da expansão da marca Benfica, quando foi confrontado com esta proposta.

Conforme escreve a edição desta segunda-feira do jornal A Bola, a capacidade do técnico conduzir os ‘encarnados’ à conquista do tricampeonato, a campanha na Liga dos Campeões e a aposta nos jovens, não deixou o clube chinês indiferente. No entanto, o emblema da China que tentou contratar Rui Vitória não foi divulgado.

O cenário da saída de Rui Vitória não se coloca, uma vez que Luís Filipe Vieira vê o técnico como o homem ideal para dar continuidade ao projeto do emblema encarnado, que implica continuar na senda de vitórias, apostando na juventude proveniente do Seixal.

Rui Vitória tem contrato até 2018 e aufere por ano cerca de 900 mil euros brutos.

Fonte: Noticias ao Minuto

SL Benfica – Marítimo, 6-2 - Rescaldo, Fotos, Ficha de Jogo e Resumo com Relato

21.05.16, Benfica 73

capture-20160521-100022.png

Aí está mais um Troféu para o Museu Benfica Cosme Damião.

Têm sido dias de intensidade, com as competições 2015/16 a atingirem o seu culminar. Conquistado o 35.º título de Campeão Nacional, o Tricampeonato, findos os festejos – e que festejos! – o Sport Lisboa e Benfica centrou atenções na última final da época.

Estádio Cidade de Coimbra lotado – perto de 29 mil espectadores! - para receber o Glorioso, com a “maré vermelha” a inundar a Briosa num apoio incansável… arrepiante!

Pela frente o Marítimo, no reeditar da final da Taça CTT da temporada transata… um ano volvido e escreveu-se a mesma História!

Mas o início do desafio trouxe surpresas! É que foram mesmo os insulares a começarem melhor, com Ederson - em dois minutos - a negar o golo em duas ocasiões flagrantes. Primeiro Edgar Costa, depois Fransérgio viram o jovem brasileiro a dizer não!

O SL Benfica aguentou a pressão e na primeira oportunidade que dispôs marcou. Lance do coletivo, um par de ressaltos e o “matador de serviço”, Jonas (10’) a colocar as águias em vantagem.

Sete minutos volvidos e novo golo! Lançamento de linha lateral, grande trabalho individual de Pizzi a ir à linha cruzar, com Mitroglou – oportuno – a encostar para o 2-0.

Eficácia total, pragmatismo e inteligência, com o guardião Haghighi sem hipóteses nos dois tentos.

Partida intensa, com o Marítimo a acreditar e Ederson a dizer não! Aos 33’ Gaitán tirou as medidas à baliza insular para cinco minutos depois oferecer o terceiro a Mitroglou.

Processos simples, eficazes, Grimaldo descobre Gaitán, com o argentino a servir o grego que, vindo de trás, remata sem hipótese para o 3-0.

Ainda antes do intervalo, e depois de Haghighi ter negado o quarto a Gaitán, o Marítimo reduziu para o 3-1, com golo de João Diogo.

Reinício à semelhança do apito inicial! Mais Marítimo, com o ferro (54’) e depois Ederson (55’) a negar o golo a Djoussé.

Numa final emocionante, com as duas equipas na procura incessante do golo, não houve tática que resistisse e, em largos momentos, o jogo “partiu” por completo.

As oportunidades sucederam-se em ambas as balizas e, aos 75’, magia de Gaitán, com Jonas a oferecer o quarto ao argentino.

Antes do apito final, 4-2, com Fransérgio a converter uma grande penalidade assinalada por Fábio Veríssimo... Jardel, em cima dos 90' faz o 5-2 e Raúl, também de penálti, sentencia a partida num 6-2 final.

Triunfo, justo, para os “encarnados”, perante um Marítimo que – com a sua postura - valorizou ainda mais esta vitória.

Termina, assim, “em beleza”, como pediu Rui Vitória, a temporada do Sport Lisboa e Benfica. Grande campanha na Liga dos Campeões, conquista do 35.º título nacional - o Tricampeonato 39 anos volvidos - e a 7.ª Taça CTT em nove edições do troféu.

O SL Benfica alinhou de início com o seguinte onze: Ederson; André Almeida, Luisão, Jardel e Grimaldo; Samaris, Gaitán (78’, Gonçalo Guedes), Pizzi, e Renato Sanches; Mitroglou (67’, Talisca) e Jonas (86’, Raúl).

Fonte: SLB

Fotos Aqui

Ficha de Jogo Aqui

A final que dará a possibilidade a Jonas de 'ser' Cardozo

20.05.16, Benfica 73

Jonas deverá ser titular na final da Taça da Liga, agendada para esta sexta-feira, algo que acontecerá pela primeira vez na presente edição da prova. E, depois de ter juntado o título de campeão com o de melhor marcador do campeonato, algo que nunca havia conseguido, poderá agora arrecadar o de maior goleador dos ‘encarnados’ na história da Taça da Liga.

Isto porque Jonas soma seis golos marcados na competição, estando apenas atrás de Óscar Cardozo, que somou mais um em 18 jogos e seis temporadas na Luz. O avançado de 32 anos precisa de fazer balançar as redes pelo menos uma vez para igualar o paraguaio e duas se quiser escrever o nome na história da Taça da Liga.

Neste registo, importa salientar que Jonas fez seis tentos em oito partidas, tendo sido titular apenas na meia-final, diante do Sp. Braga, onde marcou um tento.

Este cenário ainda sorri mais para Jonas, se tivermos em conta que o Marítimo, o outro finalista na Taça da Liga, é uma das principais ‘vítimas’ do dianteiro, contando uma mão cheia de tentos em cinco jogos.

Além disso, há um ano, Jonas também marcou um dos golos que deram o triunfo (2-1) benfiquista na final da Taça da Liga. Para já, Jonas é um dos cinco artilheiros a atingir a marca dos cinco golos numa só edição da prova.

Fonte: Noticias ao Minuto

Após expulsão, Renato explica o que sentiu e como foi ajudado

19.05.16, Benfica 73

Renato Sanches nem consegue descrever a alegria sentida nos últimos dias mas na reta final da Liga NOS viveu um momento particularmente "duro" como revela esta quinta-feira em entrevista à 'Sábado': a expulsão no jogo com o Marítimo.

"Foi muito duro, passaram-me várias coisas pela cabeça, a principal é que tinha aumentado a responsabilidade dos meus colegas, que com um jogador a menos tinham de ganhar aquele jogo, desse por onde desse. Confesso que foi um dos momentos mais difíceis que vivi esta épopa. Ver de fora o esforço da equipa, sem poder ajudar e com o peso de ter criado uma dificuldade adicional ao grupo foi duro, mas felizmente que a equipa reagiu como reagiu  e ganhou o jogo. No fim, senti o conforto e apoio de todos os meus colegas, do treinador e até do próprio presidente. Foram as palavras deles que me puxaram para cima", conta o médio do Benfica.

Fonte: Record

Negócios da China?

19.05.16, Benfica 73

Jonas e Talisca, dois dos principais responsáveis pela conquista do título – o primeiro, com 32 golos, foi o melhor marcador do campeonato, e o segundo, uma espécie de ‘arma secreta’ de Rui Vitória – podem ter feito a última temporada com a camisola do Benfica.

O jornal Record avança que Luís Filipe Vieira está na China, onde terá várias reuniões com empresários, entre os quais Jorge Mendes, para realizar um importante encaixe financeiro com os dois brasileiros.

O presidente do Benfica pretende receber, por Jonas e Talisca, um total de 50 milhões de euros, o que, somado ao valor já garantido por Renato Sanches – pelo menos 35 milhões de euros – totalizará uma faturação de 85 milhões de euros.

As saídas prometem, no entanto, não ficar por aqui, uma vez que o objetivo de Luís Filipe Vieira passa por alcançar os 120 milhões de euros em vendas no decorrer do mercado de transferências.

Esta, recorde-se, não é a primeira vez que Jonas e Talisca são associados a emblemas chineses, tendo o Benfica já recebido propostas asiáticas em janeiro.

Fonte: Noticias ao Minuto