Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

«Perdemos um jogo, ganhámos uma nova alma»

17.09.14, Benfica 73
Numa mensagem publicada no site oficial do Benfica, o presidente do clube enaltece o esforço dos jogadores e o apoio dos adeptos à equipa no encontro de terça-feira com o Zenit, para a Liga dos Campeões. Apesar da derrota (0-2), Luís Filipe Vieira diz que viveu os instantes finais como um título que o clube acabara de conquistar.

Eis a mensagem do presidente do Sport Lisboa e Benfica:
«Há momentos que nos marcam por serem tão genuínos e tão intensos que ficaremos agarrados a essa memória por muitos anos que passem. A manifestação de benfiquismo que se viveu ontem no Estádio da Luz foi impressionante pela dimensão que assumiu.

Os que estiveram em campo honraram a camisola, os sócios e adeptos engrandeceram o Clube num momento único que não deixou ninguém indiferente, dentro ou fora do Estádio. Manifestações como as de ontem transformam tudo, dão-nos a dimensão de quem verdadeiramente somos.

A gratidão é um dever quando temos a felicidade de viver um momento como o de ontem. 
Podemos falhar e de certeza que vamos falhar. Podemos perder e em alguns momentos vai acontecer, mas o que nunca nos pode faltar é entrega, empenho, determinação e isso nunca faltou aos nossos jogadores dentro de campo. Perdemos um jogo, ganhámos uma nova vida e uma nova alma.

Vivi cada um daqueles minutos finais como se de um título se tratasse. São momentos como este que me fazem sentir um tremendo orgulho por liderar este Clube.

Obrigado a todos e a cada um dos sócios e adeptos que ontem estiveram no Estádio e que mostraram ao mundo de que fibra é feita o Sport Lisboa e Benfica.»
Luís Filipe Vieira 
Fonte: A Bola

«O Benfica perdeu muitos jogadores importantes»

17.09.14, Benfica 73
O médio espanhol do Zenit falou do regresso à Luz, onde conseguiu uma vitória (2-0) na primeira jornada do Grupo C da Liga dos Campeões.
«O Benfica perdeu muitos jogadores importantes e é normal que ainda procure acertar-se. Mas tenho a certeza que a equipa vai conseguir voltar ao seu melhor e a exibir-se em grande nível. Esta noite o Artur foi expulso, o que logo condicionou a estratégia. Nós vamos daqui felizes e confiantes de que faremos uma boa Champions», disse Javi García.
Fonte: A Bola

Garay sobre a transferência para o Zenit: «Foi o preço que saiu»

17.09.14, Benfica 73
Muito deu que falar o valor da transferência de Garay do Benfica para o Zenit. Porém, o defesa argentino diz que tudo foi tratado entre os clubes.
«Tanto o Zenit como o Benfica estiveram bem no negócio. Foi o preço que saiu», disse Garay, afastando qualquer polémica por o valor da transferência (6 milhões de euros) ter sido considerado baixo.
Sobre o reencontro com o Benfica: «Sabíamos que ia ser um jogo difícil, porque o Benfica tem jogadores muito bons, mas conseguimos a vitória, que era o que queríamos.»
Fonte: A Bola

«Não quis festejar o golo»

17.09.14, Benfica 73
O médio belga Axel Witsel regressou à Luz e fez um dos golos que valeu a vitória do Zenit sobre o Benfica. No final, assumiu que não quis festejar.
«Não quis festejar, joguei aqui um ano e tenho respeito pelo Benfica», disse o jogador, ainda assim satisfeito por poder contribuir para a vitória da equipa que representa:
«Jogámos bem e trocámos bem a bola. Ficou mais fácil quando o Artur foi expulso.»
Fonte: A Bola

«A derrota não nos retira ambição»

17.09.14, Benfica 73
O treinador do Benfica considerou que a sua equipa cometeu erros pouco habituais diante do Zenit, mas garante que a derrota não retira ambição.
«Não é normal a equipa do Benfica perder-se em alguns pormenores táticos. Tivemos 20 minutos muito deficientes e o Zenit acabou por aproveitar duas perdas de bola nossas para marcar», referiu Jorge Jesus na fhash interview.

Hulk foi figura em destaque no Zenit: «O Hulk é um grande jogador, as suas movimentações fazem sempre a diferença. O Samaris andou um pouco perdido no jogo e tivemos alguma dificuldade em parar o corredor central do Zenit, que fez com que sofrêssemos os dois golos. O primeiro golo? Conhecemos o Hulk e trabalhámos durante a semana para esse momento de jogo, mas no jogo não conseguimos fazer o que queríamos».

A primeira parte foi mesmo para esquecer para Jorge Jesus, que considerou que a sua equipa jogou melhor com 10 jogadores: «Se marcássemos o 2-1 entrávamos no jogo, mas esta derrota não nos retira ambições. Temos todas as condições para ir à Rússia vencer o Zenit, o Mónaco também ganhou ao Leverkusen, mas acredito que este grupo vai estar muito equilibrado até à última jornada».

O treinador deixou ainda palavras de agradecimento aos adeptos: «É a minha sexta época no clube e nunca vi nada assim. A perder por 0-2 perceberam a dificuldade que tivemos por estarmos com menos um jogador e que demos tudo para poder entrar em jogo. Agradeço-lhes do fundo do coração e serão muito importantes para os próximos jogos».
Fonte: A Bola