Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

«Vamos responder com o nosso maior valor»

23.04.14, Benfica 73
Conhecedor do futebol italiano, onde esteve durante dois anos (Siena, Cesena e Roma), o guarda-redes Artur falou ao jornal «Gazzetta dello Sport» sobre o jogo com a Juventus, das meias-finais da Liga Europa.

«Vamos dar tudo. A Juventus é uma equipa muito forte, com jogadores importantes, experientes. Mas vamos responder com o nosso maior valor: o coletivo», referiu Artur.

O primeiro encontro com a Juventus, marcado para esta quinta-feira, é o primeiro após a celebração pela conquista do título nacional. «Para mim foi a realização de um sonho, pois perseguia isto desde que vim para Portugal», referiu.
Fonte: A Bola

Gaitán acelera para a Juventus

23.04.14, Benfica 73
Nico Gaitán integrou sem aparentes limitações o treino desta manhã do plantel do Benfica, deixando perceber que poderá estar apto para o jogo desta quinta-feira com a Juventus, referente à primeira mão das meias-finais da Liga Europa.

O jogador acusou problemas físicos no jogo com o Olhanense, no passado domingo, mas esta manhã surgiu integrado no grupo de trabalho, pelo menos no quarto de hora inicial em que foi permitida a presença dos jornalistas.

Em sentido inverso, Fejsa apresentou-se de sapatilhas, limitando-se a efetuar corrida, deixando antever que ainda não estará totalmente refeito da lesão que o afastou dos últimos três jogos dos encarnados.

Ausentes estiveram os lesionados Sílvio e Salvio, enquanto João Cancelo, Gianni Rodríguez, Lidelof, Rúben Pinto e João Teixeira, da equipa B, estiveram às ordens de Jorge Jesus.
Pelas 18.30 horas, o treinador e um jogador estarão na sala de Imprensa do Estádio da Luz para a antevisão ao encontro.
Fonte: A Bola

«O alívio foi enorme»

23.04.14, Benfica 73
O médio argentino do Benfica admite que a conquista do título abateu toda a pressão que existia em relação ao que aconteceu na época passada.

«O alívio foi enorme por tudo o que vivemos. Já não falo do passado, há que olhar em frente. Ser campeão pelo Benfica e ficar na história de um grande clube da Europa é muito importante para todos os que compõem o plantel», disse em declarações ao jornal Ovacion, antes de desvendar o segredo para o sucesso da equipa esta temporada:

«O segredo é a mentalidade da equipa, que pensa jogo a jogo. O Benfica tem um grupo de pessoas que rumam para o mesmo lado. E com trabalho e humildade, conseguimos o nosso objetivo este ano. Todos são responsáveis, o título é de todos: corpo técnico, jogadores, presidente, equipa médica...»

As comemorações surpreenderam: «Toda a Lisboa estava em festa. Era impressionante ver tanta gente festejar.» E estenderam-se além-fronteiras: «A minha família que está em Mendoza (Argentina) festejou muito. O meu lançou alguns foguetes, está um pouco louco.»

Alcançado o primeiro objetivo da época, é hora de pensar nas restantes frentes. Segue-se o duelo com a Juventus para a Liga Europa: «A Juventus é uma grande equipa, tem grandes jogadores mas sabemos o que podemos fazer e confinamos na nossa equipa.»

A fechar, uma palavra sobre o compatriota Salvio, que voltou a lesionar-se no embate com o Olhanense e não voltará a jogar mais esta temporada: «Infelizmente, voltou a lesionar-se mas é forte, um grande profissional e vai recuperar rápido e regressar aos relvados.»
Fonte: A Bola

Luisão partilha «foto especial»

23.04.14, Benfica 73
Nem só de jogadores, treinadores e dirigentes se fez o 33.º título de campeão nacional do Benfica.
Há onze anos de águia ao peito, Luisão não se esqueceu de quem leva já cinco décadas de dedicação ao clube.
«Eu e meu amigo Zé Luis, nosso roupeiro. Esta foto é especial para mim! Ele só tem 50 anos vivendo a mística do Benfica», escreveu no Twitter o capitão dos encarnados, a acompanhar a imagem reproduzida em cima.
Fonte: A Bola

«Não caímos na tentação suicida de mudar tudo»

23.04.14, Benfica 73
Luís Filipe Vieira atribui a conquista do 33.º título de campeão nacional do historial do Benfica à estabilidade conferida a um grupo de trabalho diminuído psicologicamente com a reta final da temporada passada.

Reunido com deputados benfiquistas no Camarote Presidencial do Estádio da Luz, o líder encarnado mostrou-se confiante na repetição dos festejos do passado domingo, os quais demonstraram que o clube «ultrapassa largamente as fronteiras de Portugal».

«(...) Começámos a reescrever a história do ano passado, na próxima quinta-feira temos de continuar a fazê-lo. Não temos de ter medo de falhar, mas temos de ter a ambição de estar ao nível da nossa história, e estes jogadores e esta equipa técnica estão ao nível da nossa história», afirmou.

«Todos tiveram oportunidade de ver as manifestações do passado domingo, e é fácil perceber que o Benfica está para lá do País, tem uma dimensão global. O Benfica ultrapassa largamente as fronteiras de Portugal. É uma marca, uma referência, é uma bandeira de um País a precisar de razões para celebrar, e o Benfica foi tudo isso no domingo», realçou Luís Filipe Vieira, frisando:

«Este não foi ganho contra ninguém, não foi festejado contra ninguém. É um título de todos aqueles que gostam de Futebol. Nada mais do que isso».

Luís Filipe Vieira deixou um recado a todos quantos colocaram em causa o trabalho que está a ser desenvolvido pela atual Direção.

«Tenho orgulho de tudo o que fizemos e de tudo o que não deixámos fazer. Não caímos na tentação suicida de mudar tudo, de colocar tudo em causa. Tivemos a capacidade de mudar apenas aquilo que era necessário mudar e manter tudo o resto. E é por causa disso que estamos hoje onde estamos», argumentou o presidente dos encarnados, defendendo que «este título é para todos aqueles que sempre acreditaram no trabalho desenvolvido dentro do Benfica, mas é sobretudo uma grande lição para aqueles que só aparecem nas horas más e nunca para ajudar a construir».

«Depois do que sucedeu no final da época passada sempre acreditei que apesar do que tinha sucedido, este era o caminho, e que o futuro nos iria compensar por tudo o que nos tirou. E a verdade é que hoje celebramos mais um título, porque tivemos o mérito de não desistir e porque quando caímos tivemos a capacidade de nos voltar a levantar e isso tornou-nos mais fortes», salientou.
Fonte: A Bola

Bilhetes para a receção ao Benfica esgotam em poucas horas

23.04.14, Benfica 73

Lotação esgotada. Os bilhetes para o jogo da segunda “mão” das meias-finais da Liga Europa entre Juventus e Benfica, em Turim, esgotaram poucas horas depois de terem sido colocados à venda.

Numa nota publicada no site oficial, o clube italiano confirmou que o Estádio da Juventus, com capacidade para 41.250 espetadores, estará cheio para a receção ao Benfica, no dia 1 de maio, naquele que será o derradeiro teste para a final da competição, 14 dias depois.

A primeira “mão” está agendada para esta quinta-feira (20.05 horas), no Estádio da Luz.

Fonte: A Bola

«Benfica-Juventus é a final que todos queriam»

23.04.14, Benfica 73

Ciro Ferrara, antigo internacional italiano que jogou grande parte da sua carreira na Juventus, acredita que a Vecchia Signora pode levar de vencida o Benfica na Liga Europa e diz que esta é uma autêntica final antecipada.
«Antonio Conte [treinador da Juventus] falou na quinta-feira do Benfica como uma das mais fortes equipas na prova. A Juventus tem meios para seguir em frente, mas será uma eliminatória difícil, da qual sairá a equipa mais forte. Esta é a final que todos queriam», afirmou o italiano, aos microfones da Sky Sport.

Fonte: A Bola