Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Azul e branco são as cores alternativas

27.03.14, Benfica 73

O vermelho é a cor mais tradicional nos equipamentos da Seleção Nacional mas, desta vez, a Nike apostou no azul e branco como as cores alternativas de Portugal no Mundial do Brasil. O branco predomina, mas o azul, sobretudo os calções, dá um toque completamente diferente e irreconhecível à equipa das quinas.

“O novo equipamento alternativo é impressionante, o branco tem muito estilo e mal posso esperar por o usar em campo”, revela o capitão Cristiano Ronaldo. “É a maior honra representar o país enquanto futebolista e vou utilizar o equipamento nacional com orgulho. Tenho a certeza que vai dar a toda a equipa confiança para jogar pela nossa nação”, adianta ainda o goleador.

Face às condições climatéricas que Portugal vai encontrar no Brasil – muito calor mas, sobretudo, a elevada humidade –, o novo equipamento está preparado para ajudar na performance dos jogadores ao regular a temperatura corporal ao longo do jogo. Com a malha “burnout” e aberturas de ventilação cortadas a laser – mesmo nos calções –, permite uma maior respirabilidade e fluxos de ar através da pele. “Ao gerir o suor e manter o corpo fresco por mais tempo, os jogadores sentem-se mais confortáveis, suam menos e jogam melhor”, garante Martin Lotti, diretor da marca norte-americana. É a tecnologia ao serviço dos craques portugueses na busca pelo sucesso nos relvados brasileiros.


INOVAÇÃO ATÉ NOS PORMENORES

O novo equipamento alternativo da Seleção Nacional destaca-se pelas cores mas também pelos pormenores, com realce para a gola com dois níveis, os pequenos bordos azuis na camisola branca e os punhos também azuis. Mas a cruz da Ordem de Cristo – tão tradicional da época gloriosa dos Descobrimentos – bem visível no interior da gola, junto ao pescoço, assume também relevância, tal como os anos (1914 e 2014) que acompanham o emblema, para assinalar o centenário da Federação Portuguesa de Futebol. E os nomes e os números, nas costas, também serão em tipos de letra antigos.

Queixa contra o Sporting entregue na Liga

27.03.14, Benfica 73

O FC Porto apresentou, esta quinta-feira, na Comissão de Instrução e Inquéritos (CII) da Liga de Clubes a participação disciplinar contra o Sporting e o seu presidente por tentativa de coação sobre a arbitragem de futebol, segundo comunicado do clube.

Conforme a nota, disponível na página oficial dos dragões na internet, a SAD portista entregou a documentação esta manhã na CII da Liga, alegando "visível e notória violência moral para constranger a atuação dos árbitros e outros agentes desportivos".


"A administração do FC Porto - Futebol, SAD aguardará tranquilamente o desenrolar do processo, sem quaisquer tipo de comentários, recusando alinhar ou pactuar com a inaceitável coação que tem sido exercida sobre as equipas de arbitragem e órgãos jurisdicionais por parte do Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD", concluiu o comunicado.


No passado dia 18, após a derrota em Alvalade, por 1-0, o FC Porto anunciou a intenção hoje materializada, argumentando com um artigo do Regulamento Disciplinar sobre coação, que prevê a derrota dos "leões" caso se provem os factos reclamados.


 A SAD portista justificou esta posição, na altura, com "a campanha de condicionamento da arbitragem, com o anúncio da interposição de ações judiciais aos árbitros desta época e da anterior, extensível aos membros dos órgãos jurisdicionais do Conselho de Disciplina e do Conselho de Justiça".

Fonte: Record

Benfica-Rio Ave encerra 26.ª jornada

27.03.14, Benfica 73
A receção do Benfica ao Rio Ave, a contar para a 26.ª jornada do Campeonato Nacional, foi alterada para o dia 7 de abril, segunda-feira, anunciou a Liga.
O encontro entre águias e vilacondenses tem início marcado para as 20 horas e irá disputar-se quatro dias depois de o Benfica visitar o AZ Alkmaar, em jogo da primeira mão dos quartos de final da Liga Europa.
A outra equipa presente na Liga Europa, o FC Porto, que defronta o Sevilha, irá receber a Académica no dia 6 de abril, domingo, às 19,15 horas.
Numa ronda que irá abrir com a receção do Vitória de Guimarães ao Estoril (dia 4 de abril, 20 horas), o Sporting será o primeiro dos «grandes» a entrar em ação: o seu jogo em Paços de Ferreira está agendado para o dia 5 de abril, sábado, 20.15 horas.

Programa da 26.ª jornada:
- sexta-feira, 04 abr:
Vitória Guimarães - Estoril, 20:00 (SportTV)

- sábado, 05 abr:
Olhanense - Sporting de Braga, 18:00 (SportTV)
Paços de Ferreira - Sporting, 20:15 (SportTV)

- domingo, 06 abr:
Marítimo - Arouca, 16:00
Gil Vicente -- Belenenses, 16:00
Vitória de Setúbal -- Nacional, 17:00 (SportTV)
FC Porto -- Académica, 19:15 (SportTV)

- segunda-feira, 07 abr:
Benfica -- Rio Ave, 20:00 (Benfica TV)
Fonte: A Bola

«Acredito que podemos estar na final»

27.03.14, Benfica 73
O extremo argentino Eduardo Salvio está confiante que o Benfica vai suplantar o FC Porto e garantir a presença na final da Taça de Portugal, mesmo tendo em conta a derrota (0-1), na quarta-feira, no Dragão, frente ao FC Porto.
«Apesar da derrota, continuamos a acreditar que podemos estar na final. Está tudo em aberto para a segunda mão», escreveu Salvio na rede social «Facebook».
O FC Porto venceu o Benfica, por 1-0, golo de Jackson, de cabeça, mas o clube encarnado vai agora receber os dragões no Estádio da Luz, na partida da segunda mão.
Fonte: A Bola

Pinto da Costa abraçou Jesus

27.03.14, Benfica 73
O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, abraçou o treinador do Benfica, Jorge Jesus, antes da conferência de Imprensa do treinador encarnado.
Pinto da Costa estava perto da saída dos balneários quando viu Jorge Jesus e o abraçou, tendo-lhe dito algo que não possível apurar.
O presidente do FC Porto foi depois com Jorge Jesus até ao auditório José Maria Pedroto.
Fonte: A Bola

«Jogar no Dragão não é o mesmo que jogar na Luz»

27.03.14, Benfica 73

Para Jorge Jesus, o cenário - leia-se, o palco do jogo - foi a principal diferença que descortinou entre os embates com o FC Porto para o Campeonato, no Estádio da Luz, e para a Taça de Portugal, no Estádio do Dragão.
«Encontrei cenários diferentes, pois jogar no Dragão não é o mesmo que jogar na Luz e há sempre alguma influência. Encontrei um FC Porto decidido, como tinha encontrado no nosso estádio. Talvez com os jogadores do FC Porto sentindo que este jogo poderia ser o tudo ou nada, em termos de objetivos desportivos, e aí talvez tivessem uma atitude mais vincada, mas, sinceramente, não me pareceu», comentou.
«O FC Porto acabou por vencer por 1-0. Só há justos vencedores quando se ganha, não há vitórias morais», notou o treinador dos encarnados.

Fonte: A Bola

«Não íamos mudar o que temos feito sempre e bem»

27.03.14, Benfica 73
Jorge Jesus não se arrepende das alterações que promoveu no onze do Benfica para o jogo com o FC Porto, argumentando que não havia por que mudar a estratégia que tão bons resultados tem dado esta época.

«O Benfica apresentou a ideia de jogo que tem mostrado ao longo da época. Nada houve de novo. Não íamos mudar o que temos feito sempre e bem. Por isso é que o Benfica está na frente do Campeonato e nas decisões em todas as competições», observou o treinador dos encarnados, em conferência de Imprensa.

«O facto de terem jogado Cardozo e Rúben e não Lima e Enzo prende-se com o que temos feito e vamos continuar a fazer», reforçou, justificando a entrada de Lima para o lugar de Rodrigo e a manutenção de Cardozo no ataque:

«Preferi tirar Rodrigo e deixar Cardozo porque ele precisa de ter jogos e ritmo. Olhei para o presente e para o futuro, ou seja, olhei para este jogo e para o de Braga. Quis resguardar um pouco o Rodrigo e dar jogo ao Cardozo».
Fonte: A Bola

«Domingo há mais luta»

27.03.14, Benfica 73
Perdida a batalha no Dragão, Luisão está já de olhos postos no regresso do Benfica ao Campeonato, domingo, diante do SC Braga.
«Descansar que domingo há mais luta. Sempre com o apoio de cada benfiquista. Boa noite», escreveu o capitão dos encarnados, na sua conta no Twitter.
Fonte: A Bola

«Sabemos que não somos uma equipa imbatível»

27.03.14, Benfica 73
Jorge Jesus não vê motivos para preocupação pela derrota do Benfica no Estádio do Dragão, embora reconheça que o objetivo passava por dar continuidade à série de 27 jogos sem perder em todas as competições.

«O Benfica defrontou uma equipa de valor, o FC Porto é uma boa equipa. Na primeira parte entrou com um processo que fez com que alguns jogadores do Benfica não conseguissem ter tanta bola como é normal, sendo certo que também fiz algumas modificações. Na primeira parte o FC Porto foi melhor, na segunda houve um Benfica mais equilibrado», analisou Jorge Jesus, em declarações à Sport TV.

«Defrontaram-se duas grandes equipas. O FC Porto à procura do 2-0 e o Benfica do 1-1. Ambas tiveram oportunidades para o fazer. Foi um jogo muito competitivo. O FC Porto está em vantagem, vamos esperar pelo segundo jogo», acrescentou.

«Está tudo em aberto. O 1-0 dá-nos essa tranquilidade e esse pensamento, sabendo que é um resultado perigoso. O Benfica tem alguma experiência nas eliminatórias a dois jogos, mas é verdade que normalmente fazemos golos fora. O facto de hoje não termos marcado foi a única surpresa para mim», reconheceu o treinador dos encarnados.

A derrota no clássico interrompeu série de 27 jogos sem perder em todas as competições. O último desaire foi imposto pelo Olympiakos, a 5 de novembro do ano passado, na fase de grupos da Liga dos Campeões.

«Todos os jogos são importantes, nunca é bom perder. Sabemos que não somos uma equipa imbatível e que também podemos perder. Compreendemos quando perdemos contra grandes equipas, como aconteceu hoje, nunca competição importante como a Taça, mas o nosso grande objetivo é o Campeonato. As alterações que fiz foi a pensar no jogo de Braga», explicou.
Fonte: A Bola

«Está tudo em aberto»

27.03.14, Benfica 73
Após a derrota (0-1) no Dragão, o médio do Benfica lembrou que os encarnados têm o jogo em casa para virar a eliminatória e seguir em frente na Taça de Portugal.
«Foi um jogo equilibrado contra uma grande equipa, que jogou em casa, mas temos o jogo em casa para passar a eliminatória. Estamos em desvantagem mas agora vamos jogar em casa, temos muitos minutos. Está tudo em aberto e isso é importante», disse Rúben Amorim em declarações à Sport TV.
Fonte: A Bola

FC Porto – Benfica, 1-0 - Rescaldo, Fotos, Ficha de Jogo e Resumo (Vídeo)

27.03.14, Benfica 73

A quarta-feira europeia deu lugar à não menos importante quarta-feira de clássico a contar para a 1.ª mão das meias-finais da Taça de Portugal. No estádio do Dragão, o Sport Lisboa e Benfica perdeu por 1-0, mas deixa tudo em aberto para o jogo da 2.ª mão que terá lugar a 16 de Abril, no Estádio da Luz.

O Benfica entrou equilibrado e com uma disposição táctica inteligente no relvado, mas num lance de bola parada – pontapé de canto – a equipa da casa adiantou-se no marcador. Ricardo Quaresma colocou na área e Jackson Martínez cabeceou para o golo (5’). Os minutos seguintes foram de algum desnorte do Benfica, mas com o decorrer, o jogo assentou e a equipa conseguiu explanar o seu Futebol na Invicta.

 

Num jogo sem muitas e flagrantes oportunidades de golo, o Benfica (com menos posse de bola) foi acutilante e assertivo na hora de levar perigo à baliza de Fabiano. Aos 22 minutos, Rodrigo centrou e Maxi Pereira rematou. Reyes cortou o esférico quando este ia para a baliza. No lance do pontapé de canto viu-se a primeira aparição negativa do árbitro, Marco Ferreira, ao assinalar uma falta inexistente sobre Fabiano, na medida em que foi Mangala quem o derrubou.

Os primeiros 45 minutos foram bastante disputados a meio-campo, com o Benfica a tentar sair a jogar através das laterais, com Sulejmani a acabar por estar mais em jogo do que o seu companheiro, Salvio. Por sua vez, os “azuis-e-brancos” afunilavam mais o seu Futebol através do “tridente” do meio-campo que servia Jackson Martínez com passes a rasgar. Num destes passes, Varela apareceu isolado na cara de Artur aos 36’. O guardião fez uma excelente intervenção, mas destaca-se mais um momento negativo do juiz da partida, pois o lance é precedido de uma falta de Fernando que entrou de forma violenta sobre Fejsa.

 

Indiferente a esse facto, o Benfica preocupou-se em recuperar da desvantagem no marcador e aos 41 minutos,

Sílvio centrou e Rodrigo, de cabeça, atirou ao lado. Ao intervalo, o marcador registava 1-0 e na segunda parte a toada manteve-se morna, com ambas as equipas a correrem poucos riscos, pois ainda há jogo no Estádio da Luz.

O jogo foi ganhando algum movimento em ambas as áreas com as substituições, após os 60 minutos, com o Benfica a incidir bem nos flancos. Aos 76 minutos, Jackson Martínez rematou ao poste com Luisão a afastar. O Benfica respondeu três minutos depois num pontapé de canto marcado de forma rasteira para Ruben Amorim que proporcionou a defesa a Fabiano. O conjunto lisboeta estava mais perigoso e aos 82 minutos, Markovic, num lance de ressaca, tentou surpreender com um “chapéu” que saiu um tudo-nada ao lado.

O desaire sabe a injustiça pelo que as “águias” fizeram na segunda parte. O empate seria, no mínimo, o resultado que mais se ajustava.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com o seguinte onze: Artur; Maxi Pereira, Luisão, Garay, Sílvio; Fejsa, Ruben Amorim, Salvio (Markovic, 81’), Sulejmani (Gaitán, 65’); Rodrigo (Lima, 67’) e Cardozo.

Fonte: SLB

Fotos: http://desporto.sapo.pt/futebol/taca_de_portugal/fotos/fc-porto-benfica-taca-13-14/

Ficha de Jogo: http://www.abola.pt/jogodirecto/ficha.aspx?id=187506