Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

´Veto` implícito a quatro árbitros «benfiquistas assumidos»

06.02.14, Benfica 73
O Sporting teceu duras críticas ao trabalho do árbitro Duarte Gomes no final do encontro da Taça de Portugal, no qual a vitória, por 4-3, sorriu ao Benfica já no prolongamento.

Numa peça que estará na edição de hoje do jornal Sporting, os leões exortam para que a «verdade desportiva» impere no encontro de domingo. Bruno Paixão, Duarte Gomes, João Capela e Manuel Mota são considerados pelos leões, no mesmo artigo, «benfiquistas assumidos que prejudicam sempre os rivais».

Desta forma, infere-se um veto implícito a estes quatro árbitros. O Conselho de Arbitragem da FPF, liderado por Vítor Pereira, apenas amanhã deverá divulgar o nome do árbitro escolhido para o jogo grande desta 18.ª jornada da Liga.
No encontro da primeira volta, recorde-se, o árbitro escolhido foi Hugo Miguel, de Lisboa.
Fonte: A Bola

«Vejo o Benfica como o melhor clube português»

06.02.14, Benfica 73
Quim jogou seis épocas de águia ao peito e não hesita ao eleger o Benfica como «o melhor clube português».
- Quais são os momentos marcantes da sua carreira?
- Representar a Seleção foi naturalmente muito marcante e inesquecível, tal como ser campeão pela primeira vez no Benfica. Esses são o tipo de alegrias que serão sempre recordadas. No futebol há bons e maus momentos, bons jogos e maus jogos, é mesmo assim.
- Não guarda mágoa pela forma como se deram as saídas do Benfica e do Braga e também do esquecimento para a Seleção? 
- São situações que fazem parte da nossa profissão, no Braga e Benfica verificaram-se porque os contratos terminaram e os clubes não quiseram a renovação. Eu segui a minha vida, como sempre irei fazer, agora estou no Aves e o que me interessa é o presente. 
- Como descreve, então, as passagens por Braga e Benfica? 
- O Braga foi o clube onde cresci e aprendi quase tudo. No Benfica fui campeão duas vezes, é um clube fantástico que vejo como o melhor clube português.
Fonte: A Bola

Jorge Sousa não quer apitar Benfica

06.02.14, Benfica 73

O primeiro nome sonante para o dérbi já está escolhido. Jorge Sousa, árbitro portuense, foi nomeado pela comissão de arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol para o jogo grande da jornada 18 que terá lugar no domingo, no Estádio da Luz, entre Benfica e Sporting. Porém, segundo Record apurou, Jorge Sousa pode ainda, no decorrer do dia de hoje, declinar a nomeação.

Fonte: Record

Liga condena FC Porto mas...

06.02.14, Benfica 73
A Comissão de Instrução e Inquéritos (CII) da Liga considera, no inquérito disciplinar aberto a propósito do atraso de três minutos verificado no FC Porto-Marítimo (3-2), da Taça da Liga, que houve dolo por parte dos portistas. Ou seja, os dragões atrasaram propositadamente o início do jogo, onde se discutia a passagem às meias-finais da prova e por isso teria de disputar-se à mesma hora do Penafiel-Sporting, onde os leões também jogavam a passagem à fase seguinte, nesta 3.ª e última jornada do grupo B da competição. O relatório já foi enviado para o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol a quem cabe agora analisar a recomendação da CII e tomar uma decisão.

Com o Benfica já nas meias-finais da Taça da Liga, discutia-se em dois campos qual o adversário dos encarnados. Por isso, FC Porto-Marítimo - além dos dragões, os madeirenses também tinham ainda (poucas) possibilidades de passar - e Penafiel-Sporting (1-3) - os leões tinham a passagem em jogo -, no dia 25 de janeiro, tinham de começar à mesma hora: 20.45 horas. Mas no Dragão o jogo começou com cerca de três minutos de atraso. O FC Porto venceria o jogo com um penalty de Josué já no período de compensação, com os leões, desta forma, a saberem da eliminação já nas cabinas do Municipal 25 de Abril.

O presidente leonino, Bruno de Carvalho, deu voz à indignação leonina, o caso logo começou a fazer correr muita tinta e o CD remeteu, a 28 de janeiro, os relatórios oficiais do jogo do Dragão para a CII que, no dia seguinte, instaurou o processo disciplinar e já se pronunciou, condenando o FC Porto.

A moldura penal a aplicar nesta situação, a justificar-se, vai de multa à perda dos três pontos, o que, neste último caso, implicará o afastamento dos dragões das meias-finais, lugar a ser ocupado pelo Sporting. Para isso, no entanto, terá de ser provado dolo no atraso portista para o encontro o que, para a CII, aconteceu.

SIMPLESMENTE, ATRASO...
No relatório, a que A BOLA teve acesso, a CII começa por basear-se no relatório do árbitro, Manuel Mota, onde consta que «o jogo começou com dois minutos de atraso da hora marcada por atraso do FC Porto no túnel para a vistoria dos equipamentos dos jogadores», o mesmo que vem descrito no relatório de ocorrências dos delegados da Liga.

Refere o relatório da CII, que a equipa do FC Porto não correspondeu à chamada feita, no horário que previamente lhe fora comunicado, para comparecer no countdown, tendo chegado com atraso de pelo menos três minutos e meio. Assim como que o «FC Porto, que conhecia a obrigatoriedade de se iniciar aquele jogo no exato horário marcado, não apresentou, nem a algum dos elementos da equipa de arbitragem, nem aos delegados da Liga, qualquer justificação para o atraso».

Esclarece também o documento que tendo o árbitro perguntado ao capitão dos portistas a razão do atraso, o mesmo «respondeu simplesmente que se atrasaram».
No entanto, posteriormente, em sede de pronúncia, a SAD portista argumentou que o atraso se deveu a dores sentidas por um dos seus jogadores, Fernando, durante o período de aquecimento, que teriam obrigado à realização de exames médicos.

«Nada faz supor, porém, à luz dos juízos da razoabilidade e de bom senso que devem nortear a valoração da prova, que tal justificação só agora apresentada corresponda à verdade: o nome do jogador constava da ficha técnica e iniciou o jogo como titular; não foi dada» nem aos árbitros nem aos delegados «qualquer justificação para o atraso». Aponta a CII no ponto 28.º do relatório. «A razão para o atraso no início do jogo não foi, portanto, a realização de exames médicos indispensáveis ao jogador Fernando Reges», acrescenta o ponto seguinte, onde pode ainda ler-se que «se o motivo para o atraso da equipa tivesse sido esse, o capitão da equipa tê-lo-ia mencionado quando foi diretamente questionado sobre assunto».

Prossegue depois a CII, no ponto 30.º: «Por outro lado, mesmo a realização desses exames médicos ao jogador não tornaria o atraso não intencional: as dúvidas sobre a condição física do atleta, a existirem, deveriam ter levado a equipa a considerar outras opções que lhe permitissem não prejudicar o interesse na verdade da competição e a proteção dos contendores. Desse modo, em face da ausência de sentido da tese apresentada pela defesa, resulta inequívoco que a única intenção da arguida, quando a sua equipa chegou atrasada ao countdown, mais não era que garantir uma vantagem competitiva sobra a equipa do Sporting».

Desta forma, considera a CII que o FC Porto «praticou o ilícito disciplinar p. E p. No art.º 116.º, números 1 e 2 do RD, punível com a sanção de derrota e, acessoriamente, com a sanção de multa de montante a fixar entre o mínimo de 25 UC e o máximo de 50 UC».
O passo seguinte neste processo foi dado, ou seja, os autos foram remetidos para o CD da Federação Portuguesa de Futebol que vai agora ouvir em audiência os representantes dos dragões, para posteriormente tomar uma deliberação. Recurso poderá sempre depois ser interposto para o Conselho de Justiça da FPF.

Como um recurso terá efeitos suspensivos, a justiça desportiva terá de ser célere neste caso, pois os resultados dos jogos de FC Porto e Sporting têm de ser homologados passados 30 dias - os encontros tiveram lugar a 25 de janeiro.
Recorde-se que a meia-final entre Benfica e FC Porto ou Sporting foi adiada, sendo que a outra, entre Rio Ave e SC Braga, tem data marcada para o próximo dia 13.
Fonte: A Bola

Penafiel – Benfica, 0-1 - Rescaldo, Fotos, Ficha de Jogo, Resumo com Relato (Vídeo)

06.02.14, Benfica 73

O conjunto comandado por Jorge Jesus carimbou, esta quarta-feira, o passaporte para as meias-finais da Taça de Portugal, após vitória sobre o Penafiel por 0-1.

No estádio Municipal 25 de Abril, foram notadas algumas mudanças no onze escolhido pelo técnico benfiquista, com destaque para as apostas em Sílvio, Jardel, Djuricic, Ivan Cavaleiro, André Gomes, Cardozo e Sulejmani de início.

 

Com o favoritismo atribuído à equipa visitante, o primeiro lance de perigo apareceu aos 10 minutos, por intermédio de Jardel. Após o cruzamento de Sulejmani, o camisola 33 surgiu sozinho e cabeceou a rasar o poste.

A superioridade do conjunto da Luz era clara e inegável e aos 14 minutos surgiu mais uma prova disso mesmo. André Gomes passa para Sulejmani que recebe e remata para a defesa de Coelho. Com o Benfica a circular a bola sem problemas, as dificuldades iam aumentando para a equipa da casa.

Apesar do domínio do Benfica em termos de posse de bola, remates e ataques, as equipas recolheram ao balneário com o nulo no marcador.

 

Na etapa complementar o onze da Luz entrou determinado e controlou sempre o jogo, com sucessivos ataques e

lances de perigo. Sucederam-se os pontapés de canto e lances de bola parada. Jorge Jesus fez alterações e entraram três novas opções de ataque – Rodrigo, Markovic e Lima.

Nos últimos dez minutos, com a igualdade no marcador, intensificou-se o ataque à baliza duriense. Aos 83’, numa grande jogada de envolvimento, com Lima a receber à frente da área e a servir Rodrigo ao centro que assistiu na esquerda, onde Sulejmani recebeu já na área e com o pé direito fez levantar as bancadas.

Aos 88’, Lima rematou na área na sequência de um livre lateral, com o guarda-redes do Penafiel a impedir o 0-2.

Jorge Jesus fez alinhar o seguinte onze inicial: Artur Moraes; Maxi Pereira, Luisão, Jardel e Sílvio; Rúben Amorim, André Gomes e Djuricic (Markovic, 73’); Ivan Cavaleiro (Rodrigo, 65’), Cardozo (Lima, 79’) e Sulejmani.

Garantido o apuramento para as meias-finais, os “encarnados” esperam agora para conhecer o adversário. FC Porto ou Estoril, uma destas duas equipas estará na rota do Benfica depois de ser conhecido o resultado do jogo marcado para as 21 horas.

Fonte: SLB

 

Fotos: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10153783484780716&set=a.10153783484465716.1073741985.212504785715&type=3&theater

Ficha de Jogo: http://www.abola.pt/jogodirecto/ficha.aspx?id=184839