Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

O Rei das assistências

12.11.13, Benfica 73
Nico Gaitán, 25 anos, é um dos homens do momento na Luz, apenas superado pela veia goleadora de Óscar Cardozo. Curiosamente, ambos têm em comum o facto de serem as grandes referências do Benfica na arte de assistir (El Zurdo) e de marcar (Tacuara). 

Foi assim, por exemplo, no sábado, aos 42 minutos do derby com o Sporting: cruzamento do argentino, golo do paraguaio. 
A cumprir a quarta temporada ao serviço do clube da Luz, Gaitán fez nada menos do que a 40.ª assistência com a camisola encarnada, em todas as provas oficiais. 

Número notável e que, para já, numa altura em que a campanha 2013/14 nem chegou a meio, dá ao camisola 20 uma média de 10 passes para golo em cada época.

Desde que chegou à Luz, no verão de 2010, para substituir o compatriota Di María, acabado de sair para o Real Madrid, só numa época é que Gaitán não foi o rei das assistências.
Fonte: A Bola

Muito empenho não chegou para triunfar

12.11.13, Benfica 73

A equipa B do Sport Lisboa e Benfica deslocou-se, esta terça-feira, ao norte para disputar a 15.ª ronda da Segunda Liga. Diante do GD Chaves, perdeu por 3-1.

Os comandados por Hélder Cristóvão até começaram melhor e aos 38’. Jorge Rojas inaugurou o marcador no estádio Municipal Eng. Manuel Branco Teixeira. Até ao intervalo, o marcador manteve-se inalterado.

 

Porém, na etapa complementar, os flavienses estiveram mais eficazes e empataram por Lamine Ba aos 57 minutos, um minuto depois da expulsão de Rudinilson por acumulação.

Com menos um, o Benfica B sentiu dificuldades, nomeadamente no eixo da defesa onde Barry, avançado alto e possante, aproveitou para bisar e fechar a contagem em 3-1.

 

O Benfica B passa a somar 21 pontos na classificação.

Hélder Cristóvão escolheu o seguinte onze: Bruno Varela; João Cancelo, Rudinilson, WEi Huang, Hélder Costa; Victor Lindelöf, Uros Matic, Rúben Pinto, Urreta, Filip Markovic e Rojas.

Fonte: SLB

Benfica sem reação leonina

12.11.13, Benfica 73
O Sporting não vai, para já, reagir ao comunicado do Benfica que, através do seu site oficial, respondeu às críticas leoninas relativas à arbitragem de Duarte Gomes no derby da Taça de Portugal, que terminou com a vitória encarnada por 4-3, após prolongamento, no passado sábado. 
Enquanto isso, os leões aguardam pela receção dos relatórios do árbitro e do observador, Natálio Silva, e só depois poderão tomar medidas mais concretas relativamente à forma como vão proceder para continuar a vincar o desagrado para com a arbitragem de Duarte Gomes. 
Fonte: A Bola

Mourinho acusado de gozar

12.11.13, Benfica 73
O jogo entre o Chelsea e o West Bromwich, disputado no passado sábado em Stamford Bridge, continua a dar que falar em Inglaterra.
Depois da polémica suscitada pela grande penalidade que permitiu aos londrinos evitar a derrota nos instantes finais da partida, a Imprensa britânica faz agora eco de alegadas provocações de José Mourinho no final do jogo.

Segundo escreve o Birmingham Mail, o treinador português terá apelidado o West Brom e o sueco Jonas Olsson de ´Mickey Mouse`, lançando a confusão no túnel de acesso aos balneários.

De acordo com a mesma fonte, Mourinho esteve perto de travar-se de razões com Jonas Olsson, motivando então a intervenção dos stewards e dos elementos da segurança privada do Chelsea para serenar os ânimos.
Fonte: A Bola

Man. United continua atento às águias

12.11.13, Benfica 73
O Manchester United voltou a marcar presença no Estádio da Luz e o emissário dos red devils que assistiu sábado passado ao derby com os leões manteve Garay, Gaitán e Matic debaixo de olho, engrossando o «dossier» de informações sobre as águias. 

O processo já é antigo e longo, tendo tido início com Alex Ferguson, mas não sendo arquivado com a saída do escocês e a entrada do novo treinador, David Moyes.

Na Luz, no passado sábado, estiveram ainda, recorde-se, emissários de West Bromwich Albion, Friburgo, Estugarda, Bayer Leverkusen, Córdoba, Huelva, Levante, Montpellier, Wisla Cracóvia, Queens Park Rangers, Panathinaikos e Catania.
Fonte: A Bola

Golo de Matic candidato a melhor do ano (com vídeo) - Lista de finalistas

12.11.13, Benfica 73
Nem Messi, nem Cristiano Ronaldo. Nemanja, Nemanja Matic. O golo apontado pelo médio do Benfica ao FC Porto, a 13 de janeiro de 2013, no Estádio da Luz, está entre os dez candidatos ao prémio Puskas, atribuído pela FIFA, de melhor da temporada 2012/13.

Os dez melhores golos estão a votos no site da FIFA e da France Football até dia 9 de dezembro, altura em que serão divulgados os três finalistas. O vencedor será anunciado durante a gala da Bola de Ouro, a 13 de janeiro de 2014.

Zlatan Ibrahimovic está entre os dez finalistas, com a FIFA a recordar o pontapé de bicicleta de fora da área durante o jogo de preparação entre as seleções da Suécia e de Inglaterra.

Cristiano Ronaldo foi o primeiro jogador a vencer o Puskas Award, criado pela FIFA em 2009. Na altura, ainda com a camisola do Manchester United, o internacional português foi distinguido pelo golo apontado ao FC Porto nos quartos de final da Liga dos Campeões. No palmarés entram depois o turco Hamit Altintop (2010), o brasileiro Neymar (2011) e o eslovaco Miroslav Stoch (2012).

Eis os finalistas:
- Peter Ankersen (10 agosto de 2013) Esbjerg – Aarhus, campeonato da Dinamarca
- Lisa De Vanna (1 junho de 2013) Sky Blue FC - Boston Breakers, Liga feminina norte-americana 
- Antonio Di Natale (7 abril de 2013) Udinese – Chievo, campeonato italiano
- Zlatan Ibrahimovic (13 novembro de 2012) Suécia – Inglaterra, particular
- Panagiotis Kone (16 dezembro de 2012) Nápoles – Bolonha, campeonato italiano
- Daniel Ludueña (27 julho de 2013) Pachuca – Tigres, campeonato mexicano
- Nemanja Matic (13 janeiro de 2013) Benfica - FC Porto, campeonato português
- Louisa Nécib (17 março de 2013) Lyon – St. Etienne, campeonato feminino francês
- Neymar (15 junho de 2013) Brasil – Japão, Taça das Confederações 
- Juan Manuel Olivera (28 agosto de 2013) Náutico - Sport Recife, Taça Sul-americana 
Fonte: A Bola
 

Águias reagem às queixas do Sporting - Comunicado

12.11.13, Benfica 73
O Benfica reagiu, esta segunda-feira, em comunicado, às declarações da parte do Sporting sobre a arbitragem no derby do passado sábado, que terminou com a vitória dos encarnados por 4-3.
Para o clube da Luz, os lances duvidosos no jogo «repartiram-se», apontando críticas a quem aponta de forma parcial «prejuízos apenas para o Sporting». 

O papel dos responsáveis do clube de Alvalade não passa incólume e questiona-se o facto de o Sporting pedir o relatório elaborado pelo árbitro do jogo, Duarte Gomes, atirando-se que «seria coerente» pedirem também os relatórios dos jogos «com o Benfica em Alvalade, com a Académica em Coimbra, com o Olhanense no Algarve e com o Marítimo, também em Alvalade».

Referência também a Bruno de Carvalho, considerando-se que «não é admissível que o presidente do Sporting, pela segunda vez, se dirija da forma que se dirigiu ao treinador do Sport Lisboa e Benfica». «A liberdade de expressão tem fronteiras que devem ser respeitadas. Não é por gritar mais alto nem por insultar mais vezes que se ganha a razão», remata-se.

Eis o comunicado:

«Resistiu, até esta segunda-feira, o Sport Lisboa e Benfica a entrar numa discussão que entendeu ser natural num primeiro momento, mas que no tempo e no tom em que a mesma se está a prolongar é completamente absurda e merece repúdio.

Sejamos sérios. Há lances de dúvida no jogo? Claro que há, como há em todos os jogos com a intensidade em que decorreu o jogo do passado sábado. Os lances duvidosos repartiram-se, mas os reparos e acusações limitaram-se a apontar, de forma parcial, prejuízos apenas para o Sporting Clube de Portugal.

É claro que a omissão, por parte do operador televisivo, da linha virtual em alguns casos e da má colocação da mesma em outros também contribuiu para desvirtuar a análise de alguns lances.
A discussão faz parte do Futebol e por isso é legítimo que o Sporting peça os relatórios que entender sobre o jogo, e que disso dê publicidade nos jornais que entende, mas seria coerente que pedissem, com a mesma indignação que publicamente têm exibido, os relatórios do jogo com o Benfica em Alvalade, com a Académica em Coimbra, com o Olhanense no Algarve e com o Marítimo, também em Alvalade.

Não podemos reclamar apenas de algumas cenas do filme, temos de ser coerentes e ter memória do filme todo. Quando assim não acontece perdemos credibilidade e ficamos reféns da demagogia e do mais primário populismo.

Quantas vezes já vimos alguns directores, editores ou articulistas de jornais escreverem e condenarem o excesso de protagonismo que os dirigentes assumem em detrimento dos jogadores? E do absurdo de discutir as arbitragens da forma como se discutem em detrimento do jogo? 

Pois bem, os jornais e os seus directores têm toda a legitimidade de definir a linha editorial, os editores e opinadores têm todo o direito em assumir o que bem entenderem, mas uma vez percorrido este caminho não podem, no futuro, estes mesmos responsáveis voltar a cair na tentação hipócrita de criticar este tipo de comportamento por parte dos dirigentes desportivos, dada a forma como estão a dar eco de algumas declarações irresponsáveis.

Registe-se, ainda, que não houve da parte de nenhum dirigente do Benfica qualquer palavra desrespeitosa em relação a algum profissional do Sporting. Não é admissível, por isso, que o presidente do Sporting, pela segunda vez, se dirija da forma que se dirigiu ao treinador do Sport Lisboa e Benfica. A liberdade de expressão tem fronteiras que devem ser respeitadas. Não é por gritar mais alto nem por insultar mais vezes que se ganha a razão.»
Fonte: A Bola