Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Garantia de empresário

31.10.13, Benfica 73
O jogo com o Nacional foi agridoce para Guilherme Siqueira. Estreou-se a marcar pelo Benfica mas acabou por sair lesionado. Álvaro Torres, empresário do lateral brasileiro, considera normal a lesão e garante que Siqueira vai voltar a marcar.

«Ele está muito contente pelo golo contra o Nacional. Para ele era importante marcar, já que na última época teve uma boa média de golos, em Espanha. Isso é muito importante, dá-lhe confiança. Mas depois veio a tristeza pela lesão», disse, em declarações à Renascença, o empresário, que espera ver Siqueira marcar «seis, sete, oito golos» esta temporada.

«É um lateral muito ofensivo, que gosta de subir e mesmo não sendo o seu papel fazer golos, fará mais, porque o histórico dos últimos três anos assim o indica.»
Sobre a lesão, que aparente «não ser grave»: «Acaba por ser normal, ele não fez uma pré-época como deve ser, tal como acontece com Bale no Real Madrid, com o próprio Coentrão e agora com o Siqueira.»
Fonte: A Bola

«Responsabilidade está do lado do Benfica »

31.10.13, Benfica 73
O Benfica, adversário desta sexta-feira, impõe respeito, é um facto, mas também não é menos verdade que os estudantes têm consciência de que é possível bater o pé aos encarnados. Sérgio Conceição sabe do potencial das águias, apesar de reconhecer que esta época os comandados de Jorge Jesus ainda não atingiram o potencial de outros anos. Ainda assim, está plenamente convencido de que os seus jogadores têm qualidade para conquistar os três pontos:

- Pelo que tenho visto do Benfica não estaria a dizer a verdade se afirmasse que é um Benfica igual ao do ano passado. O treinador é o mesmo, a equipa até foi reforçada, talvez seja uma questão mental, emocional. Não têm a mesma dinâmica e alegria, mas têm potencial. Espero é que não o demonstrem amanhã. É óbvio que a responsabilidade está do lado do Benfica mas nós não deixaremos de estar pressionados para conseguirmos um bom resultado. Temos a nossa própria pressão, no balneário, no seio do grupo, e queremos conquistar os três pontos. O empate poderá ser um bom resultado, dependendo das circunstâncias do próprio jogo. Mas antes do início da partida, pensar em empatar é impossível. Sinto a minha equipa com capacidade para ganhar ao Benfica. Temos qualidade e entramos em todos os jogos para lutar pela vitória. Precisamos de ter a mesma organização defensiva que tivemos no jogo com o SC Braga, com um bloco compacto, coeso e com as linhas bem juntas. O que não quer dizer que vamos defender em cima da nossa área, nada disso. Além do mais, depois temos que saber sair com critério, com objetividade e com vontade de criar mossa na defesa do Benfica.
Fonte: A Bola

Dez anos na presidência

31.10.13, Benfica 73
Cumprem-se esta quinta-feira dez anos desde a chegada de Luís Filipe Vieira à presidência do Benfica. Foi a 31 de outubro de 2003 que o empresário, agora com 64 anos, venceu a concorrência, formalizando o poder que já alcançara quase dois anos antes, quando entrara para o cargo de gestor para o futebol profissional, mas tomando conta de quase todos os dossiers complexos, entre os quais a construção do novo estádio, com a anuência do presidente Manuel Vilarinho.

No decénio que hoje se celebra, o dirigente enfrenta o período de menor popularidade desde que chegou ao poder. Por vários motivos, que entroncam na grande lacuna de Vieira: a escassez de títulos.

De 2003 a 2013, o Benfica venceu apenas dois campeonatos, aos quais se junta uma Taça de Portugal, uma Supertaça e quatro Taças da Liga. Nestes dez anos, independentemente de o clube ter estado mais ou menos perto de se sagrar campeão, os encarnados assistiram ao grande adversário da era contemporânea, o FC Porto, transformar-se no clube português com mais títulos, quatro deles internacionais. 

Uma derrota para as ambições do líder encarnado, que em 2003, em entrevista a A BOLA, dias antes das eleições, manifestava o desejo de ver o Benfica chegar-se ao nível dos grandes clubes europeus. «Chegaremos lá», disse. 

Vieira sempre foi um dirigente de sonhos. E sonhando sempre alto. Ainda quando era combatente em Moçambique, na guerra do Ultramar, dizia que um dia chegaria a «presidente do Benfica», de acordo com memória de antigo camarada de armas. Dias antes das eleições em 2003, apontou outro sonho: «Que dentro de três anos, o Benfica tenha meio milhão de sócios.»

O objetivo não foi cumprido, mas a fasquia subiu. A implementação do kit de sócio foi um sucesso e simboliza uma série de iniciativas ou obras que ajudaram o Benfica a mudar. Que têm em comum passarem por áreas não diretamente relacionadas com o que se passa no retângulo verde: novo centro de estágio, criação de uma televisão, fundo de jogadores, fundação, museu.
Fonte: A Bola

Livre para assinar pelo Benfica

31.10.13, Benfica 73
O lateral-direito do Palmeiras, Luís Felipe, de 22 anos, continua a ser apontado, pela imprensa brasileira, como possível reforço do Benfica a partir da próxima temporada. 
O jogador está em final de contrato com o clube paulista e ontem decorreu uma reunião entre o empresário do atleta e a direção do Palmeiras para tentar renovar o vínculo, mas as negociações falharam.

O agente de Luís Felipe, Guilherme Miranda, disse no final da reunião que o salário que foi oferecido é muito abaixo daquilo que o jogador pretende ganhar. 

«Não aceitámos o que foi oferecido. A tendência é para que ele vá embora», disse, citado pelo jornal Lance. O Benfica tem surgido como destino provável. A mesma publicação deu ontem também conta de que um familiar do jogador já terá garantido que a partir da próxima época Luís Felipe será jogador das águias de Lisboa. Ainda assim, o empresário do atleta não tem confirmado esta versão. 

A partir de janeiro Luís Felipe estará formalmente livre para assinar a custo zero por qualquer clube. O lateral tem sido um dos destaques do Palmeiras na série B do Brasileirão, tendo ajudado a equipa onde está Alan Kardec, por empréstimo das águias, a subir ao escalão principal. 
Fonte: A Bola

Sem poupanças em Coimbra a pensar no Olympiakos

31.10.13, Benfica 73
O treinador do Benfica assegura que vai apresentar, sexta-feira, a melhor equipa frente à Académica, encontro da 9.ª jornada do campeonato, sem pensar no duelo de terça-feira com o Olympiakos, para a Liga dos Campeões.

«Os 18 que acharmos que estão melhor serão os que vão para o jogo com a Académica. No ano passado, não ganhámos em Coimbra (2-2), temos a consciência que não vai ser fácil mas vamos montar a equipa para a Académica sem olhar para o jogo com o Olympiakos», disse Jorge Jesus em conferência de imprensa.

«O campeonato é uma competição que queremos voltar a conquistar. Estamos muito ligados às duas competições e o que importa agora é o campeonato, depois vem a Champions. Vamos pensando competição em competição», acrescentou.

Sobre a Académica: «É uma equipa com valor e, normalmente, os jogos em Coimbra são difíceis. Temos de estar preparados e ter capacidade para dar resposta às dificuldades. É com essa intenção que vamos para cada jogo.»

Questionado sobre o facto de a Académica ser a equipa com menos golos marcados no campeonato esta época: «Não é um facto que possamos realçar face às jornadas realizadas. Essas análises são importantes no final das competições. É uma equipa que tem jogadores com qualidade e experiencia em termos ofensivos e tenho a certeza que vamos encontrar um adversário motivado.»
Fonte: A Bola

Académica-Benfica já tem árbitro

31.10.13, Benfica 73
O Conselho de Arbitragem nomeou Hugo Pacheco para dirigir o encontro entre Académica e Benfica, que na sexta-feira, pelas 20.30 horas, abre a nona jornada da Liga.
Será a primeira vez que o árbitro da Associação de Futebol do Porto irá encontrar-se tanto com a Académica como com o Benfica. Estará auxiliado por Nelson Moriz e Pedro Miguel Ribeiro.
Fonte: A Bola