Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Enzo Pérez de cabeça quente

16.04.13, Benfica 73
Enzo Pérez terminou o jogo com o Paços de Ferreira com o sangue a ferver. 
Primeiro ficou descontente por não ter sido substituído - já tinha feito sinal para o banco, por estar muito cansado, e, antes, no final da primeira parte, tinha sido assistido por queixas musculares -, e quando se apercebeu que Cardozo foi o eleito para deixar o campo, na última substituição, fez mesmo um gesto de desagrado na direção de Jesus e do banco. 
Nos últimos minutos, após um lance junto à área do Paços, acabou por pegar-se com Ricardo, e poucos depois, após o apito final, foi novamente procurar o adversário para tirar satisfações. 
Lima acabou por afastá-lo e lá foi então para o balneário, visivelmente de cabeça quente...
Fonte: A Bola

«Vamos fazer grande jogo no domingo»

16.04.13, Benfica 73
Artur considera o ´derby` com o Sporting importantíssimo e garante que o plantel tem noção da sua força e qualidade. Diz que a equipa não está cansada e chega ao Jamor com mérito.
O ´derby` do próximo domingo, na Luz, com o Sporting, já está na mente dos benfiquistas e Artur assume o peso do encontro. 
«Temos noção da nossa força e qualidade e jogamos no nosso estádio, que seguramente vai estar cheio. Os adeptos sabem o quanto somos fortes quando nos apoiam e, domingo, contamos com eles e vamos fazer um grande jogo. Sentimos que estamos próximos de um ano muito importante na história do clube e isso é especial para nós. Mas sabemos que nesta reta final precisamos de fazer muito para atingir os fins», explicou o guarda-redes, que concordou com Jesus em relação ao facto de a exibição ter sido condicionada pela vantagem (2-0) conseguida na primeira mão, em P. Ferreira: 

«Sem dúvida, é natural, sabíamos da vantagem. Acredito que tivemos todo o mérito em chegar à final, um dos nossos objetivos da época era levar o Benfica de volta ao Jamor. Está feito e agora vamos descansar até quarta-feira e depois pensar no jogo de domingo, importantíssimo para nós.»

Cansaço é coisa que Artur não sentiu ontem na equipa. «Não, jamais. Tivemos a inteligência de gerir o ritmo do jogo, tivemos sempre o controlo e as equipas inteligentes chegam longe. Apelamos a todos os adeptos que venham domingo, encham o estádio e abracem equipa, estamos na reta final e precisamos de todos.»
A finalizar, disse como é bom ter muitos jogos importantes pela frente: «É disso que gostamos e não temos qualquer pensamento negativo.»

Fonte: A Bola

«Sporting quer boa relação com Benfica»

16.04.13, Benfica 73

«As relações institucionais para nós são as normais. Se nos convidarem, iremos para a Tribuna do Estádio da Luz (no Benfica Sporting de domingo)», disse fonte do Conselho Diretivo ao CM, aclarando assim o bom relacionamento que os órgãos sociais dirigidos por Bruno de Carvalho querem manter com a direção do Benfica, presidida por Luís Filipe Vieira. A mesma fonte acrescentou: «Da nossa parte, queremos manter boas relações com todos os clubes.
O CM sabe que o Sporting deverá estar representado na Luz por Jaime Soares, presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting (Bruno de Carvalho estará no banco de suplentes). Se este não puder comparecer no jogo, o Sporting estará sempre representado ao mais alto nível, ou por Artur Torres Pereira ou Carlos Vieira, ‘vices’ do Conselho Diretivo. O Benfica vai cumprir o que determina o regulamento da Liga, reservando oito lugares na tribuna presidencial para os dirigentes leoninos.»

Fonte: A Bola/CM

«Vamos apanhar o melhor Sporting da época»

16.04.13, Benfica 73
Marcador do único golo do Benfica esta noite, que valeu o empate frente ao Paços de Ferreira, Óscar Cardozo mostrou-se feliz sobretudo por poder ter ajudado a equipa.
«Fizemos um bom jogo e uma boa eliminatória no geral. Conseguimos fazer valer a vantagem da primeira mão. O importante é termos vencido. Os golos? Trabalho para isso, mas o mais importante é ajudar a equipa. Fico feliz por poder contribuir e que as coisas me estejam a correr bem», referiu o paraguaio.

Sobre a final da Taça de Portugal, para onde hoje carimbaram passagem, Cardozo fiz que não tem preferência entre Vitória de Guimarães e Belenenses e não assume favoritismos.
«Não sei quem seria melhor, nem podemos dizer que somos favoritos. O que sei é que vamos entrar com vontade de ganhar títulos, que é o que todos queremos», acrescentou.

O avançado do Benfica lançou ainda o jogo da próxima jornada, frente ao Sporting, um adversário que atravessa um bom momento. 
«O Sporting está a jogar muito bem e na melhor fase da época mas vamos ter de dar o máximo e usar a vantagem de jogar em casa e acreditar que podemos ganhar o jogo», disse Cardozo, aos microfones da Sporttv, pouco depois do final da partida no Estádio da Luz.
Fonte: A Bola

Adepto do Newcastle tenta agredir... cavalo da polícia (vídeo)

16.04.13, Benfica 73
A derrota do Newcastle (0-3) com o Sunderland, no derby de Tyne-Wear, espoletou a ira dos adeptos dos magpies, que se envolveram em confrontos com as autoridades. Resultado: 27 detidos, um deles depois de ter tentado agredir um cavalo da polícia montada.
Adeptos do Newcastle lançaram tochas na direção da polícia quando as autoridades tentavam proteger os simpatizantes do Sunderland na estação de comboios. Três agentes ficaram feridos.
Fonte: A Bola
 

«Moral intacto para o derby»

16.04.13, Benfica 73
O treinador do Benfica assegura que o empate (1-1) com o Paços de Ferreira, na segunda “mão” das meias-finais da Taça de Portugal, não fragiliza a equipa para o embate com o rival Sporting na próxima jornada do campeonato.
«Se afeta o moral para o derby? O moral era passar a eliminatória. Se ganhássemos por três ou quatro, sairíamos mais satisfeitos. Mas o Benfica continua sem conhecer a derrota nas competições portuguesas esta época. O moral sai intacto para jogo com o Sporting», disse Jorge Jesus em conferência de Imprensa, apelando aos sócios e adeptos para comparecerem em massa no estádio para apoiarem a equipa.

O treinador explicou ainda porque não tem preferências pelo adversário, a sair da outra meia-final que opõe Belenenses e Vitória de Guimarães: «Já treinei os dois clubes e não quero entrar por ai. Fico satisfeito por defrontar qualquer um deles. O importante é o Benfica estar no Jamor, o que não acontecia há oito anos.»

Também não quis apontar o Benfica como favorito a vencer a Taça: «Numa final não há favoritos mas não podemos esconder que o Benfica é uma equipa poderosa. Numa final tudo é possível e é natural que o adversário pense dessa forma. Vamos pensar agora no próximo jogo com o Sporting, que é de grande responsabilidade para o outro objetivo que temos.»

«Estamos a atravessar o melhor momento da época. Hoje tivemos um jogo menos conseguido por vários fatores: tivemos o jogo em Newcastle e tínhamos uma vantagem de 2-0. Mentalmente os jogadores acharam que a eliminatória estava garantida e houve que fizeram gestão individual», concluiu.
Fonte: A Bola

Benfica - P. Ferreira, 1-1 - Rescaldo, Fotos, Ficha de Jogo e Resumo com Relato (Vídeo)

16.04.13, Benfica 73

Foi preciso esperar oito épocas… mas já está! Com o empate desta noite frente ao Paços de Ferreira (V3-1, nas duas mãos), o Benfica carimbou presença para o tão desejado Jamor. Dia 26 de Maio todos os caminhos vão dar ao Estádio Nacional.

É preciso recuar até 2004/05 para encontrar a última presença “encarnada” na final da Taça de Portugal. Na altura, e depois de na época anterior ter erguido a sua 27.º Taça, o Benfica tinha acabado de se sagrar Campeão Nacional. No entanto, no Jamor, frente ao Vitória de Setúbal, os então comandados por Giovanni Trapattoni não conseguiram almejar a tão ambicionada dobradinha, com Manuel José e Meyong, depois de Simão Sabrosa ter inaugurado o marcador, a deitarem por terra as aspirações benfiquistas (1-2). 

 

Desde então muitas histórias e muitas estórias… mas há coisas que não mudam: a ambição de querer sempre mais! E o ADN “encarnado” tem-se mantido fiel a si próprio.

2012/13 tem sido longo e nesta fase em que tudo se decide, em que os sonhos ganham cor e realidade, o nosso Benfica pode fazer história. Esta noite escreveu-se apenas mais uma página…

 

Entrada personalizada

Enfrentando mais um ciclo decisivo, e com as prioridades bem definidas, a 2.ª mão das meias-finais da Taça de Portugal jogou-se precisamente no meio de mais uma vitoriosa jornada europeia (Newcastle) e na antecâmara do dérbi alfacinha (Sporting), decisivo para as contas do Campeonato Nacional.

Recuando até ao dia 30 de Janeiro de 2013, encontramos mais uma etapa neste longo caminho até ao Jamor. Na altura, na Mata Real, o Benfica venceu, por 0-2, com Lima e Ola John a assinarem os tentos que garantiram uma preciosa vantagem para os homens da Luz.

 

E por falar em vantagem, Jorge Jesus afirmou no dia anterior que não jogaria com ela em mente… e assim foi! Alicerçado num onze personalizado, mais uma vez com a rotatividade em qualidade a dar os frutos desejados, o Benfica entrou forte na partida. Esta é uma altura de gestão, gestão de ritmos, gestão competitiva e também emocional... e o plantel continua a responder positivamente.

 

Sintomático disto mesmo foi a forma como rapidamente, e logo nos minutos iniciais, o Benfica tomou conta das operações, acercando-se com

perigo da baliza às ordens de Cássio. Enzo Perez (3’) e Cardozo (7’, 12’ e 14’) foram os homens “encarnados” mais perto de inaugurar o marcador, contudo, a redondinha teimou em não entrar. Do Paços pouco ou nada se viu, com Artur Moraes a ser somente chamado aos 26’, respondendo da melhor forma a uma iniciativa de Paolo Hurtado. Até ao intervalo o nulo manteve-se.

 

Empate penalizou falta de eficácia

Reinício e mais Benfica! O Paços de Ferreira surgiu mais arisco, sem nada a perder, e rapidamente sofreu as consequências dessa postura. Salvio tirou as medidas, aos 52’ e, no minuto seguinte, apareceu em campo o suspeito do costume! Boa jogada de entendimento colectivo, Gaitán cruzou na esquerda e, no coração da área, Cardozo, de primeira, fez o 1-0.

E se então se pensou que o Benfica ia desacelerar, que viria a tal gestão… Jorge Jesus manteve a equipa fiel ao modelo, tirou Rodrigo, colocando Lima em campo; para minutos mais tarde substituir Gaitán por Ola John.

A dez minutos do apito final, e sem que nada o previsse, erro da defensiva “encarnada” com Cícero a fazer o golo de honra dos visitantes. Até ao apito final o marcador não mais se alterou. Empate injusto…. Mas que serve os ensejos da equipa: dia 26… estamos no Jamor!

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com Artur Moraes, Maxi Pereira, Luisão, Garay, Melgarejo, Matic, Enzo Perez, Salvio, Gaitán (Ola John, 73’), Rodrigo (Lima, 63’) e Cardozo (Aimar, 88’).

FOTOS: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10152740303680716&set=a.10152740303520716.1073741860.212504785715&type=3&theater

Veja aqui a ficha do jogo