Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

Eis como um beijo pode dar a volta à cabeça de um homem... (com vídeo)

17.11.12, Benfica 73
Normalmente os beijos são sinónimo de demonstração de afeto, mas aquele que Pasquale Maione, jogador do Bozen, deu a Ivan Stuffer, rival do Brixen, só serviu para incendiar os ânimos no «derby» de andebol.
Maione estava a ser marcado por Stuffer quando decidiu beijá-lo na face, foi empurrado, caiu ao chão e o árbitro expulsou o jogador do Brixen que, depois, ao encaminhar-se para o balneário, ainda baixou os calções e fez gestos menos próprios para o público.
Refira-se que o Brixen acabou por perder o jogo, por 25-36, e Ivan Stuffer foi punido com dois jogos de castigo. 
Fonte: A Bola
 
Eis como um beijo pode dar a volta à cabeça de um homem...

«O que mais importa é que esteja bem no Benfica»

17.11.12, Benfica 73
Jorge Jesus elogiou hoje o titularíssimo Artur, mas colocou-se à margem na discussão sobre se o brasileiro já merece uma chamada à seleção brasileira:
— O Artur tem estado muito bem nos últimos jogos, mas, para mim, o que mais importa é que esteja bem no Benfica, concentrado. Eu sei qual é a sua qualidade, é por isso que tem sido o número 1 do Benfica. A seleção do Brasil é outra questão, que já não é para mim. O Brasil tem muitos bons guarda-redes, o Artur é um deles, mas essa é uma decisão que cabe ao selecionador.
Fonte: A Bola

Por esse dinheiro, nem conversa merecem

17.11.12, Benfica 73
Ainda faltam algumas semanas para a reabertura do mercado, porém, muitos clubes estão preparados para avançar com propostas tentadoras. 
Uma delas, segundo noticiou ontem o portal russo Life Sports, trata-se de Nicolás Gaitán, extremo do Benfica, que se encontra a ser negociado pelo Anzhi.
O interesse, de resto, não é novo, mas, diz a notícia, sofreu alguns avanços nos últimos dias, com o clube milionário russo disposto a oferecer cerca de cinco milhões de dólares por ano ao extremo, de 24 anos, que cumpre a sua terceira temporada na Luz.
Representantes do Anzhi, segundo conta esta mesma fonte, estão em contatos regulares com o agente do internacional argentino, com Roberto Carlos, ex- internacional brasileiro e atual dirigente do clube do Daguestão, a estar diretamente ligado ao processo de negociação com o Benfica. 
Assim, a avaliar pela notícia que, de resto, se encontra em destaque, tudo leva a crer que os encarnados recebam em breve uma proposta russa pelo atacante que tem uma cláusula de rescisão de 45 milhões, mas que esta época ainda não ganhou notoriedade de outras anteriores. 
Porém, segundo é relatado, o atual valor de mercado de Gaitán é de 16 milhões.
Fonte: A Bola

«Foi bom para ele»

17.11.12, Benfica 73
Luisão regressou esta sexta-feira à competição em Moreira de Cónegos, depois de ter estado dois meses suspenso. Jorge Jesus admite que ficou surpreendido com o bom regresso do capitão do Benfica.
«Esperava que Luisão fosse ter mais dificuldades mas o Moreirense optou pelo jogo direto e ele aí é muito forte. Foi bom para ele, jogou 90 minutos. Não acusou cansaço físico nos últimos minutos», afirmou o técnico dos encarnados à Sport TV.
Questionado também sobre Matic, Jorge Jesus disse que o médio fez «um grande jogo».
Fonte: A Bola

Águias na corrida por Paulinho

17.11.12, Benfica 73
O portal brasileiro Estadão revela que o Benfica está na corrida pela contratação do médio-defensivo Paulinho, que tem estado em destaque no Corinthians.
O jogador, de 24 anos, tem sido apontado a vários clubes europeus, sendo que recentemente foi noticiada uma suposta proposta apresentada pelo Chelsea, no valor de nove milhões de euros, que teria sido recusada pelo Corinthians.
Agora, de acordo com a notícia do Estadão, é o Inter Milão que surge mais bem posicionado para contratar Paulinho, tendo ainda a concorrência de PSG, Valência e Benfica.
Fonte: A Bola

«Não há muitos como ele»

17.11.12, Benfica 73
Já foi criticado em diversas ocasiões, mas a verdade é que, perante a ausência de Luisão, tem sido um dos protagonistas da solidez defensiva que o Benfica tem evidenciado, sobretudo nos últimos jogos. Por isso, Jorge Jesus não regateia elogios ao central Jardel.
«O Jardel tem demonstrado nestes ultimo jogos características especiais. Não há muitos como ele, com 1,92 metros é o nosso jogador mais rápido em termos defensivos. Percebe cada vez melhor o que a equipa precisa, tem muita classe e isso é muito bom para o treinador que neste caso sou eu», afirmou, com imensa satisfação.
O facto de o Benfica não sofrer golos há quatro jogos consecutivos - Rio Ave, Spartak Moscovo, V. Guimarães e Gil Vicente – deixa o treinador com um largo sorriso estampado no rosto.
«Trabalhamos com essas duas fases do jogo, a ofensiva e a defensiva – atenção que não são os momentos do jogo, isso é diferente... Portanto, agrada-nos que sejamos uma equipa que sofre poucos golos. E gostamos ainda mais de ser uma equipa que marca muitos golos!», atirou Jesus, que naqueles desafios viu a bola entrar nove vezes nas balizas adversárias.
Fonte: A Bola

«Era um exemplo para todos»

17.11.12, Benfica 73
O português Rui Costa já há muito abandonou os relvados e os estádios transalpinos há ainda mais tempo mas, em Itália, ainda não o esqueceram. Em declarações à imprensa desse país, Giovanni Branchini, um dos seus antigos representantes em Itália, lembrou o médio que terminou a carreira no Benfica, apontando-o como um exemplo a seguir por todos os jogadores. O empresário recordou Rui Costa quando o questionavam a propósito de outros jogadores por si agenciados e possíveis transferências.

«Para vos responder, gostava de lembrar o Rui Costa, quando estava na Fiorentina. Todos os anos também se dizia que ia sair, que havia propostas. E, no entanto, ele sempre continuou tranquilo, em Florença, dando o máximo. Ele era seguro de si, por isso ficar no clube não era um fardo, era uma felicidade. E essa sua postura foi um exemplo, algo que foi recompensado com o sucesso que depois teve no Milan. Era um jogador amado por todos, por todos os adeptos, com grande respeito por onde quer que passasse», afirmou.

As últimas palavras de Branchini serviram como comparação a Montolivo, que trocou recentemente a Fiorentina pelo Milan, provocando algum mal-estar entre os adeptos.
«Como viram com o Rui, esse problema não tem de existir. Ele mudou e continuou a ser amado pelos adeptos de ambos os clubes, sem animosidade. Trouxe muito às duas equipas», sublinhou.
Fonte: A Bola

Palavras do homem do momento

17.11.12, Benfica 73
Matic, médio do Benfica, considerou difícil o jogo em Moreira de Cónegos. O sérvio não se quis alongar sobre a sua prestação individual, realçando que o mais importante foi a vitória da equipa.
«Os jogos em Portugal são sempre difíceis. Dei o meu melhor. Ganhámos que era o mais importante. É sempre especial marcar mas o mais importante foi termos passado à fase seguinte», afirmou o médio dos encarnados em declarações à Sport TV.
Fonte: A Bola

Parabéns Casquilha

17.11.12, Benfica 73

«A vitória do Benfica não merece contestação, foi a equipa que teve mais oportunidades, teve controlo de jogo. Penso que o 0-1 seria o resultado mais justo, pela forma como a equipa se bateu em campo».

Parabéns ao Casquilha por ver o que todos vimos.

«Fizemos um jogo de muita qualidade»

17.11.12, Benfica 73
Jorge Jesus considera que o Benfica ganhou num campo difícil, que fez fez um jogo de qualidade em Moreira de Cónegos e que os encarnados estão a atravessar uma fase muito boa.
«O objetivo de passar foi alcançado. Fizemos um jogo de muita qualidade. O Moreirense esteve sempre muito atrás mas fez o que lhe competia. Quando fizemos o primeiro golo pensávamos que as coisas iam ser mais fáceis. Ganhámos num campo difícil. Aqui em Moreira de Cónegos não é fácil ganhar. O Benfica está a atravessar uma fase muito boa», afirmou o técnico dos encarnados em declarações à Sport Tv.
Fonte: A Bola

Moreirense – Benfica, 0-2 - Rescaldo, Fotos e Resumo (Vídeo)

17.11.12, Benfica 73

O Benfica apurou-se esta sexta-feira para os oitavos-de-final da Taça de Portugal, ao vencer o Moreirense por 0-2. O triunfo começou com um grande pontapé de Matic, terminando com uma conclusão do suspeito de costume: Óscar Cardozo.

Num encontro marcado pelo regresso do capitão Luisão à competição, o Benfica encontrou um adversário com as suas linhas muito recuadas logo desde o início, tendo apenas um elemento de referência no ataque: Ghilas. 

 

A formação orientada por Jorge Jesus teve, então, de desbloquear a estratégia ultra-defensiva do Moreirense. Foi num dos assaltos à área do conjunto de Moreira de Cónegos que ficou muitas dúvidas a abordagem de Ricardo Andrade sobre Lima. Estavam ainda decorridos dois minutos de jogo.

O primeiro desequilíbrio ofensivo do Benfica aconteceu aos cinco minutos, com André Almeida a aparecer no lado direito do ataque, onde surgiu a cruzar para o cabeceamento de Nolito, valendo um corte de um jogador da casa.


O sinal mais do Benfica foi crescendo minuto após minuto, com a segunda grande situação de perigo a sair dos pés de Luisinho. O remate saiu, no entanto, ao lado (19’).

Com o aproximar do intervalo, as acções ofensivas do Benfica foram ainda mais evidentes, com várias oportunidades de golo junto da baliza adversária. O guarda-redes Ricardo Andrade negou o tento a Bruno César aos 29 minutos, segurando também as tentativas de Gaitán (35’) e Rodrigo (44’). Do lado contrário, o primeiro tempo resumiu-se a um único remate de Ghilas (38’) e sem perigo para as redes de Paulo Lopes.  

 

Matic abriu o caminho e...
Os primeiros minutos após o intervalo foram de muita luta no meio-campo, mas a história mudou a partir dos 54

minutos, voltando ao rumo dos acontecimentos da primeira metade. Lima (55’) e Bruno César (57’) foram os jogadores que ameaçaram a baliza de Ricardo Andrade antes do golo surgir aos 58 minutos.

Após um remate perigoso de Lima, o Benfica conquistou um pontapé de canto e, na sua sequência, a bola sobrou para um pontapé fortíssimo de Matic e que só parou nas redes do Moreirense.


Com o golo sofrido, a equipa da casa alterou o seu sistema de 5-4-1 para 4-3-3, o que fez com que surgisse com mais assiduidade no meio campo defensivo do Benfica. Com um grande espírito de entreajuda, os jogadores da Luz travaram quase todas as iniciativas do Moreirense, não deixando de criar perigo no ataque.
Para história deste encontro ficou ainda uma falha na iluminação do recinto aos 78 minutos, situação que fez com que o desafio estivesse parado durante 23 minutos.

 

Cardozo fechou as contas
O encontro retomou e o Benfica marcou o segundo tento já em período de descontos por Cardozo, após uma assistência de Gaitán. Com dois pontapés certeiros e nenhum tento sofrido, a equipa carimbou, assim, a qualificação para os oitavos-de-final da Taça de Portugal. 
O Benfica apresentou a seguinte equipa em Moreira de Cónegos: Paulo Lopes; André Almeida, Luisão, Jardel e Luisinho; Matic, Bruno César (André Gomes, 90’), Nolito (Ola John, 75’) e Gaitán; Lima (Cardozo, 73’) e Rodrigo.

Fonte: A Bola / SLB

Ver ficha de jogo e Fotos aqui: http://www.abola.pt/jogodirecto/ficha.aspx?id=165160