Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

NUNCA JOGARÃO SOZINHOS

28.10.12, Benfica 73

Pelo mundo fora nunca jogarão sozinhos

Com a Bandeira sempre desfraldada    

Serão Avôs, pais filhos e sobrinhos

Que elevarão o Benfica jornada a jornada

 

São milhões, da bandeira encarnada

São milhões que vibram e choram

São milhões da bela Aguia amada

São milhões que o BENFICA adoram

 

Na bancada do Estádio da nossa glória

Não há dores, nem mágoas nem solidão

Apenas amor crescendo em vitória

Fortalecendo a chama imensa do coração

 

São milhões, da bandeira encarnada

São milhões que vibram e choram

São milhões da bela Aguia amada

São milhões que o BENFICA  adoram

 

Não há como perceber esta paixão

Perfumada de mistérios que não se explica

Seu nome é a divina gloriosa criação   

Dum Deus que nos faz amar o BENFICA

Autor: Fernando Ramos

«André Gomes e André Almeida são a vitória da formação do Benfica»

28.10.12, Benfica 73
Apesar de reconhecer que a evolução da equipa B é condicionada pela chamada de jogadores ao plantel principal, Norton Matos vê nas apostas de Jorge Jesus em André Gomes e André Almeida o resultado do trabalho que está a ser desenvolvido na formação.

«O André Gomes é uma vitória de toda a formação do Benfica, assim como o André Almeida. São dois jogadores que nos ajudaram muito na fase inicial da temporada. Vamos continuar a formar jogadores. O nosso objetivo é esse e não subir de Divisão. Temos de ter orgulho em ver atletas na equipa A», salientou o treinador no final do jogo com o Penafiel, que os encarnados perderam por 1-2.

«Nos últimos tempos, por força do nosso projeto, que é de formação, treinamos muitas vezes sem alguns jogadores que vão à equipa A. Isso torna as coisas mais difíceis», notou Norton da Matos.
Fonte: A Bola

1º acto do novo mandato

28.10.12, Benfica 73
O primeiro dia do novo mandato de Luís Filipe Vieira foi perfeito para o líder encarnado, que viu a equipa isolar-se no comando do campeonato com uma vitória sem espinhas em Barcelos, diante do Gil Vicente, que ajudou a tornar mais agradável a entrada em cena no quarto mandato consecutivo como figura máxima do clube da Luz.

Depois das emoções da véspera, o dirigente não deixou de marcar presença física no palco do encontro dos encarnados e no final da partida ficou bem patente a satisfação pela vitória e pelos três golos sem resposta.

A zona de acesso aos balneários fica na garagem situada no piso -2 do Estádio Cidade de Barcelos e Vieira esteve mais do que uma vez no espaço reservado aos jogadores, onde terá dado os parabéns à equipa pelo triunfo, uma oportunidade que terá servido igualmente para receber felicitações pela vitória no ato eleitoral de anteontem.

Já no exterior do balneário do Benfica, e enquanto andava às voltas com o telemóvel - a rede, no local, é praticamente inexistente -, Luís Filipe Vieira acabou por ser interpelado por um grupo de miúdos que por ali andava à procura de autógrafos e fotografias - Rodrigo, Matic e Cardozo foram os mais populares.
Fonte: A Bola

«Luisinho e Ola John para o campeonato vão dando» - Calado continuas a ser um grande poeta

28.10.12, Benfica 73
O treinador do Benfica diz que foi uma aposta ganha ao rodar a equipa no encontro com o Gil Vicente, após o desaire de Moscovo para a Liga dos Campeões. 
«Entrámos fortes. Sabíamos que tínhamos de marcar golos, fizemos três, e na segunda parte gerimos o resultado. Foi bom vencer num campo difícil onde o nosso rival perdeu pontos», disse Jorge Jesus, à Sport TV, justificando a aposta em Luisinho e Ola John:
«Os jogos da Champions deixam sempre marcas físicas e sabia que mudando três ou quatro jogadores que não tivessem jogado em Moscovo a equipa seria mais intensa. Isso confirmou-se. Luisinho e Ola John estiveram muito bem e são mais dois jogadores que conquistaram o seu espaço.»
«Sem comparar valores, não me iludo. O campeonato é uma coisa, a Liga dos Campeões é outra e para aqui vai dando. São jogadores que estão a crescer, podem errar, e temos de estar preparadores para isso. Ola John? É um jogador forte no um contra um e que no último terço decide. Esteve melhor em termos posicionais.»
Fonte: A Bola

A ameaça do "cromo"

28.10.12, Benfica 73

Bruno Carvalho, candidato derrotado nas eleições do Benfica de 2009, prometeu apresentar-se a votos no próximo ato eleitoral do clube encarnado, apenas um dia depois de Luís Filipe Vieira ter sido reeleito presidente das águias.

"Depois de escolherem Manuel Damásio, João Vale e Azevedo e Manuel Vilarinho, os sócios voltaram a seguir a lógica das suas opções anteriores e elegeram Luís Filipe Vieira para mais um mandato o que lhe assegurará, pelo menos, 13 anos de liderança no Benfica", disse Bruno Carvalho, através da sua conta no Facebook.
Carvalho, que liderou o Movimento "Grupo da Luz" antes das eleições, acrescentou: "A verdade é que os 'especialistas' na matéria, como comentadores televisivos e afins, já há muito vinham anunciando a inevitável vitória de Vieira. Evidentemente, que a nenhum deles, como a poucos benfiquistas, incomodou o facto de que Vieira, Moniz e Luís Nazaré, provavelmente, não teriam as condições estatutárias necessárias para se poderem candidatar aos cargos para que acabaram de ser eleitos. Assim, os grandes derrotados da noite são os estatutos do Benfica. Por isso, fica aqui, desde já, a minha promessa: digam o que disserem os estatutos, nas próximas eleições, eu vou candidatar-me à presidência do Sport Lisboa e Benfica".
Fonte: Record

«Só os melhores podem jogar no Benfica»

28.10.12, Benfica 73
O lateral-esquerdo diz que fez a «estreia de sonho» a titular no Benfica com uma vitória 3-0 sobre o Gil Vicente, em Barcelos.
«Foi uma estreia de sonho mas, mais importante, foi ajudar a equipa. O golo cedo ajudou a tranquilizar a equipa mas o Benfica foi sempre superior, por isso, foi uma vitória justa», disse Luisinho, à Sport TV, destacando a «garra e ambição» da equipa após o desaire com o Spartak Moscovo, para a Liga dos Campeões.
Sobre Jorge Jesus: «Pede-me que tenha iniciativa. Tem-me ajudado muito e pede para melhorar em tudo porque só os melhores podem jogar no Benfica.»
Fonte: A Bola

Gil Vicente – Benfica, 0-3: “Águia” real em Barcelos - Rescaldo, Resumo com Relato e Fotos

28.10.12, Benfica 73

No regresso aos jogos do Campeonato Nacional, a equipa de Futebol profissional alcançou uma vitória clara no recinto do Gil Vicente, por 0-3. Para a história fica mais uma boa exibição do Benfica e os golos que selaram a mesma.

O treinador Jorge Jesus apresentou algumas mudanças no onze, nomeadamente Luisinho, no lado esquerdo da defesa, André Gomes, no miolo do terreno, e Ola John, no lado esquerdo – mais tarde no lado oposto - do ataque. Apesar destas alterações, as ideias de jogo da equipa mantiveram-se inalteradas e o primeiro lance de construção fala por si, já que resultou em golo.

 

Numa boa iniciativa individual, Enzo Perez desmarcou Maxi Pereira no lado direito e este cruzou para o interior da área do Gil Vicente, onde surgiu Lima a facturar de cabeça. Estava decorrido o primeiro minuto de encontro. 
O mote para o caudal ofensivo do conjunto da Luz estava dado, tal como ilustram os lances que se seguiram. Com um bom movimento, o holandês Ola John rematou para uma defesa de Adriano (14’), guarda-redes que viu Cardozo marcar um livre muito perigoso aos 17’.
O futebol ornamentado dos benfiquistas voltou a dar os seus frutos aos 26 minutos. Brilhante, simplesmente brilhante, a forma como Enzo Perez desmarcou o avançado Lima, com este depois a descobrir Luisinho no interior da área, para a obtenção do 0-2. 

E que dizer do 0-3, obtido já em período de descontos? O jovem André Gomes iniciou e concluiu uma das melhoradas jogadas do primeiro tempo. Tal como nos anteriores lances, Enzo Perez também teve um papel activo, já que acabou por ser quem fez o cruzamento para a área gilista, onde André Gomes, após não ter tido êxito num primeiro remate, conseguiu mesmo marcar na insistência do lance. Não podia ter tido melhor estreia a titular no que respeita a jogos da Liga.

Controlo de jogo até à vitória final
O segundo tempo não variou muito do registo dos primeiros 45 minutos, com boa circulação de bola e a respectiva

criação de oportunidades de golo, isto perante um Gil Vicente completamente inoperante, parecendo que nem estava a perder por…0-3.

A vantagem benfiquista podia ter sido mesmo ampliada nos primeiros 15 minutos, com Ola John (55’) e Lima (59’) a verem os seus 

remates a serem impedidos de chegar à baliza com êxito.

Enzo Perez, aos 69 minutos, foi expulso por acumulação de amarelos, no entanto, essa situação alterou o rumo do encontro. Com naturalidade, o Benfica somou mais três pontos e continua, assim, no topo da tabela classificativa. Na próxima jornada, o conjunto da Luz vai receber o Vitória de Guimarães.

 

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com a seguinte equipa: Artur Moraes; Maxi Pereira, Garay, Jardel e Luisinho; Matic (Bruno César, 65’), Enzo Perez, André Gomes e Ola John; Lima (Rodrigo, 75’) e Cardozo (André Almeida, 82’).

Fonte: A Bola/SLB
Veja aqui a ficha do jogo e FOTOS: http://www.abola.pt/jogodirecto/ficha.aspx?id=153932

Já tinha saudades de um discurso destes...sem desculpas

28.10.12, Benfica 73

«O jogo acaba por não ter grande história. Uma vitória naturalmente justa do Benfica, marcada pela hora em que foram marcados o primeiro e terceiro golos: o primeiro condiciona emocionalmente, logo no início; o terceiro, no tempo de compensação da primeira parte, dói e tirou-nos qualquer capacidade de reação que pudéssemos vir a ter. Não fomos muito agressivos e determinados na primeira parte. O Benfica aproveitou-se dos nossos erros e levou três pontos justos», disse Paulo Alves.

Fonte: A Bola