Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

A jornalista desportiva... da moda (Fotos)

19.08.12, Benfica 73
Chama-se Jennifer Lynette Sterger, nasceu a 29 de novembro de 1983 e é, com certeza, a jornalista desportiva... da moda. Atualmente colunista da Sports Illustrated, já trabalhou nos New York Jets, no canal televisivo ABC, na Fuel TV, entre outros.
Ainda assim, não é só no jornalismo que ´Jenn´ dá cartas. Depois de ter sido dada a conhecer nas FSU Cowgirls, um grupo que utilizada chapéus de cowboy em jogos de futebol americano, Jennifer Sterger tornou-se modelo e atriz.
Já posou para revistas como a Maxim e Playboy, bem como em campanhas publicitárias de diversas marcas. Como atriz, surgiu no E! Entertainment Television e nunca mais parou...
Fonte: A Bola
O
Jenn
Beleza
Jenn
Implantes
Produção
Equipada
Pronta
Bela
Produção

Reacção de Salvio

19.08.12, Benfica 73
Marcou no regresso ao Estádio da Luz mas não evitou o empate do Benfica com o SC Braga. Eduardo Salvio era, por isso, um homem de sentimentos divididos no final do jogo de estreia das águias na edição 2012/13 da Liga.
«Trabalhamos sempre para poder jogar e ajudar a equipa. Estou contente pelo golo mas fica um sabor amargo pelo empate», diz o avançado argentino, em declarações à Sport TV.
«Fizemos o que nos competia durante os 90 minutos. Merecíamos um pouco mais, mas o futebol é assim. Todas as equipas dão o máximo contra o Benfica e o SC Braga esteve bem», realça.
Tal como sucedeu nas últimas sete épocas, o Benfica não venceu na primeira jornada do Campeonato. O empate com os bracarenses, afiança Salvio, «não vai afetar» a equipa. 
«Estamos no início. Há coisas para melhorar. Vamos treinar e pensar no próximo jogo», atira, aludindo à deslocação ao Bonfim, para defrontar o V. Setúbal na segunda jornada da Liga.
Fonte: A Bola

JJ e as suas tretas!!!

19.08.12, Benfica 73
Jorge Jesus elogia a qualidade do espetáculo proporcionado por Benfica e SC Braga, salientando que as águias tiveram pela frente um candidato ao título, que dificultou a tarefa da sua equipa.

«Jogámos contra uma equipa boa, forte, que também luta pelo título. Foi um jogo dividido. O Braga entrou melhor no jogo e o Benfica entrou melhor na segunda parte. Em desvantagem, acreditámos sempre que podíamos dar a volta ao resultado. Benfica e Braga são duas equipas equilibradas, foi um jogo bem disputado para a primeira jornada. As duas equipas apresentaram alguns defeitos, o que é normal», analisou o treinador dos encarnados, em declarações à Sport TV

«Foi um bom espetáculo, com quatro golos. O ideal teria sido vencer, não conseguimos mas temos de reconhecer que jogámos contra uma boa equipa», reforçou.

«O Braga é uma equipa experiente. Quando esteve a perder nunca se enervou, não perdeu a identidade, o mesmo se aplicando ao Benfica. São duas equipas para disputar os primeiros lugares», vaticinou Jesus.
Fonte: A Bola

Benfica – SC Braga, 2-2 - Rescaldo e Resumo (Vídeo)

19.08.12, Benfica 73

A equipa de Futebol profissional empatou este sábado, dia 18 de Agosto, a dois golos com o SC Braga, no jogo de arranque do Campeonato Nacional. Um resultado que não espelha o futebol praticado pelo Benfica.

A época oficial abriu para o Sport Lisboa e Benfica e os adeptos corresponderam em força, dando um grande colorido ao Estádio da Luz. Os minutos iniciais foram pautados pelo equilíbrio e foi, essencialmente, nesse período que o adversário chegou com perigo junto das redes de Artur Moraes.

 

O tempo passou e o Benfica começou a desequilibrar com um futebol bastante atractivo. Com um remate à figura, o belga Witsel foi o primeiro a testar os reflexos de Beto (14’).

Salvio, uma das novidades do onze de Jorge Jesus, esteve muito dinâmico nas acções ofensivas e, numa das jogadas da equipa, o argentino trabalhou muito bem dentro da área, conseguindo espaço para rematar, no entanto, a tentativa foi defendida por Beto (19’).

 

O opositor começou a sentir muitas dificuldades, com os jogadores bracarenses a serem obrigados a jogar para trás, o que fez com Beto tivesse de colocar algumas vezes a bola fora. Com o adversário a conseguir suster os ataques benfiquistas, a equipa orientada por Jorge Jesus tentou chegar ao golo num livre. Numa jogada de laboratório, Cardozo não atirou directo e Bruno César apareceu para tentar o remate com êxito, mas a bola não entrou (26’). O jogador brasileiro voltou a estar em acção aos 42 minutos mas, mais uma vez, o pontapé saiu ao lado. Perto do intervalo, Alan teve uma carga sobre Bruno César e Artur Soares Dias assinalou falta. Era o segundo amarelo, mas este não foi mostrado…

 

O descanso veio e o início de segundo tempo não podia ter sido o melhor, uma vez que Salvio facturou logo aos 48 minutos, após um cruzamento de Rodrigo do lado esquerdo do ataque.

Dois lances fortuitos ditaram depois a reviravolta no marcador, com um auto-golo de Melgarejo (54’) e uma conclusão de Mossoró (62’). O treinador Jorge Jesus mexeu na equipa e aos 70 minutos foi assinalada uma grande penalidade, em virtude de uma mão de um jogador visitante. Douglão recebeu ordem de expulsão por parte do árbitro Artur Soares Dias e Cardozo não perdoou na hora de marcar o castigo máximo (72’).

 

A bola voltou a entrar na baliza dos forasteiros aos 81 minutos, mas o árbitro considerou falta de Cardozo sobre Beto. Um lance em que o guarda-redes sente a presença do paraguaio e ilude o juiz portuense.

O resultado não sofreu alteração e a partida acabou empatada a dois golos, num desfecho nada condizente com o que se passou dentro das quatro linhas.

 

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com a seguinte equipa: Artur Moraes, Maxi, Luisão, Garay e Melgarejo, Javi García, Witsel, Salvio (Enzo Perez, 68’) e Bruno César (Nolito, 63’); Rodrigo (Aimar, 68’) e Cardozo.

Fonte: SLB

Outra Crónica: http://www.abola.pt/jogodirecto/ficha.aspx?id=153879