Maio 30 2012
De férias na Argentina, Javier Saviola não tem qualquer problema em assumir o amor ao River Plate. No entanto, o avançado argentino lembra que tem ainda mais um ano de contrato com o Benfica, pelo que só depois poderá pensar no eventual regresso ao clube do seu coração.

«Adoraria voltar no futuro. Toda a gente sabe o quanto quero voltar a usar a camisola do River», afirmou Saviola, em declarações prestadas à Rádio Ovacion, da Argentina.

Porém, Saviola, de 30 anos, lembra que o seu presente é o Benfica, pelo que fez questão de refrear as expectativas dos adeptos do clube argentino: «O River está numa situação delicada e não é o momento para falar de um regresso, pois nem sequer se está a tratar disso. O meu futuro só se verá mais à frente, até porque ainda tenho mais um ano de contrato com o Benfica.»
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 23:27

Maio 30 2012
O central do Zenit e da Seleção Nacional, Bruno Alves, espera ser bem recebido no Estádio da Luz, palco do jogo particular de Portugal com a Turquia, o último antes do início do Europeu.
«Como já disse anteriormente nunca tive algo contra o Benfica, contra os adeptos do Benfica, contra os jogadores do Benfica. Espero que os portugueses me recebam bem porque sempre dei o melhor pela Seleção e pelos clubes em que joguei», afirmou Bruno Alves, à margem da apresentação das novas botas para o Campeonato da Europa.
Recorde-se que o central do Zenit teve um lance polémico com Rodrigo, avançado do Benfica que acabou por sair lesionado.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 19:47

Maio 30 2012
O médio argentino Enzo Pérez, cedido pelo Benfica, contraiu um estiramento de grau dois no joelho, e não deverá voltar a jogar pelo Estudiantes.
Enzo Pérez, aos 54 minutos da partida frente ao Arsenal de Sarandi (1-1), ficou caído após entrada de um adversário, teve de receber assistência e ainda tentou regressar, mas já não era possível. 
O médio argentino ficou revoltado com a situação e até bateu na estrutura do banco de suplentes. 
Enzo Pérez já não deverá jogar mais pelo Estudiantes, isto porque o seu empréstimo termina em junho.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 18:25

Maio 30 2012
Em entrevista a A BOLA, Rodrigo diz que não se arrepende de ter trocado o Real Madrid pelo Benfica. «Foi a melhor decisão que tomei», acredita o avançado.
Arrepende-se de ter trocado o Real Madrid pelo Benfica?
Foi uma excelente decisão. Estou num grande clube e muitos jogadores jovens gostariam de estar no Benfica. Estou feliz pelo passo que dei e o tempo tem-me dito que tomei a melhor decisão.
Como surgiu a oportunidade de jogar no Benfica?
Havia duas opções: o Benfica e o Bolton. O Benfica atraiu-me mais, pelo prestígio e dimensão do clube e por participar nas competições europeias. No primeiro ano, não tive a possibilidade de ficar, fui para o Bolton, ao qual estou muito agradecido pela oportunidade que me deu de jogar na Premier League.
Que diferenças há entre Bolton, Real e Benfica?
Cada clube tem a sua história e as suas características. É difícil apontar as diferenças e dizer qual é o melhor ou o pior. O Real e o Benfica são, logicamente, mais parecidos, são os maiores nos seus países, enquanto o Bolton é mais modesto, teve o azar de descer de Divisão, mas é um clube que me ajudou a progredir como jogador.
Parece que o Real Madrid se arrependeu de o ter vendido.
No ano que lá estive, procurei fazer o melhor possível. Como profissional, fiz o mesmo no Bolton e, este ano, no Benfica. Não tenho ideia de quais são as intenções do Real Madrid, só sei que estou no Benfica, sinto-me muito feliz, tenho contrato e não penso em mais nada.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 17:10

Maio 30 2012

«Venho só dizer uma coisa....faço parte do corpo de intervenção que esteve no Dragão Caixa no jogo em questão. 
Vou deixar aqui detalhes do que realmente se passou, se quiserem fazer isto público estão à vontade pois irão ter a confirmação disto tudo dentro de dias, no nosso relatório. 
  
Posto isto, relato o seguinte.
-O jogo foi por si bastante quentinho, por algumas vezes tivemos de intervir junto de adeptos por arremessos de objectos perigosos para a integridade de todos os atletas, uma vez que em movimento dificilmente acertas no alvo pretendido, os jogadores do banco foram os mais protegidos, mas também os mais massacrados;
-No término da partida, os festejos dos jogadores do Benfica foram contidos, tendo surgido aquela situação entre o atleta Nuno Marçal e o treinador Carlos Lisboa;
-Após este incidente os adeptos começaram arremessar todo tipo de objectos para dentro campo, e de seguida o atleta Nuno Marçal dirigiu-se à claque SD nos seguintes modos:
"Vocês vão deixar que eles festejem??Façam qualquer coisa, partam-nos todos..."
   
Ainda com os ânimos mais exaltados, tivemos de recorrer à força fisica e colocar em sentido alguns espectadores;
-Após carga policial, muitos deles resolveram ir buscar paralelos, sim leram bem,paralelos, para agredir o nosso corpo. Como estávamos junto de outro público essas pedras caíram junto do mesmo abrindo cabeças de mulheres e ferindo até crianças; depois o sr Presidente da instituição portista vem dizer que fomos nós que batemos em crianças e em mulheres, quando foram eles próprios a agredir as próprias mulheres e filhos;
-Para terminar, o jogador Rolando, defesa da equipa de futebol, estando presente no pavilhão ao terminar o encontro, foi abordado por um grupo de adeptos, dando-lhe um enxerto de porrada desde a saída do pavilhão até à sua viatura. 
   
Poderão em breve confirmar isto tudo, mas disto ninguém veio falar, nem o presidente nem a SAD dessa instituição...»

Fonte: O Antitripa

publicado por Benfica 73 às 12:19

Maio 30 2012

Salvio está a um pequeno passo de se tornar jogador do Benfica a título definitivo. O internacional argentino já chegou a um entendimento total com os responsáveis encarnados no que diz respeito a condições salariais para um contrato que deverá ter a duração de 5 temporadas.

As conversações entre as águias e o jogador decorrem desde janeiro – altura em que o clube da Luz tentou nova cedência – e o extremo deixou sempre claro que o Benfica seria a primeira opção, caso não lhe fosse garantido por Diego Simeone que jogaria com frequência.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 12:03

Maio 30 2012
O presidente do Santos, Luis Álvaro Ribeiro, disse esta terça-feira que o clube vai fazer tudo para manter o avançado Alan Kardec. Para tal, tem agendada uma viagem a Lisboa para tentar convencer o Benfica.

«Estamos na iminência de fazer uma visita ao Benfica para falar do assunto. Estamos na expectativa de manter o jogador, será um processo difícil, mas estamos na luta», afirmou o dirigente à Rádio Bandeirantes, do Brasil.

O empréstimo de Kardec, 23 anos, termina a 30 de junho. O Santos pretende, pelo menos, contar com o jogador até ao final da Taça dos Libertadores, que decorre até finais de julho.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 11:24

Maio 30 2012
O Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa deduziu, esta terça-feira, acusação contra 18 elementos das claques Juve Leo e No Name Boys, envolvidos em incidentes antes e durante o Sporting-Benfica disputado a 21 de fevereiro de 2011, em Alvalade.

Os indivíduos, 16 da Juve Leo e dois dos No Name Boys, terão de responder pelos crimes de resistência e coação, de ofensas à integridade física, de participação em rixa, de detenção de arma proibida e de arremesso de objetos.

Os incidentes remontam a 21 de fevereiro de 2011, no Estádio de Alvalade, à margem do Sporting-Benfica que terminou com o triunfo dos encarnados por 2-0. Na altura a PSP deteve várias pessoas na sequência de confrontos que causaram ferimentos a seis elementos da força policial.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 11:03

Maio 30 2012
Quatro anos depois de ter abandonado o comando da Seleção Nacional, Luiz Felipe Scolari abriu o livro e, em entrevista à RTP, relata episódios que, até agora, permaneciam na esfera privada da FPF, nomeadamente sobre a alegada influência de Pinto da Costa na equipa das quinas.

O treinador brasileiro dá agora a conhecer, por exemplo, os motivos que o levaram a prescindir de Vítor Baía, quando este representava o FC Porto.

«O presidente do FC Porto disse-me que ele [n.d.r. Vítor Baía] não estaria nos planos do clube, que não jogaria e que estava em conflito com o treinador [José Mourinho] e com a Direção. A partir daí passei a olhar com outros olhos. Fiz as mesmas perguntas a pessoas que trabalhavam na Seleção antes de eu chegar e ouvi histórias sobre o balneário, comando e liderança e decidi que não iria convocá-lo», conta Scolari, sustentando que expor o assunto na opinião pública seria afrontar «um dos maiores dirigentes» do futebol português.

«Não interessava esclarecer, porque seria uma guerra que poderia ter com um dos maiores dirigentes, uma pessoa que tinha influência na Seleção, como era o presidente do FC Porto», indica.

«Todo o mundo sabe que ele [Pinto da Costa] tem grande influência. Pode opinar sobre jogadores, pode, numa conversa muito interessante com o presidente da Federeção, sugerir a ideia de jogar aqui ou ali», refere Scolari, adiantando que a relação com o líder do FC Porto normalizou depois de abandonar o cargo de selecionador.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 08:32

Maio 30 2012
publicado por Benfica 73 às 07:47
Tags:

Maio 30 2012

As coisas desagradáveis que os ex-treinadores têm de ouvir, às vezes…
Romelu Lukaku, o jogador belga do Chelsea, diz agora que nunca irá perdoar a André Villas Boas e Paulinho, o roupeiro do Sporting, diz agora que nunca mais estende a mão a Domingos Paciência.
Ora aqui está um balanço diferente, em jeito animoso, das duas interessantes e surpreendentes finais que marcaram a agenda de fim-de-semana de todos os que gostam de futebol, em Portugal e por esse mundo fora.
Lukaku, acabadinho de se consagrar campeão da Europa, acusou Villas Boas de não lhe passar cartão nos meses em que trabalharam juntos em Londres. “Não consegui aceitar o modo como fui tratado”, disse muito zangado.
Por sua vez Paulinho, que tinha marcado a sessão pública de lançamento do seu livro de memórias para o dia, hipoteticamente festivo, a seguir à final da Taça de Portugal, acusou Domingos Paciência praticamente da mesma coisa. Ou seja, de não lhe dar créditos pelo seu bom trabalho de décadas em Alvalade: “É muito feio um treinador meter-se no trabalho do roupeiro”, lamentou.
São apenas e só nestes protestos de Lukaku e de Paulinho, 24 horas depois dos jogos de Munique e do Jamor, que se consegue vislumbrar um paralelismo, um vaguíssimo ponto de similitude entre a final da Liga dos Campeões impecavelmente organizada pela UEFA e a final da Taça de Portugal, organizada pela FPF que, certamente por falta de parafusos, entregou à equipa vencedora um troféu desatarraxado, ainda que histórico.
Os dois grandes acontecimentos, salvaguardando as devidas distâncias mitológicas, calharam no mesmo fim-de-semana e como já há pouco futebol, estamos a entrar em época de defeso dos clubes, houve uma natural tendência geral para se deitarem todos, à falta de mais assuntos, a estabelecer comparações entre as duas finais, a europeia e a nossa.
Em termos de falta de parafusos não há comparações possíveis, que me desculpem os patriotas.
A taça da UEFA apresentou-se inteirinha, numa peça só, sem amolgadelas e a brilhar de todos os ângulos. A nossa taça foi aquela desgraça. Faltava-lhe um parafuso. Ou mesmo dois, quem sabe?
Em termos dos quatro guarda-redes em acção, as comparações também não são fáceis. Em Munique estiveram, provavelmente, os dois melhores números 1 do mundo. E ambos justificaram os seus galardões. Emanuel Neuer e Petr Cech deram os seus respectivos festivais nos 90 minutos, na meia hora de prolongamento e no desempate por grandes penalidades.
Devo confessar uma fraqueza: torci pela vitória do Bayern desde a primeira apitadela de Proença até ao momento, já à beira do fim, em que Emanuel Neuer avançou para marcar, contra o colega de baliza, uma das grandes penalidades no momento do ou-vai-ou-racha. 
Desejei imediatamente que falhasse. Não vejo nada de bonito quando um guarda-redes desfeita, no frente a frente dos 11 metros, sem nenhum obstáculo entre eles, um colega do mesmo posto. Mas Neuer não falhou e, miraculosamente, o Chelsea acabou por ganhar a taça com os parafusos todos.
No Jamor estiveram dois guarda-redes portugueses, Rui Patrício e Ricardo. E devo confessar o que, na verdade, até salta à vista. Torci pela Académica. E como se tratou de um jogo sem grandes penalidades, não houve qualquer hipótese para Ricardo se atrever a marcar um penalty ao seu colega Rui Patrício. Assim sendo, não mudei de clube como me aconteceu com a final de Munique, e estive pela Académica até ao fim do jogo.
Rui Patrício até é o melhor guarda-redes português. Mas no domingo, francamente, não parecia nada disso. Sofrer um golo de cabeça de um adversário com 1 metro e 66 e que ainda se pôs de joelhos para enfeitar melhor o lance não é coisa digna de um craque das redes como é Rui Patrício.
Em termos dos apostadores, as duas finais, na verdade, tiveram em comum o facto de terem ganho as equipas que, quer em Munique quer em Lisboa, não eram de todo as favoritas. Dizem que é por isso que o futebol é um desporto que arrasta multidões, por causa da imprevisibilidade, embora saibamos que haverá sempre imprevisibilidades maiores para uns do que para outros.
E isto também vale para os treinadores. Jupp Heynckes, por exemplo, nos dias que antecederam o jogo optou por não falar já como treinador da equipa vencedora e referiu-se sempre ao Chelsea com o respeito que lhe mereciam todos os jogadores da equipa adversária, elogiando-os a todos como adversários merecedores da maior consideração. Heynckes sabe muito que isto das imprevisibilidades toca a todos. 
Ainda que toque mais a uns do que a outros.
Sá Pinto, o treinador do Sporting, talvez por estar em início de carreira, foi menos arguto do que o já entradote treinador alemão. Antes do jogo, sentia-se no seu discurso a inspiração de um vencedor antecipado, o que se desculpa porque há meses que, em Alvalade, ninguém conferia qualquer estatuto de “imprevisibilidade” à Taça de Portugal. 
Mas ao contrário de Heynckes, matreiro, que em termos públicos olhou para a equipa adversária como um todo, Sá Pinto, nos mesmo termos públicos, só se preocupou com um jogador da Académica chamado Adrien. 
Era a tal a confiança do treinador do Sporting que, na conferência de imprensa de lançamento do jogo, entendeu ser aquela a altura certa e a ocasião propícia para ralhar com Adrien, que está emprestado pelo Sporting à Briosa, por ter furado o “black-out” decretado pela sua entidade patronal e, pior ainda, de o ter feito para manifestar o seu “optimismo” no que diz respeito ao desfecho do jogo.
Foi neste preciso momento que se começaram a desatarraxar sozinhos os parafusos do troféu… E quando Pedro Emanuel, altamente confrangido pela tirada do colega, se viu obrigado a quase pedir desculpa por “incutir optimismo” nos seus jogadores não restaram dúvidas que a Taça de Portugal de 2012 ia chegar estragada, em mau estado às mãos dos seus vencedores.
Foi este o problema de Sá Pinto: só se preocupou com o Adrien e esqueceu-se do Marinho. O problema do Heynckes foi diferente: não se preocupou com o Robben. A verdade é que ambos, sendo favoritos, perderam as suas finais do fim-de-semana e por isso há uma multidão de curiosos a estabelecer paralelismos entre os dois acontecimentos.
E há quem diga:
- Aconteceu ao Sporting o mesmo que aconteceu ao Bayern!
Não é verdade. É, aliás, uma grande mentira.
Sim, eram favoritos e perderam, todos admitimos. Mas, em termos de futebol jogado, o Bayern foi altamente infeliz no jogo (sofreu o empate a 2 minutos dos 90), no prolongamento (falhou uma grande penalidade) e nas grandes penalidades (foi o que se viu), enquanto o Sporting, mesmo perdendo, foi muito feliz no jogo e é caso para se dizer que foi melhor o resultado do que a exibição.
Espero, com todo o desportivismo, que no próximo ano a Taça de Portugal venha com os parafusos todos.
E, benfiquistas, animem-se: pelo menos a Taça da Liga vem sempre com os parafusos todos.

Querem ver que os nossos já tradicionais receios se confirmam e que o Ola John se vai transformar rapidamente no Adeus John?
Santa paciência.

Se o Abramovich mandar embora o Di Matteo é porque também não funciona com os parafusos todos. Que isto sirva de consolação.

PS – Foi-se embora o Manolo Vidal, uma excelente pessoa, um cavalheiro a toda a prova, um grande dirigente do Sporting. Tinha muitos talentos. O humor era um deles. Recordo-o sempre como o único dirigente do futebol português que soube responder a Pinto da Costa à altura da provocação. O presidente do FC Porto referiu-se em termos depreciativos ao sotaque galego de Manolo e Manolo respondeu vincando-lhe o atributo do “sotaque siciliano”. Nunca nenhum jornalista teve curiosidade em perguntar a Manolo Vidal o que queria ele dizer com isso do “sotaque siciliano”. Mais um mistério que ficou por resolver no nosso futebol.

Autor: Leonor Pinhão

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 00:41

Maio 30 2012
Uma carta muito especial, aplaudida com emoção pelos jogadores da Seleção Nacional...
A poucos dias da partida para o Campeonato da Europa, o espírito de equipa é cada vez mais forte. 
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 00:06

BENFICA 73
contador grátis
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...