Abril 17 2012
k,jh
publicado por Benfica 73 às 22:42
Tags: ,

Abril 17 2012
Pablo Aimar é dúvida para defrontar o Marítimo, no próximo sábado, na Luz (17 horas), no compromisso dos encarnados na 27.ª jornada do Campeonato. 

De acordo com o boletim clínico divulgado há minutos pelo Benfica, o número dez sofreu uma «tendinite no pé direito» e «efetua tratamento e trabalho de ginásio».

Além de Pablo Aimar, o outro jogador do plantel entregue ao departamento médico é Miguel Vítor. O jovem defesa-central padece de uma «lesão muscular na face posterior da coxa direita» e, de igual forma, «efetua tratamento e trabalho de ginásio».

De realçar, ainda, que Mika já terá debelado o problema que o afetou num ombro. O nome do guarda-redes português já está ausente do boletim clínico.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 22:13

Abril 17 2012
publicado por Benfica 73 às 21:50

Abril 17 2012
publicado por Benfica 73 às 21:20
Tags: ,

Abril 17 2012

1. Perdemos em Alvalade (o Sporting lá ganhou o “seu” campeonato…) e, infelizmente, a par de (demasiadas) deficiências próprias, houve mais uma vez deficiências do árbitro que não marcou uma (indiscutível) grande penalidade no 1º minuto mas não deixou de marcar outra no 18º, “virando” desde logo o jogo. Mas, infelizmente, já nos vamos habituando. Claro que quatro pontos de atraso para o FC Porto são muito difíceis de recuperar (não seriam se aquele fora-de-jogo do 3º golo do jogo da Luz tivesse sido assinalado…) mas temos um sub-objectivo que não pode ser desprezado: a entrada directa na fase de grupos da Liga dos Campeões. O Campeonato ainda não acabou…

2. Excelente exibição – na maior parte do tempo só com 10 e contra 12… - no campo do Chelsea. Foi um verdadeiro regresso do Benfica Europeu que queremos ver sempre, daqui para a frente. A eliminação foi injusta mas o nosso Clube saiu altamente prestigiado, concluindo mais uma excelente campanha europeia. Foi pena não termos alcançado a nossa 12ª presença em meias-finais europeias (o FC Porto vai em 6 e o Sporting atingiu a 5ª) mas, a jogar assim, seremos sempre candidatos.

3. O Sporting voltou a pressionar o árbitro antes de um jogo. Depois de o ter feito há meses relativamente a João Ferreira – e daí o boicote dos árbitros a esse jogo - , repetiu-o agora, novamente através do “Record”, em relação a Duarte Gomes, que era apontado como muito provável árbitro do jogo com o Benfica. E nem lá faltam exemplos de “polémicas” envolvendo jogos do Sporting com esse árbitro. Duarte Gomes, no entanto, acabou por não ser o árbitro do jogo e não mais se ouviu falar no caso…

4. As queixas do Sporting a propósito do jogo da Luz, durante o qual foi inaugurada a caixa de protecção dos adeptos, foram arquivadas. Obviamente. Os adeptos do FC Porto e do Chelsea já haviam dado a melhor resposta aos dirigentes do Sporting, que gostam muito de distrair as atenções e de tentar ganhar as simpatias dos seus adeptos. E, em Alvalade, não convidaram o presidente do Benfica para o lugar que oferecem sempre ao do FC Porto. Mesmo que este lhes “desvie” treinadores (Villas-Boas) e jogadores (João Moutinho) …

Fonte: Jornal O Benfica

publicado por Benfica 73 às 20:18

Abril 17 2012
Os sócios e adeptos do Benfica terão entrada gratuita no Seixal, no próximo sábado, para assistir ao jogo com o FC Porto, relativo à 10.ª jornada da fase de apuramento de campeão do Campeonato Nacional de juniores.
clássico tem início marcado para as 16 horas, no campo n.º 1 do centro do Caixa Futebol Campus.
O Benfica lidera a classificação, com 20 pontos, seguido de Sporting (19) e FC Porto (18).
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 20:12

Abril 17 2012
O vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristóvão foi reintegrado em plenas funções.
O Conselho Diretivo do Sporting esteve reunido para analisar a situação em torno do vice-presidente Paulo Pereira Cristóvão, que suspendeu o mandato quando foi constituído arguido no caso Cardinal.
A decisão final passou pela reintegração de Paulo Pereira Cristóvão. O dirigente vai agora prosseguir as suas funções no Sporting.
Eis o comunicado do Sporting:
«Reunido o Conselho Directivo do Sporting Clube de Portugal, e após ouvir o vice-presidente Paulo Pereira Cristóvão, foi decidido que este deva reassumir as suas funções a partir da presente data, tendo sido retirado o pedido de suspensão de mandato.
O Conselho Directivo apela à união de todos os sportinguistas e ao apoio nos próximos desafios do Clube.
Lisboa, 17 de Abril de 2012
O Conselho Directivo»
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 14:15

Abril 17 2012

O multimilionário russo de Stamford Bridge precisou de duas arbitragens marteladas para ultrapassar o Benfica nos quartos-de-final da Liga dos Campeões. Em jogo, o Benfica foi sempre superior. Mas, primeiro foi na Luz, onde o capitão do Chelsea exibiu a sua impunidade ao cortar uma bola com o braço dentro da área nas barbas do árbitro. E o pior estava para vir em Londres, onde um esloveno com cadastro anti-benfiquista fez a mais incompetente, ardilosa e parcial arbitragem do ano.

Valeu tudo: faltas das quais saíram punidas as vítimas; total impunidade para a brutalidade dos donos da casa; faltas a beneficiar o infrator ou simplesmente para virar o sentido do jogo; cartões sem justificação ou mesmo por engano no jogador; um penalti arrancado a ferros; uma expulsão, ao segundo amarelo, após um primeiro cartão mostrado sem qualquer razão.

O Benfica jogou condicionado pelo árbitro escolhido pela UEFA. E dá ideia que esta passou a ser prática usual da UEFA na era Platini: favorecer os mais ricos, para promover finais que sejam negócios de milionários, o que o sorteio para os quartos-de-final já prenunciava. O Benfica ficou a saber como é mas, na verdade, não deve ter ficado muito surpreendido. Em Portugal, quando perde pontos, ou mesmo muitas vezes quando os ganha, o Benfica é por sistema vítima de erros e de excessos de arbitragens. Enquanto os seus adversários são invariavelmente beneficiados pelos mesmos ou outros homens do Apito.

O Benfica sempre que ganha vence mais que um adversário.

Fonte: Jornal O Benfica

publicado por Benfica 73 às 12:28

Abril 17 2012
Cassiano Pereira ainda não falou com o Benfica, mas diz que a transferência de Fábio para a Luz pode concretizar-se ainda neste mês de abril. Empresário revela que foi Alex Ferguson quem sugeriu o clube encarnado ao lateral-esquerdo brasileiro, que «está muito motivado» com a possibilidade de jogar de águia ao peito.

«O Fábio quer jogar em Portugal, seria ótimo para ele. O Fábio está motivado para ir para o Benfica, porém, temos de conversar com o Manchester United, são eles que decidem», afirma Cassiano Pereira, em declarações à Renascença, recordando que Emerson, aposta habitual de Jorge Jesus, «está a ser muito criticado» pelos adeptos do Benfica.

O representante de Fábio esclarece, todavia, que ainda não falou com ninguém do Benfica sobre a possibilidade de o jovem brasileiro rumar à Luz. 

«Esta situação surgiu na semana passada. No final de um treino, o Ferguson comunicou ao Fábio que quer vê-lo jogar para ganhar ritmo e experiência. Acredito que até ao final do mês de abril tenhamos uma posição mais concreta sobre o que vai acontecer», indica.
«O Ferguson gosta muito do Fábio, mas ele não está a ter muitas oportunidades para jogar porque o Evra é um grande jogador, ao nível da seleção francesa e capitão de equipa», justifica o agente, revelando que partiu do manager escocês a sugestão de o jogador, de 21 anos, rumar ao Benfica a título de empréstimo.

«Ferguson sugeriu o Benfica, ele gosta muito do Benfica. É uma equipa grande e, em Portugal, equivale-se ao Manchester United», diz Cassiano Freitas.

De acordo com a Imprensa inglesa, Fábio chegaria à Luz na próxima época por empréstimo dosred devils, envolvido no negócio que levaria Nico Gaitán a percorrer o caminho inverso. 

Federico Macheda, avançado italiano do Manchester United que se encontra cedido ao Queens Park Rangers, pode também integrar o plantel das águias na próxima época, mas a título definitivo.
A transferência do extremo argentino para Old Trafford faria ainda entrar 25 milhões de euros nos cofres da SAD encarnada.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 12:15

Abril 17 2012

A SAD do Benfica não está muito inclinada a envolver jogadores numa eventual transferência de Gaitán para o Manchester United.

Os encarnados mostram-se disponíveis para negociar o jogador no final da temporada mas, se for possível, o negócio será fechado mediante uma compensação financeira. Recorde-se que os red devils equacionam oferecer 25 milhões de euros, montante que não chega para satisfazer Luís Filipe Vieira.

Conforme Record noticiou oportunamente, já existe um acordo de cavalheiros entre os dois emblemas tendo em vista a venda do passe do argentino, de 24 anos.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 10:31

Abril 17 2012
O antigo dirigente do Benfica não compreende as críticas a Jorge Jesus, lamenta a memória curta dos que contestam o trabalho do treinar e considera que muitos vão «esfregar as mãos» caso o técnico venha a ser dispensado do clube da Luz.

«Deve analisar-se o bom e o mau, e o balanço de Jorge Jesus é de tal maneira positivo que não me passa pela cabeça que os responsáveis do Benfica tenham como premissa a saída dele. Seria de uma injustiça a toda a prova. Acho que tem condições para ficar e penso que a maioria dos benfiquistas ainda estão com ele. Já provou que é um profissional competente. Espero bem que ele não seja dispensado, outros vão esfregar as mãos se isso acontecer», disse José Capristano em declarações à TSF, considerando «ingratas» as críticas ao trabalho do treinador.

«As pessoas têm memória curta e esquecem-se do estado em que estava o Benfica quando Jorge Jesus chegou ao clube, no plano financeiro e com o Estádio da Luz vazio, sem chama. Quem galvanizou o estádio foi o Jorge Jesus, que é um treinador à Benfica. É um treinador activo e tem proporcionado mais-valias ao clube com vendas de jogadores que renderam milhões de euros», atirou.
Fonte: A Bola
publicado por Benfica 73 às 09:38

Abril 17 2012
publicado por Benfica 73 às 07:47
Tags:

Abril 17 2012

O Benfica deve a Jorge Jesus um campeonato, ganho com um futebol empolgante que ajudou a lançar a onda vermelha. Deve-lhe duas ou três Taças da Liga, consoante o resultado de sábado. Deve-lhe uma boa época europeia (que se finou há uma semana em Londres), uma razoável caminhada na Europa (meias-finais da Liga Europa, mas com queda frente ao Braga) e uma radical deceção internacional na estreia do técnico. Não convém esquecer o regresso do futebol de ataque, do espetáculo, de jogos de autêntico cilindro. O renascimento da atitude guerreira da equipa, de vez em quando capaz da raça que os mais antigos (como eu) associam a uma forma própria de estar em campo, merece ser contabilizado. E há o crescimento de jogadores que, ganhando destaque no clube, já lhe renderam ou podem render excelentes negócios. É muito crédito para Jesus.

Em contrapartida, Jesus fica, depois de Alvalade, a dever um título ao Benfica. Não há outra forma de sintetizar a queda vertical dos últimos dois meses, em que os 13 jogos dos encarnados (em três competições) se traduzem em cinco vitórias, quatro delas na Luz, dois empates e seis derrotas: Zenit, Guimarães, FC Porto, Chelsea duas vezes e Sporting. No final da primeira volta, o Benfica tinha dois pontos de avanço. Virada a jornada 18 (três quintos do campeonato), há dois meses, o Benfica aumentara a diferença – cinco pontos. Daí para cá, toma lá 13 pontos perdidos em 24 possíveis. Mesmo que faça o pleno nos quatro jogos em falta, o Benfica da segunda metade do campeonato ficará longe do que se apresentou na primeira volta – 32 pontos possíveis (20 até agora) contra 39. Hoje, o Benfica tem quatro pontos de atraso.

Mais: Jorge Jesus deve ao Benfica, à sua história e à sua dimensão, o imperativo de não repetir a desculpa com as arbitragens. É certo que Proença, Capela e Soares Dias passam a ser protagonistas – e não figurantes, como deviam – do campeonato. Mas isso não lhe dá o direito de não perceber que a equipa estourou, que há demasiada gente a acusar a pressão, por excesso de nervos (Bruno César) ou por defeito de desempenho (Gaitán, Cardozo), que sempre houve lacunas e teimosias. Jorge Jesus, enquanto treinador do Benfica, não pode descrever a partida com o Sporting – justo vencedor – como o fez, lançando um manto sedoso de ilusão sobre a triste realidade. Chegou a hora de acertar contas com ele. Para, logo a seguir, começar a avaliação da estrutura diretiva e do próprio presidente, que prometeu mais do que deu.

Custa aos adeptos do Benfica assistir a isto. Mas também custa aos amantes do futebol perceber que, no seu país, um técnico irremediavelmente medíocre como Vítor Pereira possa ser campeão nacional, só porque tem mais máquina.

Autor: João Gobern

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 00:35

BENFICA 73
contador grátis
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...