Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

benfica73

Toda a informação sobre o Glorioso

«Não queria voltar para jogar com o Benfica»

27.03.12, Benfica 73
O regresso a Lisboa para defrontar o Benfica não era desejado por Ramires, por isso o brasileiro mostrou-se comedido no lançamento dos quartos de final da Liga dos Campeões.

«Não queria voltar para jogar com o Benfica, mas teve de ser e cá estou», afirmou o médio internacional brasileiro na chegada da comitiva do Chelsea a Lisboa.

Ramires, que seguiu para o emblema londrino proveniente do clube da Luz no verão de 2010, depois de ter ajudado os encarnados a conquistar o título de campeão nacional, admitiu que será diferente e especial defrontar o Benfica, mas escusou-se a apontar favoritos:
- É difícil dizer qual das equipas está melhor neste momento. Só depois dos dois jogos é que vamos poder dizer.
Fonte: A Bola

«Ameaças à família de Duarte Gomes»

27.03.12, Benfica 73
Duarte Gomes foi o árbitro que recebeu ameaças mais graves, tanto através de chamadas telefónicas como de e-mails. Soube o CM junto de fonte muito próxima do juiz de Lisboa, em algumas mensagens a visada era filha de um ano.
Bruno Paixão pediu férias antes dos dados serem divulgados.
Fonte: A Bola/CM

«Se fosse Di Matteo pedia informações a David Luiz e Ramires»

27.03.12, Benfica 73
Se estivesse no lugar de Di Matteo, Jorge Jesus aproveitaria o facto de David Luiz e Ramires terem representado o Benfica para procurar informar-se sobre a equipa portuguesa.

«Se eu estivesse no lugar dele, perguntava aos jogadores. Não sei se o vai fazer. O Chelsea tem também o Paulo Ferreira e o Hilário, portanto são quatro jogadores que já trabalharam comigo e que sabem muitas das minhas ideias», refere Jesus, considerando que o treinador italiano «foi inteligente» se procurou falar com os dois internacionais brasileiros.

«Os jogadores são o suporte do treinador», justifica, ressalvando, porém, que os encarnados têm agora «muitos argumentos que David Luiz e Ramires não conhecem». 

«O futebol é criatividade e imprevisto constante, quer técnica quer taticamente. Muitas vezes os jogadores ditam a diferença através das suas execuções individuais», aponta, atirando: «Espero que o Benfica o faça amanhã [terça-feira], pois tem jogadores com qualidade para isso».
Fonte: A Bola

Bruno César de regresso - Todos os convocados

27.03.12, Benfica 73
O regresso de Bruno César e a saída de Luís Martins constituem as únicas alterações na convocatória do Benfica para o jogo com o Chelsea, comparativamente ao lote dos jogadores chamados por Jorge Jesus para a partida com o Olhanense.
O médio brasileiro havia falhado a deslocação ao Algarve, por se encontrar a cumprir um jogo de castigo.

Lista de convocados:
Guarda-redes: Artur Moraes e Eduardo;

Defesas: Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Miguel Vítor, Emerson e Capdevila;

Médios: Matic, Javi García, Witsel, Aimar, Bruno César, Nolito e Gaitán;

Avançados: Cardozo, Saviola, Nélson Oliveira e Rodrigo.
Fonte: A Bola

David Luiz na intimidade (com vídeo)

27.03.12, Benfica 73
Na antecâmara do regresso ao Estádio da Luz, David Luiz mostrou o lado mais íntimo da sua vida em Londres, onde chegou em janeiro de 2011 para representar o Chelsea.
A reportagem do programa Esporte fantástico, da Rede Record, teve como cenário o luxuoso apartamento do internacional brasileiro na capital inglesa, com vista privilegiada sobre o rio Tamisa.
Fonte: A Bola

Jorge Jesus faz um pedido

27.03.12, Benfica 73
Convicto de que a eliminatória será decidida em Stamford Bridge, Jorge Jesus diz que o Benfica tem de fazer «um jogo perfeito» se quiser superar o Chelsea no Estádio da Luz.

«Tem de ser um Benfica forte, pois vai jogar contra uma equipa também muito forte. Todas as equipas que estão nos quartos de final têm de ter muita qualidade. Teremos de fazer um jogo perfeito, do ponto de vista defensivo e ofensivo. Temos de ter uma noite inspirada para que o objetivo de vencer seja uma realidade», afirma o treinador das águias, para quem o registo de dez jogos sem derrotas caseiras nas provas da UEFA «é sinónimo do que a equipa tem feito na Liga Europa e na Champions». 

«Por isso é que o Benfica tem chegado longe, mas quanto mais longe chegas mais fortes são os adversários. Sabemos que somos muito fortes no nosso Estádio, mas o nosso adversário tem muita experiência nestas andanças», nota, reforçando: O Chelsea é uma equipa com muito valor, das melhores do campeonato inglês e corre por um objetivo ao qual está mais habituado do que nós».

Questionado se o empate do FC Porto em Paços de Ferreira foi um tónico importante na preparação do compromisso europeu, Jorge Jesus realça que o campeonato é uma prova completamente diferente.

«Uma coisa nada tem a ver com a outra. Esses jogos não vão interferir em nada em relação ao jogo de amanhã [terça-feira], tanto pela positiva como pela negativa. Os jogadores têm sempre máxima concentração e um prazer muito grandes por atuar nestas partidas, que se disputam com uma intensidade muito alta, deixando um desgaste físico e emocional muito fortes», justifica.

‘Quartos’ sem favoritos
Jorge Jesus diz que as equipas que disputam os quartos de final da Liga dos Campeões têm a mesma percentagem de êxito na eliminatória.
«Nesta altura não há favoritos. Ninguém vai resolver a eliminatória no primeiro jogo. As coisas podem ficar mais facilitadas em função do resultado, mas nada ficará decidido. Estamos no limite do risco», justifica, argumentando que o Benfica já demonstrou na presente edição da ligamilionária que é «uma equipa experiente».

«Não podemos entrar com ansiedade nem procurar o golo de qualquer maneira. Temos qualidade para marcar a qualquer momento do jogo», indica.
Fonte: A Bola

Arbitragem ameaça!!!

27.03.12, Benfica 73
Vítor Pereira diz que o órgão a que preside «poderá não ter condições para nomear árbitros» por força do «clima de tensão» que se vive no futebol português, denunciando casos de «coação, intimidação e ameaças na rua ou por via digital» aos homens do apito.

«O que pode vir a acontecer no futuro, devido a este clima de tensão, pode ter consequências absolutamente drásticas, razão pela qual apelamos ao bom senso e ao respeito que os árbitros merecem, como profissionais e cidadãos», realçou Vítor Pereira, à margem da gala do semanário O Gaiense.

«Se não houver mudança clara de atitudes, os problemas agravar-se-ão em todos os sentidos», alertou, sublinhando que «a responsabilidade tem que ser assumida, sobretudo pelos dirigentes, nestas fases tensas, em que a competição precisa de tranquilidade».

Para Vítor Pereira, as declarações inflamadas de dirigentes desportivos podem «levar a atitudes desesperadas das pessoas e a fatalidades». Por isso, avisou, «as pessoas têm que ter noção do impacto das suas declarações nos seus adeptos e o que podem provocar».

«A contestação é muita e tem várias razões, mas uma delas é a competitividade das Ligas. Mas tudo tem limites. Este dispor público de dados pessoais dos árbitros atingiu proporções que podem ter consequências graves», vincou, referindo que a situação «requer grande preocupação e não é admissível tanta instabilidade, violência verbal, instigação ao ódio e perseguição ao homem por detrás do árbitro e às suas famílias».
Fonte: A Bola