Dezembro 27 2011

O ano civil está quase no seu termo e o Benfica quase no seu melhor. Não fosse a eliminação frente ao Marítimo, na Taça de Portugal, o primeiro semestre da temporada tinha um saldo a roçar o brilhantismo. Quer a nível doméstico, quer a nível internacional, o colectivo vermelho tem demonstrado grande capacidade para rubricar uma época de contentamento.  

Ainda assim, importa perceber que o caminho está eivado de dificuldades. A luta, sobretudo na Liga nacional, vai ser renhida. Com o FC Porto? Sobretudo com o FC Porto, ainda que o Sporting se apresente mais consistente do que nos últimos anos. Os empates no Dragão e em Braga, o recente triunfo na Madeira, compromissos que se adivinhavam de grande exigência, revelaram um Benfica personalizado, competente e ambicioso.

Na segunda volta do Campeonato, ao invés dos nossos mais directos opositores (com calendários de maior exigência), a deslocação a Alvalade parece constituir se no mais intricado dos compromissos. Quanto ao resto, nos embates caseiros, espera se um Benfica ganhador e, da mesma forma, nos restantes confrontos que terá de cumprir extramuros.

Tudo fácil? Longe disso, ainda que a trajectória, ate ao momento, projecte todo um clima de confiança em redor da equipa. Irrepetível será, seguramente, o medíocre final do ano transacto. É manifesto que este Benfica, jamais repetirá os desaires frustrantes que marcaram de forma dolorosa o termo da última temporada.

Há mais e melhor Benfica. Há mais e melhores vontades para acreditarmos no êxito. Há mais e melhores razões para acreditarmos no sucesso.  

Autor: João Malheiro

Fonte: Jornal O Benfica

publicado por Benfica 73 às 23:13

Dezembro 27 2011

De volta ao ponto de partida. André Almeida vai ter uma nova oportunidade para se mostrar. O médio, cedido pelos encarnados ao UD Leiria no início da temporada, está de regresso à Luz, para lutar por um lugar na equipa de Jorge Jesus. 

A rescisão com os leirienses ficou confirmada ontem e André Almeida apresenta-se hoje ao trabalho. Chega com mais jogos nas pernas, maior experiência e ambição enorme por oportunidades.

«O trabalho será o mesmo que tenho vindo a fazer em Leiria. Chego com mais jogos e sinto que cresci em muitos aspectos», começou por dizer o médio, internacional sub-21, que, pouco depois, em conversa com A BOLA, traçou metas para a segunda metade da Liga.

E, desde logo, se destaca um sonho para cumprir:
- Venho com o objectivo de ajudar o Benfica a ser campeão. Pelo que tive oportunidade de assistir, por fora, estamos num bom caminho. É a equipa mais forte e mais constante que os outros adversários.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 22:35

Dezembro 27 2011

Segundo a imprensa uruguaia, o avançado Rodrigo Mora vai pedir pessoalmente a Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, para o deixar jogar no Peñarol nos próximos seis meses, por empréstimo. 

A conversa terá lugar em breve, uma vez que o plantel encarnado retoma hoje os trabalhos, após as férias, e o atacante uruguaio quer definir quanto antes o futuro, uma vez que até ao momento só conta dois jogos oficiais pelas águias e pretende jogar com mais regularidade.

Mora já tinha acertado o salário com o emblema de Montevideu, mas a transferência esbarrou na intransigência do Benfica, que mostra preferência pela cedência a um clube do campeonato português ou de outra liga europeia. Perante este cenário, o avançado nem sequer foi autorizado a ficar mais alguns dias no país natal.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 22:16
Tags: ,

Dezembro 27 2011
publicado por Benfica 73 às 21:40
Tags: ,

Dezembro 27 2011

O avançado Éder Luís, emprestado pelo Benfica ao Vasco da Gama, só deverá voltar a jogar em fevereiro, devido a uma fratura no pé esquerdo, sofrida a 21 de novembro. A avaliação foi feita pelo médico da equipa vascaína Clóvis Munhoz.

Atualmente de férias, o dianteiro brasileiro, de 26 anos, tem seguido à risca um plano traçado pelo departamento médico do Vasco, de modo a fazer a recuperação da melhor forma.

"Foi orientado a fazer um trabalho de fortalecimento muscular e aeróbico sem contacto com a região afetada. A previsão de consolidação varia muito, dizemos 30 a 45 dias, mas, dependendo da resposta, pode ser até 60", começou por dizer Clóvis Munhoz.

"Só mesmo no dia da reapresentação do grupo, a 4 de janeiro, é que faremos uma nova avaliação para termos certeza. Tomara que ele já tenha uma boa evolução. Mas jogar em janeiro não dá", garantiu.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 20:47

Dezembro 27 2011

Internado desde 19 de Dezembro devido a uma pneumonia bilateral, Eusébio teve esta terça-feira um «episódio hipertensivo menor», tendo sido forçado a fazer tratamento nos cuidados intermédios do Hospital da Luz.

Um comunicado emitido pelo hospital explica o que aconteceu: «Hoje, no seguimento de um episódio hipertensivo menor, o Sr. Eusébio da Silva Ferreira esteve a fazer tratamento na Unidade de Cuidados Intermédios, onde se mantém, prevendo-se que regresse ao quarto de internamento ao final da tarde.»

Ainda assim, o estado de Eusébio «mantém-se estável, estando a reagir de forma positiva à terapêutica». Continua em aberto a possibilidade de receber alta médica no final da semana: «Os progressos têm vindo a ser lentos e pretende evitar-se uma recaída, que nesta fase seria contraproducente.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:34

Dezembro 27 2011

A Bélgica vê este ano alguns recordes a serem batidos. Primeiro foram os 540 dias sem Governo. Sim, sem Primeiro-Ministro e companhia, mas governou-se. E agora foi o de golo mais rápido no futebol belga.
Foi na passada quarta-feira, em jogo da Taça da Bélgica (Beker van Belgie), entre o Lokeren e o Gent. Benjamin Mokulu Tembe, do Lokeren, marcou aos 11 segundos.
A equipa do Gent até foi quem deu o pontapé-de-saída, mas mal e um jogador do Lokeren aproveitou. Agarrou na bola e levou-a em direcção à baliza. Fácil, muito fácil, e até podia ter marcado não fosse o poste. Na recarga, Tembe não desperdiçou e aos 11 segundos de jogo marcou o tento mais rápido de sempre do país.
O encontro acabou com 1-1 no marcador.

Fonte: Maisfutebol

publicado por Benfica 73 às 20:10

Dezembro 27 2011

Eis o auto-retrato de Rafael Copetti: «Sou grande mas sou muito rápido a sair da baliza.» Foi assim, no contacto telefónico que manteve com A BOLA, que o novo guarda-redes do Benfica se apresentou, lembrando por mais que uma vez a grande estatura que faz dele um guardião que se deve respeitar, incluindo uma especial capacidade para defender grandes penalidades: «Tenho 1,95 metros mas sou ágil. Consigo parar muitos penalties por intuição, escola e sorte [risos]. Mas prefiro mostrar do que falar.»

O jogador de 20 anos chega no dia 2 a Portugal para saber o próximo passo a dar. Porque apesar de ter sido contratado agora, Copetti é um guardião para o futuro e será emprestado até ao final da época a um clube português, ainda por definir. «Não vejo problema algum. Se isso for o melhor para mim e para o clube, não tenho problemas em ser emprestado. Até poderá ser bom para me adaptar ao futebol português», disse, desde Chapecó, estado de Santa Catarina, no Brasil, onde passa os últimos dias de férias.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 18:12

Dezembro 27 2011

Foi uma semana de vitórias. No que ao futebol diz respeito, duas foram do Benfica, em campo, e uma do futebol português, em eleições. Vamos por partes. Não foi bem jogado o encontro da Liga dos Campeões, frente ao Otelul, mas atingiu-se o grande objectivo: o 1º lugar do grupo, que concluímos sem derrotas.

Foi muito sofrida a vitória de domingo, nos Barreiros. A nível da equipa, pois só perto do final conseguimos o golo decisivo, mais uma vez por Cardozo, que antes perdera incrivelmente uma oportunidade. É e será sempre, no sítio certo. Como o Néné, que não sujava os calções, ouvia muitos assobios, mas estava no local certo onde a bola ia ter. Um jogador utilíssimo, que deixou muitas saudades e que era bem diferente de Cardozo a jogar mas tinha como o nosso actual ponta-de-lança essas duas características comuns: era injustamente assobiado pelos adeptos e... marcava que se fartava!
Só a 25 minutos do fim pude começar a ver o jogo, via-internet... aos soluços, com constantes (e enervantes)  interrupções de segundos, que quase não permitiam perceber o que se passava. Lá metemos um golo, que ouvi mais do que vi, e, depois, o relógio não havia meio de avançar... Mas, enfim, ganhou-se. Mais um grande obstáculo ultrapassado, mesmo faltando a "nota artística". 

A outra vitória não foi do Benfica, mas do futebol português, nas eleições da Federação, as quais puseram termo a uma luta de anos contra aqueles que tudo fizeram para boicotar o novo regime jurídico que acabou com o domínio de algumas associações distritais que tanto prejuízo (diria mais, tanta "corrupção") trouxe ao futebol português. Em desespero de causa, algumas dessas associações arranjavam uma lista candidata à Federação. Perderam claramente. Lourenço Pinto, presidente da Associação do Porto, e Carlos Ribeiro, presidente da Associação de Lisboa que a ele se juntou, foram os grandes derrotados. O futebol português ficou mais limpo.

Autor: Arons de Carvalho

Fonte: Jornal O Benfica

publicado por Benfica 73 às 14:39

Dezembro 27 2011

Pontaria afinadíssima na Luz. O Benfica é a equipa mais eficaz do campeonato. Não é quem tem mais golos ao fim de 13 jornadas, mas a equipa de Jorge Jesus é aquela que tem a melhor relação entre remates/golos. E se acha que os encarnados rematam muito, os números da Liga provam que há várias equipas que o fazem muitas mais vezes. O que só denota a eficácia benfiquista. Outra nota: está na parte inferior da tabela no que toca a cruzamentos.

Fonte: Maisfutebol

publicado por Benfica 73 às 14:30

Dezembro 27 2011

O futuro imediato de Urreta, extremo uruguaio de 21 anos do Benfica, passa pelo regresso ao V. Guimarães, onde ficará até final da temporada, por cedência das águias.
Recorde-se que o jovem atacante cumpriu a pré-época sob as ordens de Jorge Jesus, mas foi depois cedido aos vimaranenses. Acabaria, contudo, por nunca se estrear, fruto de consecutivas lesões, a última das quais ditou o retorno à casa-mãe, para recuperar com o departamento médico encarnado.
Gerou-se então alguma indefinição em torno do futuro de Urreta, pois o Benfica recebeu propostas de clubes sul-americanos, nomeadamente do Uruguai (Peñarol) e da Argentina, mas na Luz entende-se que o melhor para o jogador é regressar ao V. Guimarães, assim que estiver totalmente recuperado.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 14:21

Dezembro 27 2011

Quem quiser encontrar o último golo oficial do Benfica assinado por um futebolista nascido em Portugal necessita de recuar a 21 de março. Fez recentemente nove meses que Nuno Gomes fechou com um bis a goleada imposta pela equipa da Luz ao Paços de Ferreira na Mata Real.

Estaria certamente longe de pensar que nenhum compatriota o imitaria com o emblema das águias ao peito até ao final do ano civil. O camisola 21 só entrou em campo aos 77 minutos (rendendo Saviola). Muito a tempo, mesmo assim, de marcar por duas vezes no desafio respeitante à 24.ª jornada do campeonato.

A saída do capitão das águias, aliada ao empréstimo de Carlos Martins, constituiu uma machadada na armada portuguesa, pois qualquer deles conhecia os caminhos para a baliza contrária.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 12:14

Dezembro 27 2011

Na noite de 7 de Dezembro, no Estádio da Luz, frente ao Otelul Galati num jogo de rendimento mínimo garantido o 1-0 logo aos 7 minutos garantia não só a passagem aos oitavos da Champions como o primeiro lugar no grupo - dei comigo a recordar Rogério Lantres de Carvalho, conhecido no futebol por "Rogério, Pipi", glória do Benfica. Rogério completou 89 anos e fora o capitão do Benfica que erguera o primeiro troféu internacional da galeria do Glorioso, a Taça Latina de 1950.

Rogério começou a jogar ao serviço do Benfica no ano em que nasci. Creio que vi o primeiro jogo de futebol no campo da Amoreira, um Estoril - Benfica que o meu clube de sempre venceu por 3-1 com golos de Julinho, Arsénio e Rogério, figuras que conhecia dos bonecos da bola, embrulhados em rebuçados de um tostão.

Rogério jogava ao ataque e teve mesmo a particularidade de alinhar em todas as posições da linha da frente, das pontas, a interior ou avançado-centro. Marcou 210 golos nos 300 jogos que fez pelo Benfica. Era um jogador de grande técnica e inteligência, uma alegria para o futebol e, em particular para os benfiquistas. E o mais espantoso é que mantinha sempre a imagem cuidada e o sorriso malandro - que ainda conserva - como que pronto para enfrentar confiante o desafio dos rivais no campo da bola ou em qualquer salão de festas de Lisboa.  
Voltei ao presente depois daquela breve viagem pela memória. No campo o resultado mantinha se 1-0 e, tal como eu, pareceu-me que os jogadores também olhavam para o relógio. Outros tempos. A Taça Latina erguida por Rogério foi conquistada numa dura finalíssima que se prolongou por duas horas e 26 minutos. E como pode ver-se na primeira página de "O Benfica" nº 396, de 24 de Junho de 1950, o "Pipi" não perdeu a linha.

Autor: João Paulo Guerra

Fonte: Jornal O Benfica

publicado por Benfica 73 às 11:40

Dezembro 27 2011

O plantel do Benfica regressa aos treinos esta terça-feira depois de uma breve pausa natalícia. 

Jorge Jesus marcou o treino para as 17 horas no Caixa Futebol Campus, sendo que será à porta fechada que o plantel vai preparar o encontro de 3 de Janeiro frente ao Vitória de Guimarães, a contar para a 1ª jornada do grupo B da Taça da Liga.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 11:15

Dezembro 27 2011

O Peñarol perdeu a esperança em contratar, por empréstimo, o avançado Rodrigo Mora.
Segundo a imprensa uruguaia, o clube de Montevideu estaria disposto a pagar o salário do avançado, mas o Benfica recusou cedê-lo até ao final da época.
Mora apresenta-se terça-feira, no Seixal, depois de dez dias de férias.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 10:33
Tags: ,

Dezembro 27 2011

R – Que balanço faz destes primeiros meses no Real Madrid?

FC – Faço um balanço positivo, mas é claro que poderia ser bem melhor. Tive muitas lesões e não consegui atingir aquilo que pretendia. Mas penso que o importante foi conseguido, adaptei-me ao clube, constatei o que este emblema é na realidade. Agora na segunda metade da época, espero ter menos lesões de forma a poder juntar o útil ao agradável. Ou seja adaptar-me perfeitamente e jogar bem, mostrando o que realmente valho.

R – Mas a adaptação está a ser mais difícil do que esperava?

FC – Sim, talvez. O Real Madrid não é um clube qualquer, tem uma dimensão muito grande. Só depois de chegar aqui é que nos apercebemos da grandiosidade. Mas um jogador tem de estar sempre preparado para tudo, para enfrentar qualquer situação.

R – Custou 30 milhões de euros. Sente que o peso do dinheiro também tem condicionado a sua prestação?

FC – É verdade. Sinto um pouco isso. Mas era ponto assente que quem quisesse contratar-me tinha de pagar a cláusula de rescisão. O Real Madrid optou por pagar e agora só tenho de justificar esses 30 milhões de euros.

R – Considera, portanto, que ainda não mostrou todo o seu potencial?

FC – Não. Sinto que ainda não mostrei todo o meu valor e que posso mostrar muito mais. Agora é como eu digo, quando temos vários problemas físicos é impossível estar a 100 por cento. Até agora tive muito azar, três ou quatro lesões que não foram fáceis, mas só quero trabalhar para poder estar ao meu nível.

R – Apesar dos problemas físicos e de as coisas não estarem a correr como esperava, o míster José Mourinho tem falado consigo, passado confiança?

FC – O míster nestas coisas é uma pessoa fantástica. Passa confiança a todos, quer aos titulares indiscutíveis quer aos que têm apenas poucos jogos. Não deixa ninguém de parte e dá sempre muito moral ao plantel. É muito importante qualquer jogador ter a confiança do treinador.

R – Esta temporada já jogou na esquerda, na direita mas também no meio-campo, numa posição mais defensiva. Foi a primeira vez que alinhou nesse lugar?

FC – Sim, nunca tinha jogado como médio-defensivo. Mas o míster está sempre atento a tudo e se me colocou lá é porque achou que tinha qualidades e capacidades para desempenhar bem a função. E sempre que fui utilizado no meio-campo tentei dar o meu melhor.

R – Ficou um pouco assustado no dia em que José Mourinho lhe disse que iria jogar como médio-ofensivo?

FC – (Risos) Senti-me um pouco apreensivo, o que é normal uma vez que nunca tinha jogado nessa posição. Mas sou daqueles jogadores, polivalentes que independentemente do sítio onde joga tenta sempre dar o máximo, de forma a agradar ao treinador e aos adeptos. Não sei se isso foi conseguido mas a verdade é que dei tudo.

R – O facto de não jogar continuamente como defesa-esquerdo é um fator que pode estar a influenciar também a sua afirmação?

FC – Claro que sim. Como mostrei nos últimos dois anos no Benfica, desde o primeiro dia em que me colocaram nessa posição, posso fazer muito pela equipa. Aqui temos mais soluções, o Marcelo é um grande jogador e o míster tem optado por ele. Só tenho de respeitar, continuar a trabalhar e jogar onde o míster quiser. Mas, sem dúvida, que a minha posição é defesa-esquerdo.

R – Foi utilizado no lado direito frente ao Barcelona. Sentiu algum tipo de receio quando o treinador lhe disse que ia jogar nessa posição, num jogo tão importante?

FC – Já tinha jogado nesse lugar no jogo antes do clássico, diante do Sp. Gijón e as coisas correram bem, felizmente. Agora é como eu digo, não se pode querer tudo de um jogador quando ele nunca alinhou numa determinada posição e de repente joga dois jogos, ainda por cima um contra o Barcelona. Não se pode esperar grande coisa, até porque, tal como todos os futebolistas, preciso de tempo para adaptar-me. Não sou diferente e é natural que as coisas não tenham corrido totalmente bem.

R – Falando um pouco desse jogo. O Real Madrid perdeu mas a sorte acabou por não vos acompanhar...

FC – Perdemos, mas esse jogo já ficou para trás. Agora é pensar no que ainda falta.

R – Apesar dessa derrota, o Real Madrid acabou o ano em primeiro lugar no campeonato, além de ainda estar na Taça e na Liga dos Campeões. Considera que tem sido a equipa mais forte até agora?

FC – Nós fazemos apenas o nosso trabalho para conseguirmos os objetivos. E nem é preciso estar aqui a enumerar todos os objetivos que temos porque um clube como o Real Madrid quer ganhar todas as provas em que está inserido. E o campeonato não foge à regra. Estamos a fazer tudo para ficar em primeiro, neste momento estamos na liderança, só pensamos em nós e agora temos de tentar manter esta fase positiva.

R – Mas, na sua opinião, a classificação espelha que o Real Madrid tem sido a equipa mais forte até este momento?

FC – Como já referi, não gosto muito de estar a falar sobre os adversários. Agora é verdade que se estamos em primeiro é porque jogamos bem e merecemos.

R – Acha que é mais importante o Real Madrid ganhar o campeonato ou a Liga dos Campeões? O que preferia?

FC – Vou ter de responder o óbvio. Claro que quero ganhar as duas competições. O campeonato e a Liga dos Campeões. É o meu sonho.

R – E sente que o Real tem capacidade para vencer essas duas provas, uma vez que o Barcelona também está muito forte?

FC – Claro que o Real Madrid tem capacidade e qualidade para ganhar as duas provas. Os jogadores que temos no plantel permitem-nos ter ambição a ganhar qualquer competição.

R – O que mais deseja para esta temporada?

FC – Sem dúvida, ter menos lesões e começar a jogar o mais rápido possível para que o velho Coentrão que todos conhecem volte.

R – E a nível coletivo?

FC – Espero ganhar todas as provas em que estamos inseridos. Sei que é bastante difícil mas tudo é possível.

R – Mas acha que este ano é decisivo ganhar o campeonato ou a Liga dos Campeões até para colocar termo à hegemonia do Barcelona?

FC – Um clube como o Real Madrid joga sempre para vencer. Mesmo que ganhemos a Liga dos Campeões e o campeonato este ano, na próxima época vamos ter de lutar novamente por títulos. A exigência é muito grande. Entramos sempre para ganhar tudo, embora saibamos que nem sempre é possível. Agora claro que temos de ganhar o campeonato este ano, até porque já não o fazemos há algum tempo. E sinceramente temos tudo para isso.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 10:16

Dezembro 27 2011

Com muitos motivos para sorrir, mas com objetivos incompletos. É assim que o Benfica se prepara para entrar no novo ano e atacar a segunda metade da época. Na luta pelo título nacional, com a liderança assegurada no arranque de 2012, e em plena discussão da Liga dos Campeões – o Zenit é o senhor que se segue – Jorge Jesus sente, porém, um amargo de boca.Os responsáveis pelo futebol não gostaram que a Taça tenha ficado para trás, mas o técnico ainda gostou menos.

Esta foi uma meta falhada e que levou os responsáveis da águia a mostrarem o total desagrado pela derrota sofrida diante do Marítimo (1-2), a única das águias na primeira metade da época. Luís Filipe Vieira foi ao balneário logo após o jogo no Estádio dos Barreiros e demonstrou ao treinador o total desagrado com a situação, ao ver a equipa afastada prematuramente e logo após o terceiro jogo na prova, o primeiro com um adversário da Liga [para trás ficaram Portimonense e Naval, equipas de escalões inferiores].

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 09:48

Dezembro 27 2011
publicado por Benfica 73 às 09:19
Tags:

Dezembro 27 2011
Este ano como trabalhei no Natal tive uma ajuda extra...
publicado por Benfica 73 às 00:50

Dezembro 27 2011

Toni, antigo jogador e treinador do Benfica, foi uma das personalidades do universo benfiquista que já teve a oportunidade de visitar Eusébio no Hospital da Luz. 

Em declarações à Benfica TV, o ex-futebolista revelou que ficou agradado com o que viu. “Acompanhei desde o início esta situação do Eusébio e já fui visitá-lo. Gostei daquilo que vi, pois vi um Eusébio com um bom ar e bem-disposto”, adiantou.

 Toni acrescentou que todos os que gostam de futebol e especialmente de Eusébio estão com ele neste momento da sua vida. “O Eusébio engloba todos aqueles que o acompanharam e o acompanham neste momento, particularmente a família benfiquista, à qual ele deseja um Ano Novo com muito amor, paz e saúde”, afirmou o antigo treinador.

Fonte: SLB

publicado por Benfica 73 às 00:31
Tags: ,

Dezembro 27 2011
O Natal celebrou-se um pouco por todo o Mundo. na Igreja da Natividade, em Belém, Israel, o local onde terá nascido Jesus Cristo, recebeu uma das missas com mais tradição em todo o Mundo.
O Patriarca latino de Jerusalém, Fouad Twal, apelou à reconciliação no Médio Oriente. A principal autoridade católica celebrou a missa ao lado do presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, assim como milhares de fiéis.
Milhares de pessoas foi o que não faltou no Vaticano, para a mensagem 'Urbi et Orbi' do Papa Bento XVI. Bento XVI pediu o fim da violência na Síria.
Mas as manifestações de Natal não se ficaram por aqui. O nascimento de Jesus Cristo também foi celebrado em países islamitas, como o Iraque e o Paquistão, além da Índia.
Fonte: A Bola
Patriarca
Celebração
Cristãos
Missa
População
Um
Padre
Celebração
Papa
Fouad
Uma
publicado por Benfica 73 às 00:12

BENFICA 73
contador grátis
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...