Novembro 25 2011

Em vésperas do dérbi Benfica-Sporting, o pai e representante de Rodrigo acredita que se o filho marcasse um golo aos leões seria um "momento único".

"É a primeira vez que participará num dérbi pelo Benfica. Seria importante fazer um bom jogo, o Benfica ganhar e com um golo dele, melhor ainda", afirmou à Rádio Renascença sublinhando que Rodrigo tem "a maturidade emocional suficiente para suportar este tipo de pressão".

E prosseguiu, dando o exemplo da partida com o Manchester United, da Liga dos Campeões, na terça-feira: "Foi um jogo muito intenso, tático e ainda que o Rodrigo não tenha participado muito na parte ofensiva, fez um trabalho defensivo incrível. É este tipo de jogos que fazem um bom jogador".

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 21:59

Novembro 25 2011
publicado por Benfica 73 às 21:32

Novembro 25 2011

O Holandês Schaars vai viver este sábado o seu primeiro derby. Ontem falou publicamente sobre o assunto. Shaars sente que «o ambiente está tenso». Schaars é novato nestas rivalidades da Segunda Circular, está visto.

Na verdade, o ambiente não está tenso. Pessoal mais experimentado nestas coisas dirá, sem sombra de dúvida, que já houve centenas de derbies com ambientes mais absurdos e pesados a antecedê-los.

Mas Schaars fala do que sabe e do que sente e lá terá as suas razões. À semelhança de muitos estádios europeus, o Benfica vai passar a dispor de um reforço do sistema de segurança para os adeptos visitantes. A delimitar os espaços, no lugar onde se colocavam os cordões de polícias a desempenhar esse papel, passa haver grades. O procedimento recebeu aprovação da Liga e da PSP e vai estar montado já no sábado no jogo com o Sporting. E é assim que vai ficar para os jogos futuros.

Perante a afabilidade do momento entre os rivais, não houve em tempos recentes nenhum acontecimento insólito que indispusesse as respectivas administrações, este assomo de indignação por parte de alguns responsáveis de Alvalade tomba um bocadinho para o ridículo. Trata-se da manipulação de uma coisa que não é nada com o aparente intuito, muito dispensável, de criar um ambiente, enfim, tenso.

Olhem afinal o Schaars tem razão.

 

O semi-sucesso do Benfica em Manchester, assegurando a qualificação para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões, começou por onde começam todos os êxitos das grandes equipas de futebol: pela baliza.

E, que ninguém se ofenda, mas foi Artur o único dos benfiquistas a aguentar os 90 minutos sempre ao mesmo nível, altíssimo, respondendo às exigências da ocasião sempre da mesma maneira, 100 por cento impecável. O belga Witsel não esteve a 100 por cento mas terá estado aí a uns 82 por cento, o que também não é nada mau considerando a sua extrema juventude e inexperiência.

Os outros foram inexcedíveis em aplicação, correram quilómetros, calaram Old Trafford mas a verdade é que o Benfica esteve largos momentos do jogo em aflição. Nada de mais, obviamente, porque o Manchester United é um gigante de créditos firmados e o Benfica anda valentemente a tentar elevar o seu futebol ao nível do seu prestígio internacional.

 

OS jornais deram conta das fortes medidas de segurança que, no sábado, protegeram o autocarro do FC Porto à chegada ao Porto depois do jogo de Coimbra e do reforço, na segunda-feira, dessas já de si fortes medidas de segurança que protegeram o mesmo autocarro quando levou a equipa ao aeroporto para apanhar o avião para a Ucrânia.

O autocarro não sofreu nem uma beliscadura. O que prova que as medidas de segurança foram bem executadas o que não admira. No aeroporto, por exemplo, o aparato policial foi de monta ainda que não houvesse por lá nenhum indigente disposto a insultar os jogadores, os técnicos o mesmo os dirigentes nem nenhum voluntário com predisposição para partir os vidros do autocarro do FC Porto.

Mais vale prevenir do que remediar, pensaram as autoridades policiais locais e é assim mesmo que se tratam destes assuntos.

Da próxima vez que o Benfica for ao Porto, está finalmente o problema do Vermelhão resolvido.

Basta que os dirigentes da Luz solicitem respeitosamente às autoridades locais a mesma protecção policial para o seu autocarro (com recheio de pessoas e bens).

E, assim, com esta eficácia e empenho, nunca mais o Vermelhão regressará do Porto com um risco na pintura, com um farolim partido ou com uma escova de limpar o pára-brisas pendurada ao deus-dará pela auto-estrada abaixo até à garagem do Estádio da Luz.

 

O Expresso on line garante que João Moutinho é o «líder dos rebeldes» que no balneário portista se têm dedicado a fazer a vida negra a Vítor Pereira colocando em causa o seu estatuto de autoridade.

 - É uma maçã podre, sempre foi uma maçã podre! – disse-me um amigo sportinguista preocupado com a eventual demissão do treinador do FC Porto.

Tenho, no entanto, um amigo portista que vê as coisas de outro modo.

 - O Moutinho está a fazer um grande trabalho, deixem o Moutinho trabalhar!

É muito difícil entenderem-se os adeptos dos clubes rivais.

 

Entrevistado pela Rádio Monte Carlo, a jovem esperança Mangala afirmou ser do Paris Saint-Germain desde pequenino e acrescentou que o seu sonho é jogar no Parque dos Príncipes. «PSG? Ia já…» Considerou-se, no entanto, contente por estar no futebol português visto que considera o FC Porto «um trampolim» para outros voos.

O mundo anda todo às avessas.

 

ANDAM também os irmãos desavindos e isso não é bom. Nascida em África, a amizade entre Eusébio e Hilário resistiu galantemente à rivalidade entre os dois emblemas que os jogadores haveriam de representar na Metrópole – era assim que se dizia, naqueles tempos – mas, mais de meio século depois de ambos terem aterrado em Lisboa, parece que a tão badalada entrevista de Eusébio ao Expresso causou mossa e obrigou Hilário a responder, também em forma de entrevista através do jornal do Sporting.

Eusébio e Hilário são duas pessoas adoráveis e não mereciam, de forma alguma, este desencanto, pelo menos aparente, na sua relação.

Eusébio disse ao Expresso que nunca gostou do Sporting porque quando era jovem em Lourenço Marques «o Sporting era o clube da elite, da polícia e dos racistas». Esta frase causou indignação entre os sportinguistas.

A resposta de Hilário, no entanto, não ajudou nada a contrariar a opinião de Eusébio. Antes pelo contrário.

Hilário recorda que quando assinou pelo Sporting de Lourenço Marques «diziam que eu ia para um clube de brancos, um clube de racistas».

Diziam? Mas quem é que dizia uma coisa dessas? Seria já o Eusébio?

Hilário diz também, com justificado orgulho, que foi «o primeiro preto a jogar no Sporting de Lourenço Marques». De acordo com a wiki-Sporting, fonte fidedigna de informação, o Sporting Clube de Lourenço Marques foi fundado em 1920 pelo que, de acordo com as palavras de Hilário, não albergou um único «preto» durante as primeiras quatro décadas da sua existência como associação desportiva. Ainda citando a informação disponível na wiki-Sporting, de acordo com «os testemunhos de antigos jogadores de Sporting de Lourenço Marques, era um clube selectivo». E «para os negros jogarem no Sporting ou tinham que ser jogadores com a qualidade de Eusébio da Silva Ferreira ou então tinham que ter alguém que os apadrinhasse».

Um clube selectivo? Lá está a elite, não é?

Sempre citando a wiki-Sporting, o Sporting de Lourenço Marques tinha uma base social bem definida: «Os seus dirigentes e atletas proviriam principalmente da Polícia e do Serviço Municipalizado de Água e Electricidade», reza o documento.

Lá está a Polícia, não é verdade?

 

O Shaktar – Porto foi divertido. Como o empate não servia a nenhuma das equipas tivemos um espectáculo aberto, corrido, bola cá, bola lá, às vezes parecia um jogo de hóquei em patins de tão disparado que foi. O FC Porto, por ter melhores jogadores, foi mais feliz e ganhou por 2-0 Agora basta-lhe vencer o Zenit de São Petersburgo e de São Bruno Alves para seguir em frente na Liga dos Campeões.

Vítor Pereira, o mal-querido treinador dos campeões nacionais, festejou a vitória com uma exuberância que se compreende.

Nós aqui em Portugal, compreendemos. Lá fora, não sei…

Autor: Leonor Pinhão

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:59

Novembro 25 2011

«Se neste momento me oferecessem um resultado estilo 1-0 ou 2-1 aceitava-o já, sem hesitações. O Atlético tem grande plantel, um conjunto de jogadores que podem lutar pela Champions, e que com mais tempo de trabalho tem tudo para se intrometer na luta pelo título. Espero, por todas estas razões, um adversário muito, mas mesmo muito complicado», disse, na conferência de antevisão do derby de amanhã.

Mais ainda do treinador português. Onde se fala do primeiro derby da carreira. É preciso recuar quase 11 anos, ao antigo Estádio das Luz. «Sim, o Atlético não vence no Bernabéu há 12 anos mas isso não significa que vamos conseguir marcar-lhes três ou quatro golos. A estatística aqui não conta para nada, tudo pode acontecer num derby. O meu primeiro foi um Benfica-Sporting. Atravessávamos uma fase muito má mas vencemos por 3-0», resumiu, referindo-se ao Benfica-Sporting de Dezembro de 2000.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 20:29

Novembro 25 2011

Como estamos a pouco mais de 24 horas do derby, hoje vou recordar os derbies desde o ano 2000.

publicado por Benfica 73 às 19:54

Novembro 25 2011

Com as presenças do seleccionador Paulo Bento e do director desportivo da Federação Carlos Godinho ficou hoje definido o calendário do Grupo F da Zona Europeia de qualificação para o Mundia-2014, a realizar no Brasil.
Os representantes nacionais alcançaram aquilo que tinham definido inicialmente, ou seja começar e fechar a fase de qualificação diante do Luxemburgo, com jogos marcados para 7 de Setembro próximo e 15 de Outubro de 2013.
A deslocação à Rússia acontecerá em Outubro de 2012, escapando-se à época em que faz mais frio naquele país, assim como acontecerá quando jogar no Azerbaijão, encontro marcado para Março de 2013.
Calendário completo:
1.ª jornada (07/09/2012):
Azerbaijão - Israel.
Luxemburgo - PORTUGAL.
Rússia - Irlanda do Norte.

2.ª jornada (11/09/2012):
PORTUGAL - Azerbaijão.
Irlanda do Norte - Luxemburgo.
Israel - Rússia.

3.ª jornada (12/10/2012):
Luxemburgo - Israel.
Rússia - PORTUGAL.

4.ª jornada (16/10/2012):
Rússia - Azerbaijão.
Israel - Luxemburgo.
PORTUGAL - Irlanda do Norte.

5.ª jornada (22/03/2013):
Luxemburgo - Azerbaijão.
Israel - PORTUGAL.
Irlanda do Norte - Rússia.

6.ª jornada (26/03/2013):
Azerbaijão - PORTUGAL.
Irlanda do Norte - Israel.

7.ª jornada (07/06/2013):
Azerbaijão - Luxemburgo.
PORTUGAL - Rússia.

8.ª jornada (06/09/2013):
Israel - Azerbaijão.
Rússia - Luxemburgo.
Irlanda do Norte - PORTUGAL.

9.ª jornada (10/09/2013):
Rússia - Israel.
Luxemburgo - Irlanda do Norte.

10.ª jornada (11/10/2013):
Azerbaijão - Irlanda do Norte.
PORTUGAL - Israel.
Luxemburgo - Rússia.

11.ª jornada (15/10/2013):
Azerbaijão - Rússia.
Israel - Irlanda do Norte.
PORTUGAL - Luxemburgo.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 19:13

Novembro 25 2011

O Estádio da Luz está a cerca de 1.700 bilhetes de registar casa cheia no derby frente ao Sporting, agendado para este sábado (20.15 horas).
«Ainda há bilhetes e é garantido que vão ser vendidos, pelo que teremos casa cheia», explicou Miguel Bento, director de marketing do clube da Luz.
A venda de ingressos no Estádio da Luz ainda será exclusiva aos sócios durante esta sexta-feira. Só no dia do jogo será disponível para o público em geral.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 18:45

Novembro 25 2011

Como estamos a pouco mais de 24 horas do derby, hoje vou recordar os derbies desde o ano 2000.

publicado por Benfica 73 às 18:01

Novembro 25 2011

As histórias do derby deste fim-de-semana também se fazem das possibilidades, hipóteses reais, derivadas do mercado, de jogadores que vestem de encarnado terem estado perto de envergar a camisola do leão e vice-versa.

O guarda-redes brasileiro Artur e o defesa-central argentino Ezequiel Garay, por exemplo, estiveram no horizonte verde e branco e não é preciso recuar muito para recordar que um dos jogadores em foco na campanha eleitoral leonina foi precisamente Garay, que era desejado por Godinho Lopes, presidente do Sporting, mas que acabou, mais tarde, por reforçar o Benfica, vindo do Real Madrid.

O inverso também se deu, com Elias e Anderson Polga. O primeiro, ainda enquanto jogador do Corinthians, foi desejado pelos encarnados e nem mesmo o pai do médio dos leões, Eliseu Trindade, deixou de confirmar a A BOLA que chegou a acertar o ordenado do filho com o presidente dos encarnados, Luís Filipe Vieira. Depois, o emblema brasileiro pediu muito dinheiro e o negócio morreu. 

Elias acabaria por viajar para a Europa, mas para o Atlético de Madrid, antes de deixar a capital espanhola para representar o clube de Alvalade. Finalmente, Polga, campeão do Mundo com o Brasil de Scolari em 2002, rumou ao reino do leão, depois de ter sido desejado na Luz. E hoje em dia é um dos mais antigos jogadores do Sporting.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 17:20

Novembro 25 2011

Jorge Jesus conduziu o Benfica a cinco vitórias nos últimos cinco jogos com o Sporting. Só não conseguiu o pleno, desde que chegou à Luz, em 2009, porque empatou a zero, em Alvalade, na primeira vez que comandou as águias contra os leões. 

Mas há outro dado a considerar nos duelos do treinador com o agora rival de Alvalade - Jesus não sabe o que é perder com o Sporting há três anos, dois meses e 24 dias.

Foi a 1 de Setembro de 2009, dia em que o SC Braga recebeu os leões para a segunda jornada da Liga, que Jorge Jesus sofreu a última das 15 derrotas que somou contra o Sporting, ao serviço de Felgueiras (2), E. Amadora (3), V. Setúbal (1), V. Guimarães (2), Moreirense (1), UD Leiria (2) e Belenenses (3).

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 17:05

Novembro 25 2011

Como estamos a pouco mais de 24 horas do derby, hoje vou recordar os derbies desde o ano 2000. 

publicado por Benfica 73 às 13:40

Novembro 25 2011

Na véspera do derby, que melhor lançamento para este jogo do que percorrer memórias de dois dos seus maiores intérpretes de sempre, Eusébio, pelo Benfica e Hilário pelo Sporting? E, juntando o útil ao agradável, que melhor forma do que esta para colocar ponto final, por um lado em especulações maldosas; por outro, em interpretações distorcidas; e, last but not least, em mentiras travestidas de meias verdades? 

Os dois ícones dos eternos rivais dispuseram-se à conversa, com prazer. E à história que foi recordada acrescentaram dados inéditos, fantásticos, que passam a fazer parte da lenda do futebol português. Uma conversa que é, afinal, uma ode à amizade. Entre rivais. E a apologia do respeito. Que cada vez é mais uma espécie em vias de extinção... 

«Hilário, há quanto tempo conhece Eusébio?» Perante esta pergunta, simples, o espanto estampou-se na cara do velho leão, melhor lateral-esquerdo do Mundial de 1966. 
«O Eusébio? Eu tenho 72 anos, o Eusébio vai fazer 70... desde sempre. A minha casa, no bairro da Mafalala, em Lourenço Marques, ficava quase ao lado da do Eusébio, as nossas mães eram amigas, os nossos irmãos também, como posso explicar? Éramos como irmãos.» Atento à resposta de Hilário da Conceição, Eusébio, o King, foi lesto a replicar: «Somos irmãos!»

Hilário, como para que não subsistissem quaisquer dúvidas sobre esta matéria, socorreu-se de um exemplo com mais de 30 anos. 
«Em 1976, quando o Eusébio foi jogar para os Estados Unidos, deixou em minha casa um caixote de relógios de marca. Ele é louco por relógios e aquilo valia uma fortuna, eram muitos anos de ofertas... e não deixou aquele tesouro em nenhum banco. Deixou-o comigo!»

A mesma viagem
Os percursos de Hilário, chegado à Metrópole, oriundo do Sporting de Lourenço Marques, em 1958, para representar o Sporting Clube de Portugal, e de Eusébio, que demandou Lisboa dois anos mais tarde, vindo do mesmo clube, para se juntar ao Benfica, confundem-se em muitos aspectos, em tantos que nada os consegue abalar, nem mexericos, nem má-língua, nem simples oportunismo. É como Eusébio diz: 

«Somos irmãos!»
Em Hilário e Eusébio pode, e deve, simbolizar-se a história dos confrontos entre Sporting e Benfica, uma década de sessenta de ouro para os encarnados, bicampeões europeus e de prata para os leões, vencedores das Taça das Taças. Porque há, entre ambos, o élan perfeito, que além da amizade que já vinha de terras africanas, é composto de rivalidade e respeito. 

Com o andar dos tempos, uma modernidade, que não se contesta, tornou as coisas diferentes. Não só os jogadores como também os adeptos têm uma percepção diferente do derby dos derbies daquela que existia no tempo dos monstros sagrados. O Benfica não tinha estrangeiros, o Sporting era o clube que rivalizava, olhos nos olhos, com os encarnados, ficando reservado ao FC Porto e Belenenses um papel de outsiders. Basta dizer que enquanto Eusébio jogou no Benfica os dragões nunca foram campeões nacionais, sendo a hegemonia encarnada apenas contestada pelo Sporting. Foi nesse ferro, antes forjado nas bicicletas de Trindade e Nicolau, que cresceu uma rivalidade que espalhou por um Portugal que era, então, do Minho a Timor, os nomes dos rivais lisboetas.

Eusébio e o Sporting
«Sou muitas vezes mal interpretado», queixou-se Eusébio, «quando falo do Sporting. Quem me conhece percebe o que eu quero dizer quando digo que não gosto do Sporting. Os outros tiram conclusões erradas e precipitadas.» 
O Pantera Negra prossegue, explicando o significado das palavras que por vezes profere. 

«Joguei no Benfica de 1960 a 1975 e o clube a quem queria sempre ganhar, mais do que a qualquer outro, era ao Sporting, o nosso rival histórico. Por isso, quando digo que não gosto do Sporting é só porque sentia em relação aos nossos rivais uma sede de triunfar especial. Ora, isso é respeito. E eu, que tenho tantos amigos sportinguistas, sempre tive o maior respeito por esse clube. O que não quer dizer que não lhes quisesse ganhar de forma especial. Porque os jogos entre Benfica e Sporting são, de facto, especiais.»

À medida que Eusébio falava, Hilário ia acenando, concordando com o que o amigo (irmão), dizia.
«Eu joguei no Sporting de 1958 a 1973 e tudo o que o Eusébio disse é verdade. E posso dizer mais: apesar da rivalidade entre os clubes, a amizade que já trazíamos de Lourenço Marques fez com que ao longo deste tempo todo, até agora, nos falássemos e fossemos vista de casa todos os dias. Estive com o Eusébio quando éramos solteiros e quando casámos. A nossa amizade não se alterou e eu sei que o Eusébio respeita o Sporting e os sportinguistas como ele sabe que eu sempre fui tratado com consideração pelo Benfica. Agora dentro do campo, cada vez que era dia de Sporting-Benfica, amigos amigos, negócios à parte, era cada um por si, sem contemplações. Porque nada era mais belo do que ganhar um derby.»

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 13:33

Novembro 25 2011

O central Luisão, lesionado no adutor direito, é baixa confirmada para o derby de amanhã, conforme o nosso jornal deu conta, e tem previsto um tempo de paragem a rondar as duas semanas, de acordo com as estimativas feitas através dos exames complementares de diagnóstico ontem realizados.

O internacional brasileiro, de 30 anos, esteve em 111 dos 128 jogos oficiais de Jorge Jesus no Benfica. Nos 17 em que não foi utilizado, quer tenha sido por poupança, castigo ou lesão, a equipa somou 10 vitórias, três derrotas e quatro empates.

O jogo com maior grau de dificuldade, no plano teórico, foi diante do Sporting (0-0), em Alvalade, para a Liga 2009/10. Nessa mesma época, também sem o capitão em campo, as águias foram eliminadas da Taça de Portugal, na Luz, frente ao V. Guimarães (0-1).

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 12:35

Novembro 25 2011

Apesar do interesse e da cobiça de alguns clubes europeus, Rodrigo deve ficar no Benfica até, pelo menos, junho de 2015.

"O Benfica está satisfeito com o rendimento do Rodrigo e ele está muito satisfeito em estar no clube. Existe a ideia de completar os três anos de contrato e por isso estamos tranquilos", afirmou Adalberto Machado, representante do avançado, à Rádio Renascença, sublinhando que deixa para "o momento adequado", as conversas sobre uma possível renovação do contrato.

Fonte: Record

publicado por Benfica 73 às 11:29

Novembro 25 2011

Jorge Jesus vai participar, neste sábado, no seu sétimo «derby» como treinador do Benfica. Nos seis jogos já cumpridos, o actual treinador dos encarnados tem um dos melhores registos na história do clube: cinco vitórias e um empate, com um saldo de golos de 12-2. 
Foi precisamente no jogo de estreia que o técnico dos encarnados ficou sem vencer: empate 0-0 em Alvalade, em Novembro de 2009. Nessa temporada, o Benfica viria a conquistar o título e também a Taça da Liga. No percurso para essas conquistas, duas vitórias sobre os leões. Primeiro, em Fevereiro de 2001, uma vitória robusta em Alvalade, nas meias-finais da Taça da Liga (4-1). Depois, em Abril, na recta final para a conquista da Liga, vitória na Luz por 2-0, com golos de Cardozo e Aimar.
Na época passada, o Benfica e Jorge Jesus não repetiram o título nacional, mas conseguiram dupla vitória sobre os leões, na Liga, pela mesma margem: 2-0. E, repetindo a História, afastaram o Sporting da final da Taça da Liga, vencendo na Luz por 2-1, com Cardozo e Javi Garcia a anularem o golo inaugural de Hélder Postiga. Foi a 2 de Março, e a partir daí águias e leões não voltaram a cruzar caminhos.
Números de Jorge Jesus em «derbies»:
6 j, 5 v, 1 e, 0 d
2009/10:
2 v, 1 e (6-1)
2010/11:
3 v (6-1)

Fonte: MaisFutebol

publicado por Benfica 73 às 11:22

Novembro 25 2011

Quem vai actuar na frente da ataque frente ao Sporting, sábado à noite, na Luz? Eis uma das questões em aberto e que gera maior paixão ao nível da discussão dos adeptos e a maior dúvida para o treinador Jorge Jesus.

109 golos em 127 jogos oficiais são um registo impressionante de Cardozo, o melhor marcador estrangeiro da história do Benfica. Desses, sete foram marcados ao Sporting, seis deles contra Rui Patrício, aparecendo os leões nos lugares cimeiros das equipas às quais o paraguaio mais tem marcado.

Do outro lado está Rodrigo, o novo menino bonito do Benfica, que começou a relegar o Takuarapara o banco de suplentes, depois de algumas experiências de ambos na frente de ataque, o que não se espera que aconteça frente ao Sporting.
Eis dúvida para Jorge Jesus dissipar, o mais tardar, este sábado.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 10:43

Novembro 25 2011

O pavilhão número 2 do Estádio da Luz registou uma afluência de milhares de pessoas que aí se deslocaram para ajudar Gustavo, filho de Carlos Martins.
Entre as pessoas anónimas que se deslocaram à Luz das 12 às 18 horas, registo para a presença de atletas de várias modalidades do Benfica.
A iniciativa dos encarnados vai continuar entre 26 de Novembro e 10 de Dezembro em Casas do Benfica como Odemira, Coimbra, Peniche, Pombal e Aveiro.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 10:09

Novembro 25 2011

Como estamos a pouco mais de 24 horas do derby, hoje vou recordar os derbies desde o ano 2000. 

Começo por este em que o Benfica ganha ao Sporting por 3 bolas a zero.

publicado por Benfica 73 às 09:24

Novembro 25 2011

Bem distante está o dia 3 de Maio de 1981, quando Benfica e Sporting entraram em campo com vinte e dois jogadores portugueses pela última vez. Trinta anos depois, a realidade é bem diferente: no «derby» deste sábado, 26 de Novembro de 2011, é pouco provável que cheguem aos cinco.
No Benfica, há apenas um jogador nacional que se perspectiva como titular. A confirmar-se a indisponibilidade de Luisão, devido a problemas físicos, Miguel Vítor pode fazer a sua estreia na Liga 2011/12, e logo de início. Mas mesmo assim a dúvida permanece, porque sempre que não teve um dos seus centrais titulares, Jesus escolheu o brasileiro Jardel. Rúben Amorim, o único português que o Benfica já utilizou na presente edição do campeonato, é a outra hipótese, porventura saído do banco.
No «onze» do Sporting há dois portugueses com titularidade (teoricamente) assegurada - Rui Patrício e João Pereira - e uma outra vaga em aberto. Com o trinco argentino Rinaudo de fora, devido a lesão grave, André Santos parece ser o mais forte candidato ao lugar, mas Daniel Carriço também parece estar na luta. Tiago Ilory e Pereirinha foram os outros jogadores nacionais utilizados no campeonato, sendo que o primeiro até foi numa situação de recurso (Carriço era o único central dos seniores disponível para a recepção à U. Leiria). 
O número de portugueses a jogar o «derby» tem vindo a decrescer progressivamente nos últimos anos. Se na década de oitenta era pouco provável ter um Benfica-Sporting (ou o inverso) com menos de vinte portugueses, no último duelo entre estas equipas já jogaram menos de dez. Foram nove, um mínimo histórico, agora prestes a ser batido.
Números de portugueses nos últimos 20 «derbies» (do mais recente para o mais antigo):
Março 2011: 9
Fevereiro 2011: 11
Setembro 2010: 14
Abril 2010: 15
Fevereiro 2010: 11
Novembro 2009: 15
Março 2009: 13
Fevereiro 2009: 10
Setembro 2008: 14
Abril 2008: 12
Março 2008: 10
Setembro 2007: 10
Abril 2007: 15
Dezembro 2006: 16
Janeiro 2006: 16
Setembro 2005: 14
Maio 2005: 18
Janeiro 2005: 17
Janeiro 2005: 16
Maio 2004: 16

Fonte: MaisFutebol

publicado por Benfica 73 às 08:41

Novembro 25 2011

Luisão deixou Jorge Jesus com um problema central. Está confirmada a ausência do capitão encarnado, de 30 anos, do derby de amanhã e o treinador encarnado procura a melhor alternativa para juntar a Ezequiel Garay, argentino que tem formado dupla com o brasileiro e que contra o Sporting terá de assumir o papel de patrão do sector defensivo. 


Em Old Trafford foi Miguel Vítor o central a assumir a responsabilidade de substituir o capitão da Luz e é o português, de 22 anos, o principal candidato a jogar amanhã no centro da defesa. Ainda assim, Jesus também tem a opção Jardel, brasileiro de 25 anos, contratado em Janeiro deste ano por altura da saída de David Luiz para o Chelsea. 

No treino de ontem, realizado à porta fechada no Seixal, o central brasileiro foi uma das opções que Jorge Jesus colocou junto de Garay, provavelmente para o treinador avaliar qual dos elementos disponíveis dará melhor resposta num jogo que obriga a altos índices de concentração.

Fonte: A Bola

publicado por Benfica 73 às 08:15

Novembro 25 2011
publicado por Benfica 73 às 07:39
Tags:

BENFICA 73
contador grátis
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





subscrever feeds
comentários recentes
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Here is a good news for those interested. There is...
Viva o BenficaSaudações de UMA TETRA
O apoio financeiro a indivíduosOlá,Você está preso...
Get a Loan Today At 3% Interest Rate, contact us a...
Boa tarde,Gostaríamos de dar a conhecer o novo sit...
Boa tarde,Será possivel obter o contato do adminis...
A nível de centrais, apesar dos 2 jovens da equipa...
Caro Benfica73, Rebocho é lateral esquerdo de raiz...
Eu aceitava nos seguintes termos, um milhão à cabe...
Esta gentinha que se governa do futebol, fala de m...
E qual é o valor da cláusula? Parece que o PC está...
Incrível como o site notíciasaominuto não sabe que...
Não terão começado já a tentar desestabilizar o Be...
Apesar de tudo e contra tudo e contra todos (ontem...
O Benfica tem uma estrutura psicológica muito fort...
ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃOVISTO NA NETE DEVE SER LIDO ...
OS PRÓPRIOS SPORTINGUISTAS LÚCIDOSE NÃO CARNEIROS ...
ACHO QUE MERECE JÁ UM POST, EM TODOS OS BLOGUES BE...
Com tal tirada sobre a falta de 'carácter', o padr...